Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

10 Brincadeiras folclóricas

As brincadeiras folclóricas sobreviveram ao tempo e às mudanças culturais, pelo fato de muitos pais transmitirem aos filhos o que aprenderam com seus avós.

Na realidade, até hoje os meninos sonham em empinar uma pipa, e quase todas as meninas se encantam pelas bonecas de pano feitas à mão. Sem falar nas brincadeiras animadíssimas. Por esse motivo, vale a pena conferir:

10 Brincadeiras folclóricas

Elas acompanharam o crescimento de muita gente. Devido à vasta expansão do uso tecnológico, as crianças de hoje, se não forem estimuladas, acabam perdendo a oportunidade de aproveitarem os benefícios das brincadeiras folclóricas. Para que possam conhece-las, sugerimos aqui 10 delas.

 Brincadeiras folclóricas: Corre Cotia

Super divertida, esta brincadeira desperta a expectativa de quem brinca, pelo fato de ao mesmo tempo em que se bate palmas e canta, existe a necessidade de estar alerta para saber se será  escolhido.

Recursos  para a brincadeira Corre Cotia

  • Publico alvo: Crianças do ensino fundamental:
  • Recursos: 1 lenço ou objeto leve.
  • Idade: a partir de 7 anos
  • Objetivo: Interação social e exercício físico.

Passo a Passo da brincadeira Corre Cotia

  1. Podem participar quantas crianças quiserem.
  2. Elas deverão estar sentadas no chão em roda.
  3. Enquanto  cantam a música:  “Corre Cotia”, uma das crianças dá voltas correndo em torno do restante da criançada.
  4. Ela deve colocar um lencinho (ou objeto) nas costas de uma das criança.
  5. A criança que for escolhida com o lenço, deve se levantar e correr atrás de quem que o escolheu, antes que este complete a volta e se sente no lugar daquela que levantou.
  6. Se não conseguir, terá que pagar um mico qualquer: dançar, dar 3 pulinhos, recitar uma poesia…

Trata-se de uma brincadeira folclórica, saudável e fácil, para animar principalmente as tardes de lazer. Com ela, as crianças se interagem, exercitam e liberam muita adrenalina!

Música Corre Cotia:

“Corre cotia, na casa da tia. Corre cipó, na casa da vó. Lencinho na mão caiu no chão. Moça bonita do meu coração. Posso jogar? Não! Ninguém vai olhar? Não! Joguei ”.

Brincadeiras folclóricas: Cadê o toucinho que estava aqui

Boa parte das crianças que hoje são adultas, quando bebês, aprenderam com seus pais esta brincadeira. Por mais extraordinário que pareça, ela ajuda a criança desenvolver a memorização.

Recursos  para a brincadeira: Cadê o toucinho que estava aqui

  • Publico alvo: Bebês e Crianças do maternal.
  • Idade: 9 meses a 3 anos
  • Recursos: Não há necessidade de nenhum material.
  • Objetivo: Desenvolver a  memorização dos bebês e crianças pequenas.

Passo a Passo da brincadeira: Cadê o toucinho que estava aqui

  1. O responsável  pega a mão aberta da criança, e toca com seu dedo indicador na palma vai perguntando e ao mesmo tempo ensinando a criança a responder:

Cadê o toucinho que estava aqui? O gato comeu. Cadê o gato? Foi para o mato. Cadê o mato? O fogo queimou. Cadê o fogo? A água apagou. Cadê a água? O boi bebeu. Cadê o boi? Está amassando o trigo. Cadê o trigo? A galinha espalhou. Cadê a galinha? Está botando ovo. Cadê o ovo? O frade bebeu. Cadê o frade? Está na missa. Cadê a missa? Está na caixinha. Cadê a caixinha? Está no rio abaixo e foi parar aqui“.

2. Desliza as mãos levemente em direção ás axilas do bebê para fazer-lhe cócegas levemente.

Quase todas as crianças gostam desta brincadeira, e pedem que haja repetição.

Brincadeiras folclóricas: Dança da cadeira

É uma brincadeira folclórica que permanece conquistando crianças e adultos. O humor está no fato de que alguém sempre acaba caindo no chão na tentativa de ocupar a cadeira. A diversão é garantida com esta atividade pra lá de interessante!

