Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Um roteiro pelos prédios e igrejas na Old Town de Zurique

old town igrejas zurich

Zurique é considerada uma cidade multi-cultural, Onde muitas culturas e religiões convivem pacificamente lado a lado. Mantendo a tradição histórica, a Cidade Antiga (Old Town) é onde estão localizados os principais prédios da cidade, assim como as igrejas que dão um caráter especial a essa área que pode ser visitada a pé, em um dia.

O cristianismo é a religião predominante da Suíça, à qual pertence mais de 70% da população, incluindo a Igreja Católica e a Igreja Reformada Suíça. As igrejas em Zurique são locais de tranquilidade e reza em meio à agitada metrópole, das quais podemos destacar algumas importantes não só por parte da congregação, mas também por sua arquitetura imponente que compõe com o estilo antigo da Old Town. Seguindo este roteiro, dá para conhecer os principais prédios da Cidade Antiga, apenas caminhando com calma.

zurique old town mapa

A partir da ponte Quaibrücke, é possível já avistar alguns dos prédios e igrejas da Old Town de Zurique que wasserkircheficam próximos às margens do rio Limmat. Seguindo pela Limmatquai, passeio à margem leste do rio, podemos avistar a estátua de Ulrich Zuínglio em frente à Wasserkirche (1) (Igreja da Água), igreja que recebe esse nome porque originalmente se encontrava em uma pequena ilha, local onde os santos padroeiros de Zurique, os irmãos Felix e Regula, foram executados pelos romanos. Por este fato, a igreja gótica, construída entre 1479 e 1484, era considerada especialmente sagrada.

Durante a Reforma, a igreja que era conhecida como templo das imagens de adoração, foi uma das primeiras a ser transformada em um armazém e mais tarde na biblioteca da cidade, na tentativa de dissuadir qualquer pensamento de reintroduzir o culto de santos. Desde a renovação em 1942, tem servido como um local de culto protestante e atividade cultural, aberta para visitação 3ª e 4ª das 14h às 17h. Em anexo, está a Helmhaus, uma antiga guilda que atualmente abriga saraus e exposições de arte moderna.

Em um terreno elevado, bem próximo, está a Grossmünster (2) (Grande Sé) com suas duas grandes torres, vistas de diversos pontos da Old Town de Zurique. De acordo com a lenda, os santos padroeiros da cidade (Felix e Regula), que morreram no local da Wasserkirche, carregaram suas cabeças colina acima até o local onde está a igreja. Carlos Magno descobriu os túmulos dos mártires e fundou a igreja como um monastério Augustiniano no final do século VIII.

A estrutura da igreja atual data de 1100, finalizada em 1220 em estilo neo-gótico com duas torres. Na primeira metade do século XVI, a igreja foi o berço da Reforma Protestante, onde o humanista Ulrich Zuínglio e Henrique Bullinger pregavam. Seguindo a ideia da Reforma, todos os santos foram retirados de seu interior, permanecendo apenas vestígios do que era a igreja, antes desse período. Chamam atenção o portal com uma grande (e pesada) porta de bronze datada de 1935, feita por Otto Münch e os vitrais assinados pelo famoso artista suíço Augusto Giacometti, datados de 1932. É possível subir até as torres da igreja, assim como visitar a cripta onde está uma estátua de Carlos Magno. A igreja está aberta das 09h às 18h (de 15 de março a 31 de outubro) e de 10h às 17h (de 1º de novembro a 14 de março). São realizadas visitas guiadas reservadas com antecedência.

grossmunster zurique

Seguindo pela Limmatquai se chega até a Rathaus (3), prefeitura de Zurique. O prédio atual data de 1698, em estilo barroco, substituindo a antiga prefeitura medieval. O prédio é bem simples, com destaque para o portal de mármore com adornos em dourado. Aberto à visitação apenas 3ª e 5ª das 10h às 11h30. Adentrando as ruas de paralelepípedo, chegamos ao Niederdorf considerado o coração da parte leste da Old Town de Zurique, com diversas fontes de água potável, cada uma com esculturas em seu centro e prédios de arquitetura típica que abrigam lojas, galerias de arte e restaurantes.

