Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

A História das Favelas Cariocas.

Durante mais de 100 anos, as favelas cresceram
sem que as autoridades sequer reconhecessem sua existência.

Imagem: https://aventurasnahistoria.uol.com.br/noticias/reportagem/historia-brasil-Favelas-cariocas.phtml

"O morro era como outro qualquer morro. Um caminho amplo
e maltratado, descobrindo de um lado, em planos que mais
e mais se alargavam, a iluminação da cidade. (...)
Acompanhei-os e dei num outro mundo. A iluminação desaparecera.
Estávamos na roça, no sertão, longe da cidade.
O caminho que serpeava descendo era ora estreito, ora largo,
mas cheio de depressões e de buracos. De um lado e de
outro casinhas estreitas, feitas de tábua de caixão,
com cercados indicando quintais.” Foi assim que, em 1911,
o célebre cronista João do Rio descreveu uma das
primeiras favelas do país, no morro de Santo Antônio,
no Rio de Janeiro. Naquela época, a então capital do país
já era uma cidade dividida. E, como nos diz o próprio
João do Rio, as favelas já eram um “outro mundo”
dentro da realidade carioca.

No Rio, os primeiros registros de pessoas morando de modo
improvisado em morros são da década de 1860. Cerca de
20 anos depois, já era possível ver conjuntos de famílias
vivendo em casebres de madeira nos morros de Santo Antônio,
do Castelo e do Senado, no centro da cidade. Enquanto isso,
na zona norte, o morro do Andaraí também começava a ser
habitado. Mas eram ocupações incipientes. Até que, em 1893,
a demolição do grande cortiço Cabeça de Porco levou seus
moradores a construírem barracos no morro da Providência.
O local se tornaria, quatro anos depois,
símbolo do surgimento das favelas.

Em 1897, depois de massacrar a comunidade do líder religioso
Antônio Conselheiro na Guerra de Canudos, muitos soldados
vieram ao Rio. Buscavam recompensa por sua atuação no conflito
– dinheiro e moradia, segundo havia sido prometido.
Enquanto esperavam uma atitude do governo, os
ex-combatentes foram se estabelecendo nas encostas do
morro da Providência. Não demorou para que eles passassem
a chamar o local de morro da Favela, homenageando um monte
de mesmo nome situado próximo a Canudos
(o morro baiano, por sua vez, ganhara esse nome por causa
de um tipo de arbusto – chamado “favela” – que crescia nele).
Saiba mais sobre A História das Favelas Cariocas.

Fonte:
https://aventurasnahistoria.uol.com.br/noticias/reportagem/historia-brasil-favelas-cariocas.phtml



This post first appeared on Paquetaense, please read the originial post: here

Share the post

A História das Favelas Cariocas.

×

Subscribe to Paquetaense

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×