Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Palmo a palmo no terreno do líder da II Liga


 

Até ao último segundo! O Benfica B visitou o Estoril, líder da II Liga, no Estádio António Coimbra da Mota, na 22.ª jornada, e, chocando de frente, batalhou para arrecadar pelo menos um ponto, mas acabou por perder por 3-2.

Num jogo bem disputado, a primeira equipa a marcar foi a da casa. Gamboa, com um cabeceamento na área, fez o 1-0 no seguimento de um livre batido no flanco direito (24').

Mais eficaz e cortante nas ações com bola, o Benfica B igualou (1-1) aos 39' por intermédio de Henrique Araújo, que, servido por Filipe Cruz no interior da área, foi insistente e letal à boca da baliza, confirmando o golo (39').

Antes de o árbitro mandar as equipas para intervalo, Umaro Embaló, pela direita, arrancou um cruzamento fantástico com o pé esquerdo (45'+1') e, sobre o primeiro poste, Henrique Araújo finalizou para o 1-2.

O quinto minuto da segunda parte foi um momento literalmente feliz para o Estoril. Um ressalto na área, após tentativa de corte da defensiva encarnada, deixou a bola ao alcance de Vidigal, que chutou para o 2-2 (50').

O Estoril voltou a marcar aos 64' por intermédio de Crespo (3-2), concluindo à beira da baliza um cruzamento executado sobre o corredor direito.

Com os seus argumentos, o Benfica B perseguiu um resultado diferente até ao último segundo do jogo. No derradeiro ataque da partida, Pedro Ganchas, de cabeça, podia ter faturado o 3-3, mas a bola passou rente ao poste esquerdo.

DECLARAÇÕES

Nélson Veríssimo Estoril-Benfica B

Nélson Veríssimo (treinador do Benfica B): "Sabíamos o adversário que vínhamos encontrar, com todo o mérito o Estoril tem estado na I Liga. É uma equipa com uma boa ideia de jogo, com Qualidade Individual e coletiva. O nosso objetivo, aqui, seria sempre dividir o jogo com o Estoril, olhos nos olhos, e isso foi plenamente conseguido. Foi um jogo equilibrado, começámos em desvantagem, mas depois, com uma boa reação, virámos para 1-2. Fruto da sua qualidade, e com a entrada mais forte que teve na segunda parte, o Estoril acabou por virar o jogo. Estamos agradados com a exibição dos nossos jogadores, porque nunca viraram a cara à luta e isso é o que lhes temos transmitido, porque qualidade individual e coletiva nós sabemos que temos. Temos de ter em todos os jogos uma mentalidade muito competitiva, porque o Clube que representamos e a Liga onde estamos inseridos isso nos exigem. Nesse contexto, estamos satisfeitos com o que tem sido a entrega dos jogadores nos treinos e nos jogos."

Henrique Araújo (jogador do Benfica B): "Marcar golos é sempre bastante bom, mas não conseguimos a vitória e isso acaba por ser um amargo de boca. Eles começaram bem o jogo, nós equilibrámos e saímos em vantagem para o intervalo. Sabíamos que eles iam tentar vir para cima de nós na segunda parte, procurámos controlar o jogo, mas eles marcaram nas oportunidades que tiveram e ganharam. Temos vindo a demonstrar que somos uma equipa aguerrida, que luta até ao último minuto do jogo, estando a ganhar ou a perder, o objetivo é sempre mais e melhor. Queríamos dar uma prenda de aniversário ao Clube e aos benfiquistas, mas hoje não foi possível. A exibição acaba por ser uma prenda, o resultado não."



This post first appeared on Benfica Glorioso, please read the originial post: here

Share the post

Palmo a palmo no terreno do líder da II Liga

×

Subscribe to Benfica Glorioso

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×