Recursos para a brincadeira folclórica: Dança da cadeira:

  • Publico alvo: Crianças, jovens e adultos.
  • Idade: Após 3 anos de idade, poderá ser feita com qualquer faixa etária.
  • Recursos: Cadeiras com número de participantes, menos uma.
  • Objetivo: Interagir, descontrair, treinar a agilidade.

Passo a passo da brincadeira: Dança da cadeira

  1. Em primeiro lugar conte o número de crianças ou adultos que irão participar e coloque o número de cadeiras, menos uma, em conformidade com quantidade de pessoas. Por exemplo, se houverem 5 crianças, preparem 4 cadeiras.
  2. Escolha quem será o responsável por controlar o som. Esta pessoa deverá interromper a música, de maneira ocasional.
  3. Toda vez que a música parar, todos deverão tentar  sentar nas cadeiras.
  4. Aquele que sobrar, estará fora da brincadeira.
  5. Sempre que isso acontecer, vá retirando uma cadeira.

Diversão e movimento físico são garantidos com essa brincadeira. O treino da audição e agilidade é certo.

Brincadeiras folclóricas: A Forca

Uma brincadeira folclórica super interessante e muito proveitosa para o desenvolvimento intelectual de crianças, jovens e adultos. Ela provoca o raciocínio, na busca de palavras para preencher as linhas.  Se não quiser que seu bonequinho seja enforcado, precisará pensar, e isso é muito produtivo.

Recursos para a brincadeira folclórica: A Forca.

  • Público alvo: Crianças a partir da segunda série do ensino fundamental à qualquer nível de formação acadêmica.
  • Idade: A partir de 7 anos.
  • Recursos: Folhas de papel, lápis, caneta.
  • Objetivo: Levar o participante  a pensar respostas para problemas encaixando as idéias, resolvendo enigmas.

Passo a passo da brincadeira: A Forca:

  1. Esta brincadeira, poderá ser feita em dupla, para melhor aproveitamento. Um dos participantes deve  escolher uma palavra ocasional e desenha uma forca e diversos traços pequenos no papel, para serem completados.
  2. O número de traços obedece à quantidade de letras que a palavra a ser descoberta possui.
  3. A pessoa que vai tentar adivinhar deve falar uma sugestão de letra por vez.
  4. Se acertar, o traço é preenchido com a letra. Se errar, é desenhada a primeira parte do boneco, e assim por diante.
  5. Cada vez que errar a palavra, vai sendo desenhados a cabeça, corpo, braços e pernas… Se errar até terminar de construir o boneco, ele será enforcado.  Se acertar, ele direcionará a brincadeira
  6. O objetivo aqui é acertar a palavra antes que seja enforcado.

É uma ótima brincadeira para se utilizar enquanto estiver treinado para prova. Uma sugestão é estudar um capitulo por exemplo do livro de história ou geografia, filosofia, qualquer disciplina e construir a forca com base em palavras que respondam certas perguntas.

 Exemplo: Faça uma pergunta dando um enigma, “ Trata-se de uma estação do ano”     ___   _____ ___ ___ ___ ____  ___ A.   Se a criança for esperta, verá que outono, inverno e verão terminam com “O”  logo então, se a palavra termina com A, só poderá ser primavera.

Use a criatividade e aproveite para enriquecer os conhecimentos enquanto brincam

Brincadeiras folclóricas: Estilingue

É uma brincadeira folclórica que precisa ser trabalhada nos padrões atuais, para não ferir a nenhuma pessoa ou animal. É possível adaptá-la para que a diversão aconteça sem prejuízos.

Recursos para a brincadeira Folclórica: Estilingue.

  • Público Alvo: Crianças, jovens ou adultos.
  • Idade: Após 8 anos.
  • Recursos: Um estilingue comprado  pronto ou poderá fabricar um utilizando elástico e galho de árvore.

Passo a passo da brincadeira de Estilingue:

  1. O primeiro passo é adquirir um estilingue na loja ou  achar um pedaço de madeira ou galho de árvore no formato da letra “Y”.
  2. Dentre as duas hastes superiores, deve ser amarrado o elástico ou câmara de ar.
  3. Depois, é só escolher uma pedrinha ou bola de papel, colocar na tira de elástico e puxar para trás, de forma a impulsionar e lançar a pedra. Utilize alvos como bonecos, frutas estragadas ou objetos que não sejam pessoas ou animais.

