Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Vamos Falar de I'm Not a Robot?




Annyeong chingus

O vamos falar de doramas de hoje está super especial! Afinal, não é todo dia que se fala sobre o seu k-drama favorito, não é mesmo? E com certeza, I'm Not a Robot mereceu esse título. 

Imagem relacionada

Título: I'm Not a Robot 
Episódios: 32 
Emissora: MBC
Duração: 35 min
Elenco: Yoo Seung-ho, Chae Soo-bin e Um Ki-joon
SINOPSE: Kim Min-kyu vive uma vida isolada devido a uma alergia severa a outras pessoas. Ele desenvolve erupções extremas que se espalham rapidamente por todo o corpo, uma vez que ele faz qualquer tipo de contato de pele com humanos. Jo Ji-ah é uma mulher que está tentando vencer na vida criando seus próprios negócios. No entanto, depois de um encontro com Min-kyu, ela acaba fingindo ser um robô no lugar da suposta robô Aji3. A robô Aji3 foi desenvolvida pelo ex-namorado de Ji-ah, professor Hong Baek-kyun e sua equipe. A robô deveria ser testada por Min-kyu, no entanto, um acidente fez com que a bateria da robô funcionasse mal. Como Baek-kyun modelou a robô com o rosto de Ji-ah, a equipe acabou recrutando-a para assumir o lugar de Aji3.


Trailer:




Esse pode até parecer apenas mais um drama clichêzinho de comédia romântica. Mas não se enganem! I'm Not a Robot vai muito além disso.



Min Kyu leva uma vida extremamente solitária. Após perder os pais em um acidente de trânsito ainda pequeno, teve de aprender a viver e se cuidar sozinho, já que pouco após a morte de seus pais ele desenvolveu uma alergia severa a qualquer contato humano. Sendo assim, há quinze anos que Min Kyu não tem contato com ninguém. E por isso, a ideia de ter companhia, mesmo sendo a de um robô, lhe parece tão atraente... 



Ji Ah é uma mulher sonhadora. Diante da necessidade, sendo ela qual for, Ji Ah é capaz de criar algo que ajude a transpor as dificuldades. Embora suas ideias sejam simples e por vezes ingênuas, ela coloca o coração em cada uma delas. Mas infelizmente, isso tem sido de pouca valia, já que nenhum de seus projetos teve destaque o suficiente para receber patrocínio. Ainda morando com o irmão mais velho, sua cunhada e sobrinha, vive em guerra com o irmão, por não ter emprego de verdade e viver no mundo da lua. Então quando ela tem a chance de ganhar um bom dinheiro se passando por uma robô, ela não tem muita escolha a não ser aceitar. 


Resultado de imagem para aji 3 i'm not a robot gif

Baek Kyun lidera a Equipe Santa Maria, que trabalha no desenvolvimento de inteligência artificial para a empresa de Min Kyu, a KM Financial. Com a criação do robô Aji3, que pode desenvolver sentimentos, agir como um humano e ainda se parecer extremamente com um, o professor pode enfim provar que as acusações feitas contra ele no passado, não são verdadeiras. Ele poderá provar enfim, que não é uma fraude. Mas quando em véspera de ser testada por Min Kyu, Aji3 sofre um dano em uma peça chave, ele se vê obrigado a pedir ajuda a sua musa inspiradora, Ji Ah.

Quando Ji Ah aceita se passar por Aji3, que se parece exatamente como ela, não imaginava encontrar justamente o homem por quem, em uma grande confusão, foi enganada. Logo, a impressão que tem de seu mestre não é das melhores. Mas ela se sai incrivelmente bem como robô. E embora não passe em alguns dos testes impostos por Min Kyu, ele não desconfia que em sua casa na verdade, habita uma mulher humana. 



Sem saber que a robô, na verdade é humana, Min Kyu faz contato sem sofrer nenhum tipo de reação alérgica. E como Ji Ah não faz a mínima ideia sobre a doença de Min Kyu, tudo parece normal. Durante esse período de teste, em que Min Kyu tenta ensinar "Aji3" a se portar e sentir como um humano, ele é quem acaba desenvolvendo sentimentos, até então totalmente desconhecidos por ele, por ela. Mas como ele pôde se apaixonar justamente por uma robô? E como Ji Ah se deixou apaixonar, sabendo que robôs não tem sentimentos? 



