Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

IIOT: A Internet das Coisas Industrial

Antes de abordar IIOT, é preciso ressaltar que o advento dos dados em grande volume – o Big Data – e a tomada de decisão orientada a dados já traz ganhos quantitativos e qualitativos em diferentes esferas da vida. Então, chegou a vez do setor industrial. Com o maior poder aquisitivo, esse setor tem usado as tecnologias da Internet das Coisas para revolucionar suas operações, levando a logística para o próximo nível: confira como!

O que é a Internet das Coisas Industrial – IIOT

A Internet das Coisas Industrial aparece como o próximo passo da indústria e da atividade fabril. Parte da Indústria 4.0, a IIOT (Industrial Internet of Things) revoluciona ao trazer volume de informações para a atividade cotidiana. Com ela, é possível otimizar tempo, recursos, pessoal e produção, se tornando mais assertivo e evitando desperdícios.

A partir do uso de sensores em diferentes etapas e a definição de KPI’s adequados, a Internet das Coisas Industrial é capaz de identificar os problemas antes que aconteçam. Mais do que uma tecnologia, ela é o uso inteligente de diferentes tecnologias – Inteligência Artificial, Big Data, Cloud Computing, e muitos outros.

O que é a Indústria 4.0?

A princípio, a Indústria 4.0 é a indústria inteligente, que utiliza a integração de dados de múltiplas fontes para a tomada de decisão. Ela busca levantar cada vez mais dados e seu uso inteligente no dia a dia. É o próximo passo da indústria, e tem como principais custos a integração digital, a digitalização de processos e a Computação em Nuvem (Cloud Computing), que demandam todo um novo set de skills profissionais.

Qual a diferença entre IOT e IIOT?

A Internet das Coisas (IOT – Internet of Things) é como um grande guarda-chuva, dentro do qual se inclui a Internet das Coisas Industrial. Para se ter uma ideia, a Internet das Coisas Industrial estaria como um par das Cidades Inteligentes. Em ambos os casos o acúmulo de dados de diferentes sensores ajuda a otimizar a tomada de decisão e a geração de riqueza.

É importante entender que a Internet das Coisas também considera o uso conjunto de diferentes tecnologias. As tecnologias do futuro – que devem ser uma tendência para esse ano – precisam ainda ser usadas criticamente. 

Por isso, a Internet das Coisas Industrial é o uso da tecnologia da Internet das Coisas no contexto da produção fabril, atento aos seus detalhes.

Como funciona a IIOT?

A IIOT usa dados sobre a sua operação para identificar oportunidades de desenvolvimento e de otimização de recursos. Dados podem ser de toda ordem, e dentro do contexto industrial precisam estar intimamente ligados a sua operação. Um galpão logístico, por exemplo, pode analisar o trajeto feito pelos carrinhos, a relação massa de carga e dispêndio de energia de um veículo, a frequência de uso de diferentes portões e o tempo médio de resposta dos funcionários.

Uma vez que a IIOT é um conjunto de diferentes tecnologias no contexto da otimização de recursos, ela funciona com fundamentos similares aos da ciência de dados, usando o ETL: Extract, Transform and Load. Essas três etapas garantem que os dados estejam à disposição de gestores para a tomada de decisão e a melhora das operações, sobretudo quando alinhada ao uso de Inteligência Artificial.

O que é ETL?

A sigla ETL – Extract, Transform and Load, ou Extrair, Transformar e “Carregar”, é extremamente importante para a IIOT. Será por meio da extração de dados, a transformação deles em informação legível e o carregamento dessa informação com outras interfaces, que será possível chegar a novas soluções logísticas e de recursos.

E a Inteligência Artificial?

Em meio a um volume gigantesco de dados e a capacidade de utilização de modelos estatísticos, a Inteligência Artificial aparece como uma tecnologia aliada da IIOT ao indicar caminhos não identificáveis por seres humanos. 

Quando alimentada com dados constantes da operação industrial, a Inteligência Artificial torna-se capaz de dar insights ou criar cenários específicos para inovações.

Quais as vantagens do uso de IIOT?

