Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Para a psicologia dos rumores em Moçambique [25]

Número inaugural aqui, número anterior aqui. Segue-se a partir deste número a história de um outro rumor a que chamarei "O bicho papão nigeriano". O que aconteceu? Aconteceu que em 2009 correu em Maputo e Beira o rumor de que um diabólico nigeriano violava mulheres. Mas não só: eis os ingredientes dados a conhecer por certa imprensa local:
1. O papão era estrangeiro, havido por nigeriano, fugido da África do Sul;
2. O papão circulava numa viatura de luxo, de cor negra (certamente com vidros fumados);
3. O papão maligno disseminava o mal por via sexual;
4. O mal chegava sob forma de vermes depositados nos órgãos sexuais femininos quando o papão ejaculava (como se fosse um ser extraterrestre que quisesse propagar a sua espécie);
5. Os vermes comiam fígado (víscera que desempenha importantes funções metabólicas), eram carnívoros especiais;
6. Como se não bastasse serem pasto de vermes comedores de fígado, as mulheres vitimadas eram ainda coagidas a comprar urnas para os seus funerais, pois - assegurava o grande rumor - iriam morrer.
Aguardem a continuidade.


This post first appeared on Diário De Um Sociólogo, please read the originial post: here

Share the post

Para a psicologia dos rumores em Moçambique [25]

×

Subscribe to Diário De Um Sociólogo

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×