É gente, pode até parecer bobinho, mas pensa em um drama lindo e cheio de reflexões importantes? Sem revelar demais, o que posso dizer é que esse drama é bastante complexo. A gente inicia achando que vai rir, suspirar e só. Mas ele se divide em várias partes, e em um só drama, acabamos acompanhando diversas fases da vida de Min Kyu e Ji Ah. É lindo de se ver! 



A história de Min Kyu é extremamente triste e trágica. Na verdade, em vários momentos do drama me peguei sofrendo só de imaginar que uma criança teve de se cuidar sozinha. Ele não teve amigos, nem viveu nada que deveria ter vivido durante infância/adolescência/juventude. Ele sempre teve de agir como adulto... Nunca teve ninguém por ele e para piorar, qualquer toque humano e boom... ele quase morre. Para se livrar do sentimento de solidão, Min Kyu apegou-se a seus objetos. Jogos, figuras de ação, eletrodomésticos e... Aji3. 



O Min Kyu é aquele tipo de personagem que não tem como evitar amar. Ele sempre contou apenas consigo mesmo e por isso não conhece a confiança. Após todo o sofrimento que já enfrentou, ainda tem de lidar com diversas traições e os constantes golpes arquitetados pelos colegas de trabalho. Por isso, está sempre sério, reservado e frio. Quem não o conhece, realmente pensa que ele é arrogante e uma pessoa ruim. Mas na verdade, ele não sabe ser de outro jeito. E sua frieza, esconde muita dor, ingenuidade e um homem extremamente doce. 



Já a Ji Ah é uma menina extremamente sonhadora, mas sem sorte. Anos atrás, para conseguir transformar uma de suas ideias em realidade, ela acabou conhecendo e se apaixonando por Baek Kyun. Mas quando até ele faz pouco das ideias de Ji Ah, ela percebe que sempre esteve sozinha. 



Após o rompimento com o professor, Ji Ah se perdeu um pouco de seus objetivos. Afinal, ela não poderia ficar sonhando para sempre. E assim, acaba fazendo alguns bicos e contando com a sorte para sobreviver. O problema é que seu irmão não aceita mais o fato de mesmo ela sendo uma adulta, ainda se deixar guiar por seus sonhos. 

Embora tenha de enfrentar uma guerra por isso, Ji Ah não pode desistir de seus sonhos, uma vez que seu falecido pai lhe ensinou a perseverar pelo que se ama. E quando ela reencontra Baek Kyun e ganha a oportunidade de trabalhar por um dinheiro alto, ela topa. O que ela não esperava, era que ao conviver com Min Kyu, não apenas seus sonhos, mas também seu coração, voltassem a vida tão fortemente. 



Eu amei a Ji Ah! Uma mulher extremamente forte, cheia de personalidade e que luta pelo que quer apesar do que os outros pensem e digam. Quando Baek Kyun não a via mais como ela realmente era, mesmo de coração partido, ela simplesmente terminou e seguiu em frente. Não é pra qualquer um! Ji Ah é uma mulher de coração bondoso e cheia de sonhos. Mas ao mesmo tempo, mantém-se forte e fiel à quem ama, e ao que ela é. 


Imagem relacionada

Enquanto se passava por Aji3, muito mais do que aprender algo com Min Kyu, ela o ensinou a viver. E a ingenuidade dele em diversos assuntos da vida, levaram-na a acreditar novamente. É lindo acompanhar o relacionamento entre Aji3 (Ji Ah) e Min Kyu, porque eles se completam. Eles são exatamente o que precisavam, um para o outro. 



E vamos ressaltar a atuação de Seung-ho e  So-bin porque minha gente, o que foi aquela química entre os protagonistas meu semorrrr?! E AQUELE BEIJO??? Ahhhhhhhhh! haha. Esse foi o meu primeiro contato com a atuação do Yoo Seung-ho mais gente, eu amei demais! E claro, já fui conferir outros dramas com o ator. Em breve conto mais... Mas não foram só os protas que arrasaram com tudo, o elenco de apoio também deu um show de atuação. 



