Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Roadmap

Planejamento estratégico é primordial para as empresas conseguirem alinhar as suas expectativas e traçar planos de ação para se chegar aonde deseja. Nesse contexto, o Roadmap é um termo que vale a pena ser mencionado.

Não somente gestores ou diretores, mas todos os colaboradores precisam ter uma visão estratégica sobre as suas próprias atividades. Para auxiliar a chegar aonde desejam, há diversas metodologias e conceitos que subsidiam esse caminho.

O Roadmap é um deles e neste artigo você vai compreender o que ele é, como funciona e, claro, como construir um para a sua empresa – ou até mesmo para as suas metas pessoais. Vamos lá? 

O que é Roadmap?

Bem, a primeira coisa que precisamos definir é o que é Roadmap. Assim como sugere o próprio nome, é uma espécie de rota, um mapa traçado. O objetivo é traçar esse mapa para chegar ao objetivo desejado (produto, projeto, resultado…).

Muitos chamam Bússola, pois é um guia com os passos para se chegar ao rumo desejado. Além disso, preza pela ciência de todos os envolvidos, ou seja, todos saberão dos próximos passos e de tudo o que foi desenhado. 

Ainda está confuso? Vamos dar um exemplo bem simples para que você compreenda melhor. Vamos pensar no processo que costuma ser padrão dentro de um negócio tipo startup.

As startups costumam ser empresas que trazem ao mercado algo inovador. Porém, além de ter uma ideia genial, é necessário realizar vários testes antes de saber se o negócio é viável ou não. 

A partir do momento que encontram um ponto ótimo para colocar a ideia para rodar, muitas startups acabam se afundando. Isso porque não possuem um mapa com as ações necessárias. Não há próximos passos, ou seja, não há Roadmap.

Ao chegar no produto final muitos pensam que chegaram ao fim, mas, na verdade, é só o começo do seu planejamento operacional. 

É preciso saber por onde começar, quais serão os detalhes dos produtos ou serviços oferecidos e assim por diante. Além disso, também é necessário pensar em questões orçamentárias. 

Ou seja, o Roadmap é uma definição de tudo o que será feito para chegar naquilo que foi definido. É um direcionamento que deve ser definido após muita análise do seu negócio.

A seguir você vai conhecer quais são os principais modelos de Roadmap e a partir deles irá entender um pouco melhor sobre como essa metodologia funciona.  

Os modelos de Roadmap 

Quando falamos em Roadmap podemos segmentar para facilitar a aplicação desse método de acordo com a necessidade que você possui. Veja os modelos:

Produto 

O Roadmap costuma ser utilizado em corporações que atuam na área da tecnologia, porém, pode ser utilizado por outras empresas também. 

Aqui serão levados em consideração os feedbacks dos próprios clientes para trazer algo novo ao mercado. 

A construção do Roadmap é feita utilizando métodos eficazes de desenvolvimento de produtos. Ao decorrer do projeto há períodos de testes para fazer a validação. 

Estratégico 

Muito utilizado nas empresas, o modelo estratégico é utilizado para fazer o planejamento anual das empresas.

A técnica é utilizada como uma ferramenta norteadora e trará as necessidades que devem ser cumpridas em determinado período de tempo. 

É um modelo que traz informações bem complexas e precisas, aumentando a assertividade do plano. 

Desenvolvimento pessoal

Como o próprio nome já sugere, é um modelo mais focado no seu desenvolvimento. É ideal para atingir metas profissionais ou pessoais, mas que estão ligadas aos seus desejos, não aos desejos da empresa.

Por exemplo, se você deseja realizar uma determinada viagem ou ser promovido para determinado cargo.

No Roadmap você fará as suas metas, objetivos, próximos passos e outros pormenores para chegar aonde deseja. 

Como criar e colocar em prática? 

Agora que você já está por dentro do que é Roadmap, que tal saber como colocar em prática para aplicar em sua empresa? Veja algumas etapas para conseguir construir o seu próprio mapa de ação: 

Defina os objetivos estratégicos 

A primeira coisa que você deve fazer é pensar nos seus objetivos estratégicos. Onde você deseja chegar? É preciso que essa pergunta seja respondida, porém, ela precisa ser factível. 

Aqui, a dica é pensar muito bem nessa resposta para que ela não seja generalista, pois isso poderá atrapalhar o desenvolvimento de toda a equipe. 

Por exemplo, ao colocar “crescimento da empresa” como objetivo, isso acaba ficando muito raso, superficial e generalista, atrapalhando as próximas fases. 

Descubra os problemas que precisam ser resolvidos 

Depois de encontrar o seu objetivo, está na hora de pensar no que você precisa para atingi-lo. 

Por exemplo, supondo que você tenha definido anteriormente que deseja crescer em 25% as vendas da empresa. Como isso será resolvido? Quais são os problemas que impedem esse crescimento? 

Ou seja, essa etapa é para você avaliar as barreiras que a sua empresa pode encontrar. 

Avalie o tempo, pessoas e os recursos necessários

Depois de encontrar os principais problemas, está na hora de avaliar como resolvê-los. 

Nesse momento você irá notar que se deparará com a questão de recursos. Ou seja, você terá tempo, ferramentas e pessoal para resolver tudo aquilo que planejou? 

Caso esteja faltando algum recurso, isso também precisa entrar no Roadmap. Há duas opções nesse caso: investir nesses recursos ou alterar as suas metas para algo que seja factível com seus recursos. 

Estabeleça as funcionalidades 

Depois que houver recursos para tudo aquilo que foi traçado, está no momento de delegar as atribuições. 

Provavelmente estaremos falando de uma equipe, então é preciso avaliar quem fará o que para que o resultado esperado seja atingido.

Aqui será determinado o fluxo de trabalho e quem serão os responsáveis para conseguir chegar onde é desejado. 

É importante estabelecer para cada colaborador e, também, como que tudo irá se conectar (passadas de bola e coisas do gênero), pois isso cria um fluxo de trabalho mais adequado. 

Revise o roadmap com frequência 

E, claro, você não pode deixar de revisar o seu Roadmap com frequência. Nem sempre acertamos de primeira e, além disso, sempre há uma coisinha ou outra que pode ser melhorada.

Sendo assim, você não pode deixar de avaliar aquilo que foi definido. É importante que os colaboradores também passem o seu feedback, pois essa é uma maneira assertiva de saber como as coisas estão funcionando na prática.

Mas, enfim, o objetivo do Roadmap é traçar ações a depender do objetivo que foi definido pela empresa.

Tudo é muito transparente e visual, ajudando todos os colaboradores a entender quais são os próximos passos e onde estão inseridos no projeto.

É uma técnica que está muito relacionada com organização, então é importante não deixar “pontas soltas” no desenvolvimento desse projeto.

Do mais, com o passar do tempo isso será incluído na cultura da empresa e o desenho desse método será praticamente algo automático pela equipe.

Os resultados são muito promissores e quando feito de maneira adequada a empresa consegue atingir os objetivos que foram pré-determinados.

Lembrando que o Roadmap não precisa ser único. Uma mesma empresa pode ter vários rodando ao mesmo tempo, cada qual dentro da sua devida esfera (e eles podem ser complementares também)

Leia mais:

  • O que é Planejamento Operacional
  • Planejamento financeiro: quais os benefícios?

O post Roadmap apareceu primeiro em FM2S.



This post first appeared on Blog Lean Seis Sigma FM2S, please read the originial post: here

Subscribe to Blog Lean Seis Sigma Fm2s

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×