A otimização e a redução de recursos são temas que todo gestor sabe serem positivos – mas como eles podem acontecer na prática? Então, usando a IIOT você pode garantir a integração entre diferentes áreas da sua empresa, garantindo que a demanda encontre a oferta com os melhores valores.

Ao mesmo tempo, o futuro das empresas é se tornarem cada vez mais inteligentes. A tecnologia chega finalmente ao ponto em que as informações conseguem ser coletadas a nível constante e fazem sentido para os tomadores de decisão. Usar a Internet das Coisas para o uso industrial é garantir que cada aspecto da sua operação faça sentido e esteja alinhado com o todo.

Onde aplicam a IIOT?

Entender a lógica de funcionamento da IIOT não é o mesmo do que vê-la em prática. Por isso, separamos alguns exemplos da aplicação da IIOT em diferentes indústrias e como seu funcionamento pode acarretar ganhos exponenciais de valor, tempo e matéria prima no seu cotidiano. 

Treinamento de máquina em medicina

Um médico-cirurgião pode chegar a realizar dez cirurgias por dia. Por outro lado, uma cirurgia pode chegar a durar 12 horas, dependendo do grau de complexidade. Com o uso de tecnologias 5G e robótica avançada, algumas cirurgias já são feitas a distância, realizadas por robôs. 

Mas os dados dessa atuação não precisam mais ser perdidos ao fim da cirurgia. Com treinamento de máquina é possível ensinar dezenas de métodos de cirurgia em um mesmo intervalo de tempo. Dessa forma, a experiência acumulada de dezenas de cirurgiões seriam transmitidas a um mesmo software, que depois pode ser mais facilmente operado.

Atendimento Inteligente de Consultas

Já está em desenvolvimento um atendimento inteligente de consultas médicas. Por meio de análise de falas e interface com bancos de dados de saúde pública, uma inteligência artificial pode orientar perguntas e diagnósticos para um médico, otimizando seu tempo e identificando possíveis infecções antes que cheguem ao público.

Marketing Inteligente

Com o aumento do marketing digital, o caminho feito por clientes em diferentes sites e e-commerces pode orientar estratégias de ofertas de promoção relâmpago para aumentar o percentual de vendas. Sendo assim, essas estratégias, por esbarrarem diretamente no consumo de clientes, têm sido alvo de críticas e sanções de leis de proteção de dados, como a LGPD.

LGPD e a IIOT

A LGPD – Lei Geral de Proteção de Dados – deve ser sempre levada em consideração em projetos que envolvam a IIOT. É necessário saber se todos os dados respeitam suas diretrizes, como por exemplo, rendimento de funcionários, hábitos de consumo de clientes, e outros dados sensíveis. Tenha isso sempre em mente!

Logística com Gêmeos Digitais

Os metaversos, tecnologia em alta na mídia desde a mudança de nome do Facebook, suscitou reflexões acerca do uso de Gêmeos Digitais para operações de logística. Os gêmeos digitais são cópias virtuais das empresas em metaversos, onde é possível testar diferentes cenários antes que aconteçam. Um uso diferencial dessa tecnologia seria durante a interrupção do Canal de Suez em 2021 – cenário que poderia ser previsto e utilizado pelas cadeias globais de suprimento.

Manutenção Preditiva

Identificando padrões de manutenção em produtos e serviços, a Manutenção Preditiva é capaz de se antecipar a eventuais problemas e defeitos em equipamentos. Acionando equipes e cadeias de stakeholders consegue solucionar problemas antes que os impactos de um mau funcionamento sejam sentidos. 

Futuro da Indústria

Como quase todos os setores, o uso e a disponibilidade de dados está revolucionando a forma de fazer negócios. Mas além do uso adequado de dados, é necessário ter a proficiência crítica de saber como e onde extraí-los, para que usá-los, e traduzi-los em insights de negócios. Afinal, toda tecnologia é tão boa ou útil quanto quem a usa!

O post IIOT: A Internet das Coisas Industrial apareceu primeiro em FM2S.



This post first appeared on Blog Lean Seis Sigma FM2S, please read the originial post: here

Share the post

IIOT: A Internet das Coisas Industrial

×

Subscribe to Blog Lean Seis Sigma Fm2s

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×