Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Uma volta para o gasto!

Por Victor de Andrade

Douglas Costa fazendo o cruzamento que originou o primeiro gol da Seleção Brasileira
(foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Não empolgou, mas também foi longe de ser ruim. A Seleção Brasileira voltou a atuar, depois da eliminação para a Bélgica na Copa do Mundo Rússia 2018, na noite desta sexta-feira, dias 7 de setembro no Brasil, no MetLife Stadium, em Nova Jersey, nos Estados Unidos. Jogando contra o  renovado selecionado da casa, o escrete Canarinho não teve muita dificuldade para vencer pelo placar de 2 a 0. Porém, de verdade, poderia ter mostrado um pouco mais e ter feito um placar mais dilatado.

Pela primeira vez na história da Seleção Brasileira, um técnico eliminado em um Mundial iniciou o ciclo para a Copa seguinte. Tite continua no comando técnico e, ao menos para a convocação dos amistosos de hoje e terça-feira, que será contra El Salvador, aplicou a tão aclamada renovação bem parcialmente.

Pensando na Copa América, que será realizada no Brasil, no próximo ano, o time amarelo tinha em seu time titular, hoje, 10 jogadores que estavam na Copa do Mundo. Apenas o lateral-direito Fabinho não fez parte dos 23 de Tite no Mundial. Já no banco, a renovação estava mais presente, com nomes como Arthur, Lucas Paquetá, Everton e Richarlyson.

O Brasil, com Neymar como capitão (e será fixo, pois, segundo Tite, não haverá rodízio) começou bem o jogo. Com muita velocidade e toque de bola, o time canarinho envolvia os norte-americanos, que foram a Campo com uma seleção bem renovada. Aos 11 minutos, Douglas Costa fez boa jogada pela direita e cruzou para Firmino escorar para as redes e abrir o marcador. Aliás, bom jogo de Douglas Costa, o melhor do Brasil na partida.

A Seleção Brasileira continuou dominando o jogo. Raramente o time dos Estados Unidos passava do meio de campo. Porém, aos poucos, o time canarinho foi diminuindo o ritmo e deixava de ser tão incisivo no ataque. Para piorar, o individualismo exagerado de Neymar aparecia em alguns lances, atrapalhando ainda mais o time. Mas, aos 43', Fabinho caiu na área e a arbitragem marcou pênalti (mandrake, diga-se). Neymar foi para a cobrança e fez o segundo gol.

Se o time canarinho já tava diminuindo o ritmo no primeiro tempo, no segundo resolveu tirar o pé de vez. Mas como Seleção Norte Americana não oferecia perigo, mesmo com o filho de George Weah em campo, Timothy, o jogo foi ficando na mesma. De vez em quando, os Yankees ainda atacavam, mas nada para deixar o time brasileiro preocupado.

Com o placar a favor e o jogo sonolento, Tite aproveitou para fazer algumas trocas. É claro que foi pouco tempo para ver algumas caras novas em campo, mas já dá para destacar a entrada de Arthur, que apareceu e passou a distribuir mais o jogo. Pena que os outros jogadores em campo não estavam muito afim. Com isto, os brasileiros venceram por 2 a 0. Agora é esperar chegar terça-feira e ver o outro amistoso, contra El Salvador.


This post first appeared on O Curioso Do Futebol, please read the originial post: here

Share the post

Uma volta para o gasto!

×

Subscribe to O Curioso Do Futebol

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×