Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Como Calcular o Preço de Seu Artesanato

calculo_custos-06Definir o preço do artesanato é uma das tarefas mais intimidantes e que causam dor de cabeça  para aqueles que fazem artesanato e desejam utilizar a sua arte não só como hobby mas também como fonte de renda.

O principal dilema do preço é como definir o preço justo. E esse senso de justiça trazido pela palavra “preço justo” deve ser sentido tanto por quem faz a peça quanto pelo comprador. Afinal se o valor for muito alto ninguém irá comprar e se por outro lado for baixo demais você terá prejuízo financeiro e ainda por cima o seu artesanato poderá ser visto como um produto que é feito com materiais ou técnicas de baixa qualidade.

O preço deve possuir as seguintes características:

►O preço deve ser alto o suficiente para cobrir o processo de produção e os materiais;

►O preço deve ser alto o suficiente para sobrar lucro para o artesão investir na sua arte;

►O preço deve ser o suficiente para gerar alto volume de vendas;

►O preço deve agradar tanto o vendedor quanto o comprador.

Diante disso tudo, determinar o preço parece muito complicado, mas nesse artigo eu irei simplificar todo o processo para que você possa entender todos os elementos que fazem parte do preço. O importante é entender que o preço do artesanato é a soma de pequenas partes :

Fórmula: (Material + Hora trabalhada + Despesas + Lucro) x (Fator de multiplicação)

Existem muitos custos escondidos na produção de artesanato, mas todos esses custos devem ser conhecidos e somados na hora de definir o preço do artesanato.

calculo_custos-04

Caso fique muito confuso quanto aos cálculos, baixe um e-book explicativo clicando na imagem ou aqui.

 

Cada um dos componentes será detalhado a seguir:

# Materiais

Os materiais são todos os componentes que fazem parte da peça produzida, desde um simples botão até o mais caro tecido que foi utilizado. Nenhum elemento deve ser esquecido. Você deve imaginar a sua casa ou atelier como um grande supermercado e cada “mercadoria” que você coloca na sua “cesta” tem um preço especifico que alguém deve pagar.

É importante lembrar que quando compramos os materiais nas loja nem sempre utilizamos todo o material em um único artesanato por isso é muito importante saber calcular o valor do pedaço do material que foi utilizado porque o que sobrar irá para outra peça. Deve ser feito umadivisão proporcional ao material utilizado para definir o preço do artesanato produzido.

Vou repetir porque é importante lembrar que o você deve calcular é o valor do material utilizado naquela pela específica.

No exemplo de um caderno artesanal no estilo Copta temos os seguintes materiais: Papelão cinza, papel de revestimento da capa e contra capa, as folhas do miolo, a linha da costura e a cola.

A tabela abaixo demonstra valores ilustrativos para exemplificar o cálculo:

 

clip_image002

 

# Hora trabalhada

A hora trabalhada é cada minuto da sua vida que você passa se dedicando a fazer aquele artesanato específico. Do mesmo modo que um funcionário de uma empresa é pago por hora trabalhada você também precisa mensurar o valor do seu tempo trabalhado para que você possa pagar o “funcionário de sua empresa de artesanato” que nesse caso é você. Mesmo que você só venda artesanato para ter uma renda extra você precisa definir o valor da sua hora para definir o preço correto. Mesmo que você faça artesanato por diversão, ao vender você deve cobrar pelas horas trabalhadas.

Se esse valor não for cobrado alguém vai sair perdendo nessa história e nesse caso é você.

 

calculo_custos-07

Mas como calcular esse valor?

Para calcular esse valor é bem simples. Se você não trabalha integralmente com artesanato eu recomendo calcular o valor da sua hora baseado no seu salário. Ex.: Se você ganha R$2.500 mensal e trabalha 320 horas por mês, então o valor da sua hora de trabalho é de  R$7,81.

Se você é artesão (ã) ou ainda não tem fonte de renda você deve calcular o valor de sua hora de trabalho baseado em quanto você deseja ganhar por mês. Nessa etapa é sempre bom usar do bom senso.

O valor da hora trabalhada não é estático ele pode alterar, pode não, deve ser alterado a medida que você se torna mais especialista na sua área e aprimora cade vez mais a sua técnica. Do mesmo modo que um funcionário de um empresa recebe aumento salarial a medida que aumentam os anos de experiência, você deve fazer o mesmo com o seu trabalho artesanal. Quando você faz um curso pra aprender novas técnicas,  outro curso pra melhorar a estética do seu artesanato etc. Tudo isso vai valorizar e enriquecer ainda mais o seu trabalho e isso deve ser refletido no valor de sua hora trabalhada.