A intenção do uso de estilingue antigamente era,  espantar ou matar passarinhos. O que hoje é crime. E pense bem, por qual motivo destruiríamos a natureza maravilhosa que nos acolhe?   Contudo, esta brincadeira pode ser revertida, usando alvos inanimados, para treinar a mira, atenção, foco e habilidades de autocontrole.

Brincadeiras folclóricas: Boca de forno ou O chefe mandou

Este tipo de brincadeira folclórica poderá funcionar como forte aliado para induzir a criança ao dever de realizar tarefas, quando forem requeridas de seus superiores.  Ela poderá ser usada por professores, e até por pais que desejam educar seus filhos nos afazeres domésticos.

Recursos para a brincadeira: Boca de Forno

  • Publico alvo: Crianças a partir das primeiras séries do ensino fundamental.
  • Idade: 6 anos em diante.
  • Recursos: Não necessita de nenhum material didático.
  • Objetivo: Ensinar a criança a ser submissa aos que possuem responsabilidade sobre ela.

Passo a passo da brincadeira: Boca de Forno

Escolha quem será o primeiro chefe da brincadeira. Ele começa dizendo: Boca de forno, e a as crianças  respondem Forno!! Tirar um bolo. Bolo! Fareis tudo o que o mestre mandar ? Faremos todos“. Depois disto, o chefe manda fazer alguma tarefa.

A brincadeira poderá ser útil para brincar e educar ao mesmo tempo.

 Brincadeiras folclóricas: Roda Pião

Uma brincadeira folclórica simples que faz brilhar os olhos de muitas crianças. Roda Pião é fácil de brincar e conquista  a atenção dos pequenos que ficam horas empolgados observando-o. Pode-se aproveitar a ocasião, para ensiná-los sobre os movimentos de rotação e translação da terra, enquanto se divertem.

Recursos para a brincadeira: Roda Pião:

  • Público alvo: Crianças a partir do primeiro ano do ensino fundamental.
  • Idade: 6 anos em diante.
  • Recursos: 1 pião e um cordão.
  • Objetivo: Por certo, a diversão é o maior objetivo dessa brincadeira ,  e pode-se aproveitar ainda para aprender ciências.

Passo a passo da brincadeira do Roda Pião:

  1. O brinquedo poderá ser comprado pronto, ou  feito de madeira polida até que fique arredondado e  com um bico para baixo, tendo um prego na ponta que toca o chão.
  2. A pessoa que estiver brincando,  amarra um barbante e faz voltas no pião.
  3. Depois é só puxar com força para que ele rode.
  4. Se quiser, é possível improvisar um pião, usando uma esfera qualquer, tampinha de garrafa, ou outros. Basta atravessar um prego ao meio  e terá o brinquedo.

Dá para aproveitar esta brincadeira folclórica, e passar noções de física, para os meninos maiores, e ensinar sobre os movimentos da terra e as estações do ano  aos mais novos.

Brincadeiras folclóricas: O trem maluco!

Alegre e animada, esta brincadeira folclórica é típica da região nordeste do Brasil, mas em outros estados também, faz a alegria da criançada, possibilitando exercícios com os braços, cantoria e animação.

 o trem maluco brincadeiras folclóricas

Recursos para a brincadeira  O trem maluco

  • Público alvo: Crianças do ensino fundamental.
  • Idade: a partir de 7 anos.
  • Recursos: Não existe necessidade de nenhum material didático.
  • Objetivo: interação e exercício com os braços.

Passo a passo da brincadeira : O trem maluco:

  1. A brincadeira deve ser feita em dupla.
  2. As crianças de frente uma para a outra  devem movimentar-se  com as mãos para cima e para baixo em sincronia e batendo palmas, enquanto cantam a música.
  3. Se errarem, podem parar e começar novamente.

A letra da música O trem maluco:

O trem maluco, quando sai de Pernambuco, vai fazendo vuco, vuco  até chegar no Ceará.

Rebola pai, rebola  mãe, rebola filha, eu também sou da família ,também quero rebolar!

