Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

O improvável regresso da Kyalami

A ideia do regresso da Formula 1 a África, e em especial à África do Sul, surge de vez em quando, mas as ideias não passam muito disso mesmo. Contudo, a pista mais adequada a esse regresso, Kyalami, nos arredores de Joanesburgo, já disse que os custos para a receber seriam tão proibitivo que não teria lucro. 

Kyalami gostava de voltar à Formula 1", começou por dizer Christo Kruger ao site f1fanatic.co.uk. "Pensamos que há uma herança que gostaríamos de ver novamente. Eu também acho que o continente africano merece receber a Fórmula 1 novamente", continuou. 

Mas os custos proibitivos de hospedar a Formula 1 são o problema. Não é financeiramente viável na estrutura atual receber a Fórmula 1. Neste momento, é uma pista de grau dois da FIA, mas vamos atualizar para o grau um, mas deve haver compromisso em termos de futuro a longo prazo para a Fórmula 1 na África do Sul. No entanto, nós não temos os meios financeiros para ser o promotor de uma corrida de Fórmula 1”, concluiu.

A pista sul-africana acolheu a Formula 1 em dois períodos: entre 1967 e 1985, e depois em 1992 e 93, depois de Ter Sido fortemente modificado, mudando o local da reta da meta. Foi de novo renovado em 2015, um ano depois de ter sido comprado pela atual proprietária, a Porsche South Africa. 


This post first appeared on Continental Circus, please read the originial post: here

Share the post

O improvável regresso da Kyalami

×

Subscribe to Continental Circus

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×