Passando pela Spitalgasse a partir da Limmatquai chegamos à uma praça onde fica a Bibiloteca Central de Zurique (antigo coro da igreja) e a Predigerkirche (4), igreja que fica onde funcionava um convento Dominicano em 1230, porém durante a Reforma, o convento foi desativado, tornando-se uma igreja protestante, assim como as demais. A nave principal foi reconstruída em estilo barroco e a torre oeste, em formato de agulha, acrescentada em 1900, sendo a mais alta de Zurique.

rathaus niederdorf predigerkirche

Atravessando para o outro lado do rio Limmat, pela ponte Rudolf Brun (primeiro prefeito de Zurique), chega-se a Lindenhof (5), antiga fortificação da cidade e hoje uma praça aberta em terreno alto, de onde se tem uma boa visão da cidade. Servindo como área de lazer, visitantes jogam bocha e xadrez em um tabuleiro macro, com grandes peças, o que depois notei ser comum em parques na Suíça. Descendo pela ladeira à esquerda, é o caminho para as ruas do lado oeste da Old Town de Zurique.

lindenhof

Explorando as ruelas desse lado, pode-se encontrar várias lojas e restaurantes interessantes, até chegar na st peter kirchepróxima parada onde fica a Igreja de São Pedro (6) (St. Peter Kirche), a mais antiga igreja paroquial de Zurique. O mais antigo relato histórico data de 857 com a concessão da igreja para as filhas do rei Luis, o Germânico. De arquitetura neo-gótica, foi a primeira igreja de Zurique a ser construída seguindo a tradição Protestante. O coro data do século XIII, a nave em estilo barroco do início de 1700 e o relógio com face de 8,7 metros de diâmetro (o maior da Europa) é de 1598. Aberta das 08 às 18h de 2ª a 6ª e horários reduzidos no final de semana.

Descendo pela rua Storchengasse, chega-se a uma praça com algumas lojas e restaurantes, mas a principal atração é a Fraumünster (7), uma igreja fundada em 853 pelo rei Luis, o Germânico, onde funcionava um fraumunsterconvento Beneditino habitado por mulheres da aristocracia sul-germânica. De arquitetura românica com o campanário em arco transepto, a igreja abriga vitrais de Augusto Giacometti ao norte (datados de 1945) e de Marc Chagall ao sul e no coro, datados da década de 70, além do maior órgão do cantão (como são chamados os distritos na Suíça). Aberta de 10h às 18h de abril a outubro e de 10 às 16h de novembro a março.

Na mesma praça está o Zunfthaus zur Meisen, uma casa construída em 1757 no estilo francês e na tradição de um palácio barroco, que hoje é alugada para casamentos e outras celebrações. Atrás da Fraumünster está a Stadthaus, onde funciona a Câmara Municipal de Zurique, projetada por Gustav Gull no final dos anos 1800. Atravesse de novo o rio pela ponte Münsterbrücke (8) e aproveite para tirar belas fotos de ambos os lados da cidade.

munsterbrucke

Nossa viagem a Zurique contou com apoio dos hotéis da Small Luxury Hotels of the World: Eden Au Lac e Ambassador à l’opera que nos receberam na cidade, onde nos mantivemos conectados com o chip da Mysimtravel. Reserve seu hotel por aqui e ajude a manter o Maior Viagem no ar, sem pagar nada a mais por isso.

O post Um roteiro pelos prédios e igrejas na Old Town de Zurique apareceu primeiro em Maior Viagem.



This post first appeared on Maior Viagem, please read the originial post: here

Share the post

Um roteiro pelos prédios e igrejas na Old Town de Zurique

×

Subscribe to Maior Viagem

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×