Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

RENAMO acusa Governo de intimidar corpo diplomático

O presidente da RENAMO, Ossufo Momade acusou hoje a ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Verónica Macamo, de “intimidação ao corpo diplomático” e de fraude nas eleições autárquicas de 11 de outubro.

“Porque o partido FRELIMO tem consciência da sua amarga derrota, assistimos, muito recentemente, à mandatária deste partido vestida de capa de ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação a intimidar o corpo diplomático acreditado na República de Moçambique e das organizações internacionais para não manifestar as suas posições em relação à fraude eleitoral”, disse Ossufo Momade.

Momade “ataca” ministra

O líder da Resistência Nacional Moçambicana (RENAMO) falava durante uma conferência de imprensa em que anunciou que o principal partido da oposição não reconhece os resultados das eleições autárquicas de 11 de outubro proclamados na sexta-feira pelo Conselho Constitucional (CC).

Verónica Macamo 

“Aproveitamos esta ocasião para agradecer a estas entidades [internacionais] pelo apoio aberto à paz e à democracia em Moçambique”, declarou Momade.

A comunidade internacional, prosseguiu, não deve ceder a “ameaças” alegadamente feitas pelas autoridades moçambicanas, porque “acima da FRELIMO está o povo moçambicano e os seus interesses”.

Na quarta-feira (22.11), a ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação moçambicana, Verónica Macamo, disse aos embaixadores que acredita que o processo das sextas eleições autárquicas vai “terminar bem”, pedindo que a comunidade internacional confie nas instituições do país para resolver os diferendos.

“Temos fé que este processo, como os anteriores, vai terminar bem pois os moçambicanos querem a paz e desenvolvimento do país”, foi a mensagem que Verónica Macamo transmitiu, disse aos jornalistas José Matsinhe, porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros, citando a chefe da diplomacia, depois de uma reunião à porta fechada, em Maputo, com as missões diplomáticas representadas em Moçambique, entre as quais do Brasil, Itália, Angola, África do Sul, França, Quénia, Rússia, Japão e China.

Verónia Macamo elogiou democracia no país

No encontro, a ministra e o corpo diplomático falaram das três fases das sextas eleições autárquicas de 11 de outubro, nomeadamente a pré-eleitoral, eleitoral e pós-eleitoral, tendo a governante moçambicana referido que o processo demonstrou a “vitalidade, crescimento e consolidação” da democracia do país.

Para a ministra, segundo o porta-voz, todas as fases do escrutínio decorreram de acordo com os princípios e normas do Estado de direito moçambicano, considerando que a “participação massiva” dos eleitores foi uma “ilustração clara do cumprimento dos seus direitos e deveres”.

A chefe da diplomacia moçambicana apelou para que a comunidade internacional confie no povo e nas instituições do país na resolução de seus diferendos, agradecendo também aos diplomatas pelo apoio e solidariedade.

Além de ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Verónica Macamo é mandatária da FRELIMO junto aos órgãos eleitais.

O conteúdo RENAMO acusa Governo de intimidar corpo diplomático aparece primeiro em Hold On Angola.



This post first appeared on Hold On Angola, please read the originial post: here

Share the post

RENAMO acusa Governo de intimidar corpo diplomático

×

Subscribe to Hold On Angola

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×