O próprio professor e a equipe Santa Maria são provas disso. Era eles entrarem em cena e eu já me preparava para rir. Na verdade, do início até o meio do drama, era só o que eu fazia. Eu ria muito da Jia Ah se passando por Aji3, do Min Kyu tentando lidar com ela e da equipe Santa Maria que acompanhava a Ji Ah e tinha que consertar a bagunça que ela fazia... 


A equipe Santa Maria conta com quatro integrantes. O professor, a Pi, Ssanip e Hoktal. Enquanto o professor sofria tentando entender a causa do rompimento com Ji Ah anos atrás, ao mesmo tempo em que tentava reconquistá-la, Pi dava solução para tudo, era a mais atenta e inteligente do grupo, e se mantinha quieta e distante. Lógico que ela morre de amores pelo professor, mas como a maioria dos personagens, não sabe como lidar com o que sente... 

O professor e a Pi são outro casal que quase me matam! É notório o que ela sente por ele desde o início. Mas infelizmente, Baek-kyun não é conhecido por sua destreza no amor. Embora seja óbvio o motivo pelo qual Ji Ah o deixou no passado, ele ainda não conseguiu entender o que a levou a essa decisão. E lógico que também não percebe a Pi, bem do lado dele, embora seja sua alma gêmea. A Pi também não é conhecida por suas interações sociais, então ela se mantém sendo apenas, seu braço direito... 



Tive vontade de entrar no drama, sentar todo mundo na enorme sala da mansão do Min Kyu e exigir que todo mundo fosse aberto sobre seus sentimentos. Já estava enjoando aquela enrolação toda! haha. mentira!

E enquanto uns se enrolam para falar de amor, outros o buscam a qualquer custo! É assim a relação entre Ssanip, Hoktal e Sun Hye, melhor amiga da Ji Ah. Ssanip se apaixona por Sun Hye à primeira vista, mas ela gosta mesmo é de Hoktal. Com quem acaba desenvolvendo um romance um tanto singular... rsrs. Já Ssanip, sendo o melhor amigo de Hoktal aceita a situação com muito mal gosto. Ou seja, mais risada! O legal desses três é que eles são bem abertos sobre o que sentem. Tá, talvez o Hoktal não seja abeerto sobre o que sente pela Sun Hye, mas definitivamente, não enrola como os outros para revelar o que sente. 



Já Sun Hye é a rainha dos conselhos amorosos. Talvez, por isso, ela seja tão rápida para se apaixonar e lutar pelo que sente. Essa personagem merece uma resenha só dela! rsrs. Além de ser linda, confiante, inteligente, girl power! É muito, mas muito amiga mesmo, da Ji Ah. Ela a apoia em tudo, ajuda sempre, está presente, escuta e ainda marca presença quando a amiga precisa. Seus conselhos, empurrõezinhos e puxões de orelha, são os melhores! E para fechar com chave de ouro, ela faz tudo isso com tanta segurança e graça, que não tem como não rir. Eu ri muito com ela! E sinceramente, é uma das minhas personagens favoritas. Merecia um drama só dela! Ansiosa para ver mais trabalhos da atriz...



Outros personagens, que aparecem menos do que eu gostaria, mas merecem destaque são a família da Ji Ah. Tá, o irmão dela, Jin Bae, quase me causou um ataque cardíaco de tanta raiva! Tinha hora que era ele que agia feito criança. Eu queria tirar a Ji Ah de lá e guardá-la num potinho, para que ele nunca mais a magoasse. Mas depois de um tempo, a gente percebe que ele enfrenta os seus próprios sofrimentos e tem lá seus motivos para temer a imaturidade da Ji Ah. No fundo, ele um bom irmão. Teimoso, mas um bom irmão...


Imagem relacionada

A cunhada da Ji Ah e sua sobrinha são as coisas mais fofas do mundo! Sua cunhada, Hong-ju, parece muito mais como uma irmã. E o mais legal é que a Ji Ah, Sun Hye e ela, se conhecem desde pequenas, do tempo de escola. É realmente uma irmandade. E desde pequenas, elas se protegem e cuidam umas das outras. Outra coisa que adoro nesse drama é a força das mulheres. Pensa, se o Jin Bae tira casquinha com a esposa? NUNCA! Na verdade, todo mundo da família tem um medinho básico de irritá-la. Ela pode ficar beeem brava! 