O trem maluco, quando sai de Pernambuco, vai fazendo vuco, vuco até chegar no Ceará

Rebola bola, você diz que dá bola, bola você diz que dá .

Você diz que da na bola, na bola você não dá!

Esta brincadeira é para diversão, interação e pode ser aproveitada  para exercitar os braços.

Brincadeiras folclóricas: Cabo de Guerra

As brincadeiras folclóricas  com cordas, geralmente são de grande aceitação para crianças e adultos.  E sabemos que além de lazer, se tornam ótimas  atividades físicas. O cabo de guerra é mais uma destas super brincadeiras.

brincadeiras folclóricas - cabo de força

 Recursos para  a brincadeira  cabo de guerra:

  •  Publico alvo: Crianças, jovens e adultos:
  • Idade: a partir de 7 anos.
  • Recurso: uma corda, grande e bem firme, que suporte pesos.
  • Objetivo: medir força.

Passo a passo da brincadeira: Cabo de guerra

  1.  Reparta  em duas equipes todos os  participantes, atentando para que haja  equilíbrio em número e força.
  2. Assinale o centro da corda com um tecido  ou fita de modo, posicionando-o sobre uma marcação no chão que pode ser feita com uma vareta ou giz.
  3. Com os participantes em fila, cada grupo deverá puxar uma das pontas da corda.
  4. É necessário,  deixar um espaço de cerca de 1,5 metro de corda livre no meio.
  5. A  equipe  que conseguir puxar pelo menos um dos adversários para frente da linha central será o vencedor.
É preciso cuidado, para que nenhuma criança se machuque, quando puxarem a corda.

Brincadeiras folclóricas: Pular Amarelinha

Pular Amarelinha é uma brincadeira folclórica, que ajuda a criança desenvolver a coordenação motora, o equilíbrio, e ainda  ensina a obedecer regras,  uma necessidade para se viver em sociedade.

brincadeiras folclóricas - amarelinha

Recursos para a brincadeira folclórica: Pular Amarelinha.

Publico alvo: crianças e adolescentes. Idade: A partir de 4 anos. Recurso: Pedaço de giz , carvão ou tijolo para riscar o chão. Objetivo: Treinar a coordenação motora da criança, o equilíbrio, a socialização.

Passo a passo da Brincadeira Amarelinha

  1. Risque no chão, um quadrado ou desenho  com o pedaço de giz.
  2. Realize o sorteio para saber  quando cada jogador deverá jogar. Cada um deve ter uma pedra na mão.
  3. O primeiro jogador, ficará  de pé na frente da casa número 1. Ele começará  jogando  a pedrinha na casa 1.
  4. Observe que, a casa onde foi jogada a pedra não poderá ser pisada, é terá que  pular por cima dela.Vá pulando com um só pé , ou, se tiver  2 casas lado a lado, um pé em cada casa, cursando o caminho das casas até o Céu.
  5. Quando o jogador chegar no Céu, coloca os dois pés no chão.
  6. Logo depois, volta, pulando todo o caminho  até a casa que possui número anterior à pedra. Quando chegar, pegará a pedra de volta, tentando não perder o equilíbrio.
  7. Se estiver utilizando  um pé só, terá que pular somente com ele, e pegar a pedra. Com ela  na mão, poderá  pular na casa em que  estava a pedra e retornar ao início do jogo.
  8. O vencedor será aquele que conseguir percorrer todas as casas com a pedra sem perder a vez.

Esta é uma ótima brincadeira para crianças em crescimento. Desenvolvendo naturalmente o corpo e equilíbrio, por meio dos constantes movimentos.

Fim das brincadeiras folclóricas

Bom, chegamos ao fim de mais um post aqui no blog. Mas não se preocupe, ainda hoje posto mais coisas para fazer a alegria do dia e encher sua sala de atividades incríveis.

Enquanto isso, entra lá no nosso facebook e segue a gente no twitter.

Também confira os melhores aplicativos para professores:

Os 10 melhores aplicativos para professores

Até mais! o/

O post 10 Brincadeiras folclóricas apareceu primeiro em Demonstre.



This post first appeared on Demonstre Educação, please read the originial post: here

Share the post

10 Brincadeiras folclóricas

×

Subscribe to Demonstre Educação

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×