Caso você tenha calculado o valor de sua hora e achou pouco a melhor forma para você aumentar esse valor é investindo em você mesmo e aprendendo o máximo que você puder aprender e com isso ampliar as suas capacidade técnica, criativas, estéticas, gerenciais etc… O seu artesanato tem que ser percebido cada vez mais como um objeto exclusivo e de alto valor percebido para que você possa cobrar mais pelo seu trabalho.

Voltando ao nosso exemplo: Para fazer um caderno artesanal no estilo Copta citado acima são gastos 40 minutos. Se a hora trabalhada for R$7,81 por hora, o custo da hora trabalhada para fazer esse caderno é de R$ 5,20.

O próximo elemento que deve ser calculado são as despesas.

 

calculo_custos-08# Despesas gerais

As despesas são todos os outros gastos relacionado ao seu artesanato que você puder imaginar (água, luz, telefone, Internet, depreciação, ônibus, gasolina, frete, embalagem etc).

Um modo fácil de visualizar essas despesas é imaginar como se tudo que tivesse na sua casa ou atelier fosse alugado e a medida que você usa cada uma das coisas para fazer uma peça o valor desse “aluguel”deve ser incluído na peça produzida. Desse modo o cliente só irá pagar pelo que foi utilizado em cada peça e você não terá prejuízo por esquecer de levar esses itens em consideração.

Por exemplo: Vamos supor que o caderno de costura Copta citado nos exemplo anteriores fosse feito durante a noite em um atelier alugado. As despesas ficariam as seguintes:

►Energia:

Conta da energia: R$120 por mês;

Horas no mês: 24horas x 31dias = 744 horas por mês;

Preço por hora: R$120/744 horas = R$0,16 por hora

Custo da energia para 1 peça: R$ 0,10

*Cada peça é feita em 40 minutos.

►Aluguel:

Valor aluguel: R$1000,00 por mês;

Horas no mês: 24h x 31dias =744 horas por mês;

Preço por hora: R$1000/744 horas = R$1,34 por hora;

Custo para 1 peça: R$0,89

*Cada peça é feita em 40 minutos.

►Sacola para presente: R$ 1,50

As despesas em princípio parecem poucas, mas quando contabilizadas nas várias peças produzidas representam um gasto considerável.

Nesse exemplo não foi contabilizado a água porque para fazer esse caderno não foi utilizado a água.

O custo de depreciação não será calculado porque as ferramentas utilizadas para essa técnica (agulha, agulhão furador e berço de furação e  gabaritos) são baratas e duram muitos anos, mas caso você utilize máquinas e ferramentas de alto valor o custo de depreciação deve ser calculado e adicionado ao artesanato para que você não tenha prejuízo.

 

calculo_custos-02# Lucro

O lucro é o valor que vai ser poupado para você poder reinvestir no seu negócio para torna-lo mais rentável seja na comprar de novas ferramentas que irão agilizar o processo ou em cursos para aprimorar os seus conhecimentos e permitir que você consiga crescer com o seu artesanato.

Geralmente a porcentagem de lucro que é adicionado as peças variam de 30% a 50%. Você pode variar de acordo com a sua estratégia de negócio.

 

# Fator de multiplicação

O preço final é multiplicado por 1.5 ou 2. Esse fator de multiplicação é o que permite você dar desconto para clientes que encomendarem em quantidade maior sem que você prejudique os seus ganhos.

Esse fator de multiplicação também serve para cobrir alguns custos direto e indireto ao seu artesanato que você tenha esquecido de contabilizar como os custos de estoque, custo que você paga para manter uma loja virtual, custos para por em vitrines etc.

O preço que é passado para o cliente é o preço adicionado desse fator de multiplicação, esse seria o preço de varejo. Mas para um cliente que faz um grande pedido você retira o fator de multiplicação gerando assim o preço de atacado.

Veja a tabela abaixo que resume todos os componentes envolvidos no preço utilizando o exemplo citado:

clip_image008

Correção: O Valor correto no preço de varejo é R$31,29 x 1.5= R$46,93 (houve um pequeno erro na digitação da tabela por isso desconsidere o valor R$30,25 e substitua por R$31,29)

É importante mencionar que as fórmulas para cálculo de preço de artesanato não são absolutas e incontestáveis, o valor resultante serve para você avaliar e trilhar caminhos com base em dados específicos. Se o preço do seu artesanato saiu muito caro, você deve avaliar quais os fatores que influenciaram para esse resultado e  o que você poderá fazer para reduzir o valor sem prejudicar você e o seu negócio.

Fonte – Arte com Papel – www.artecompapel.com


Baixe aqui seu e-book para aprender a calcular o Preço de seu Artesanato
de Forma Correta:



This post first appeared on Vila Dumont, please read the originial post: here

Share the post

Como Calcular o Preço de Seu Artesanato

×

Subscribe to Vila Dumont

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×