Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

ERC 2017: Rali dos Açores (Dia 1)

O primeiro dia do Rali dos Açores está a ser bem competitivo. Ao final de quatro especiais, o polaco Kajetan Kajetanowicz é o líder deste rali, com uma vantagem de 1,1 segundos sobre o russo Alexey Lukyanuk. O local Ricardo Moura é o terceiro, a 13,8 segundos, e o melhor português, enquanto que Bruno Magalhães é o quinto, a quase vinte segundos da liderança.

A prova de abertura do Europeu de Ralis tinha uma lista de inscritos muito boa, tanto em relação aos pilotos que participam neste campeonato, como também em relação aos ralis nacionais, desde o local Ricardo Moura, vencedor no ano passado, a outros como Bruno Magalhães, que já venceu este rali por duas vezes, e Pedro Meireles, o vice-líder do campeonato nacional de ralis.

Feitas as apresentações, era a vez de irem para a estrada, nas quatro primeiras especiais do dia. O russo Lukyanuk foi o melhor, seguido de outro russo, Nikolai Grayzin, a 0,5 segundos. Ricardo Moura foi o melhor português, a 0,8 segundos.

Espero estar na luta pelo pódio, o ano passado as coisas acabaram por nos correr bem e vencemos, e este ano era importante estar consistentemente a lutar pelos três primeiros lugares, para evoluir na minha carreira. Sei de antemão que existem muitos pilotos que querem lutar pelos mesmos lugares. Espero ser mais um nesta luta”, disse o piloto açoriano da Ford no final da primeira especial.

Não estou preocupado com a posição, o início foi bom, não fiquei muito longe dos tempos da frente. A minha principal preocupação é fazer quilómetros e conhecer melhor o carro e ajustá-lo ao meu estilo para além de ganhar ritmo pois há ano e meio que não conduzo em terra”, declarou Bruno Magalhães, o quinto da geral, a 1,1 segundos.

Na segunda especial, Moura reagiu e venceu a especial, passando para a frente do rali, para gáudio dos locais. Mas a partir dali, o russo e o polaco reagiram, mostrando que o ritmo de ambos é bem mais forte do que a concorrência. E também a maneira como reagiram perante a escolha de pneus também ajudou a que eles conseguissem uma pequena distância para o resto do pelotão.

No final da quarta especial, depois de Kajetanowicz e Lukyanuk, e com Moura já a alguma distância, o letão Ralfs Simracis era o quarto no seu Skoda, a 17,3 segundos, na frente de Bruno Magalhães, a 19,5 segundos. Nikolay Gryazin é o sexto, também em Skoda, a 21,9 segundos, com o checo Marjan Griebel, a 22,5 segundos. O espanhol José António Suarez, no seu Peugeot 208 Ti16, o checo Jan Cerny e o irlandês Josh Moffet fechavam o "top ten".

Amanhã, o Rali dos Açores prossegue, com mais seis especiais. 


This post first appeared on Continental Circus, please read the originial post: here

Share the post

ERC 2017: Rali dos Açores (Dia 1)

×

Subscribe to Continental Circus

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×