E a Dong-hyun é a coisinha mais fofa desse planeta! Bem espertinha para sua idade, é falante, sorridente e meiga. Inclusive, em uma cena do drama, ela se torna peça chave para uma outra cena, que só se tornou o show que é, pelo que a fofinha conta...


Imagem relacionada

Já na vida do Min Kyu, os personagens secundários são muito mais irritantes! O seu ex melhor amigo, Yoo-chul, por exemplo, só serve para ser capacho do pai e se sentir magoado pelo abandono do Min Kyu. Ele nunca buscou entender o que aconteceu e se deixou levar pelo pai. Uma pena, porque dá para ver que ele tem um bom coração e que a amizade entre eles poderia ter sido um diferencial na vida do Min Kyu. 


Resultado de imagem para im not a robot Jo Dong-Hyun

Outra que só serve para irritar com sua frieza e futilidade é a chata da Ye Ri-el. Eu quis matá-la em muitos momentos do drama. Não só eu! A Ji Ah "Aji3" também... Principalmente quando ela fez pouco caso dos sentimentos do Min Kyu. Ela era a única boa lembrança da vida do menino e no fim, até isso era uma farsa... Mas, como também acontece com o Yoo-chul ela tem um bom coração e com um pouquinho de amor, ela desabrocha se revelando uma boa quase amiga. Já os pais desses dois deveriam se explodir abraçados... 


As únicas pessoinhas lindas ao lado de Min Kyu, são o seu médico e o mordomo. Pensa em duas criaturinhas fofas? Muito mais do que funcionários, eles são amigos leais e adoráveis, do Min Kyu. Em certos momentos, até do Dr. Oh eu senti uma raivinha básica, mas sei que tudo o que ele fez, foi pelo bem do Min Kyu. Admiro isso! E aqui ressalto novamente, esse drama e a trama dele, é muito melhor do que parece... E claro, a equipe Santa Maria. Que depois de entender o passado de Min Kyu e seus motivos para ser como é, passam a considerá-lo um irmão mais novo. E cuidam dele! Gente, é tão lindinha essa parte do drama... O Min Kyu volta a ser criança. não queria dizer, mas estou chorando só de lembrar!


Resultado de imagem para im not a robot Jo Dong-Hyun

E é lógico que eu não podia terminar essa resenha que já está enormeee! Sorry! sem mencionar a queridíssima Aji3. Sim, ela também tem suas cenas e falas! E pensa em uma robô linda, inteligente, esperta e engraçada? O mais legal nela, é que tudo o que lhe é ensinado, ela realmente aprende. E vivenciando tudo, através dos olhos da Ji Ah, com quem estava conectada, ela realmente se sente amiga e parte da vida de todos que conhece. Ela passa a amar e querer proteger todos à sua volta... 



I'm Not a Robot é um daqueles dramas que te surpreendem até o último episódio. E que final MARAVILHOSO! Com drama, romance e muito humor, essa recomendação é válida para todo mundo. Um drama para rir, chorar, amar e guardar para sempre em um cantinho especial do coração. 



Ah, vale lembrar que a Ost desse drama está de arrebentar com o coração! A música tema do casal, no início do drama então... Vou até deixar para vocês conferirem! 




Se essa resenha ainda não te convenceu; e sinto que nada do que eu disse, ou que eu venha a dizer, fará jus à perfeição que esse drama é; eu peço por favor! Que deem uma chance e vão lá conferir! Certamente vão se apaixonar também! Preparem-se para se encantar por I'm Not a Robot...



Se já viu, me conta o que achou. E se ainda não assistiu não perde mais tempo comigo não! Corre para ver e depois, vem me contar o que achou! 

Beijos fui! 


This post first appeared on Entre Um Livro E Outo, please read the originial post: here

Share the post

Vamos Falar de I'm Not a Robot?

×

Subscribe to Entre Um Livro E Outo

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×