Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

GE: “Início ruim, recomeço e protagonismo: o resumo de Vitinho em números na Rússia” – Coluna do Flamengo

A dificuldade continuou em 2014, quando jogou apenas seis partidas. Mas fez um gol.

Vitinho teve dificuldades para se adaptar à Rússia em 2013 (Foto: Reprodução/Site oficial do Cska)

Após temporadas apagadas, Vitinho retornou ao Brasil e defendeu o Internacional em 2015, por empréstimo. Nada como estar “em casa”. O bom futebol voltou a dar sinais de vida. Mais leve, suas principais características ressurgiram: arrancadas, chutes fortes, gols, assistências e o sorriso no rosto.

É verdade que o atacante chegou a sofrer com atuações irregulares. Mesclava ótimos desempenhos com atuações apagadas, mas a alegria estava de volta. Em 96 jogos com o Colorado, somando 2015 e 2016, marcou 29 gols, com performance que motivou o Internacional a prorrogar o empréstimo naquela ocasião.

Após duas temporadas com o Internacional, Vitinho estava de volta à Rússia. Com mais experiência e maturidade, a vida do garoto começou a dar certo por lá. Confira os números:

Temporada 2016/17
Jogos: 13
Gols: 6 (média de 0,46 por jogo)
Assistências: 6

Temporada 2017/18
Jogos: 46
Gols: 12 (média de 0,26 por jogo)
Assistências: 9
Minutos jogados: 3.101

Na temporada passada, inclusive, foi o artilheiro do time na Campeonato Russo, com 10 gols em 30 jogos. Além disso, ainda foram seis assistências.

Os últimos jogos do atacante foram no último sábado, dia 21, no amistoso contra o Yenisei, e na final da Supercopa contra o Lokomotiv, de Moscou. Diante do Yenisei, foi substituído aos 25 minutos do segundo tempo e era o melhor em campo. Quase marcou duas vezes.

Na final contra o Lokomotiv, participou das jogadas de ataque, colocou uma bola na trave e atrapalhou o goleiro quando o CSKA abriu o placar, na prorrogação. A ideia do Flamengo é, com a regularização em dia, colocá-lo à disposição de Mauricio Barbieri na quarta-feira, contra o Grêmio. Para isso, o Rubro-Negro deve inscrevê-lo na Copa do Brasil até a próxima segunda-feira.

No amistoso, Vitinho deixou o campo, arrancou a camiseta, não cumprimentou o técnico Viktor Goncharenko ao sair do gramado e foi direto para o vestiário. Como justificativa, o jogador afirmou que foi fazer um procedimento normal de fisioterapia.

Reprodução: Globoesporte.com

Source link

O post GE: “Início ruim, recomeço e protagonismo: o resumo de Vitinho em números na Rússia” – Coluna do Flamengo apareceu primeiro em Sports.



This post first appeared on Sports.tecnologiaforyou, please read the originial post: here

Share the post

GE: “Início ruim, recomeço e protagonismo: o resumo de Vitinho em números na Rússia” – Coluna do Flamengo

×

Subscribe to Sports.tecnologiaforyou

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×