Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Rasgões e sujidade

Tempo houve em que um rasgão numa calça levava ao concerto à mão ou com uma máquina de costura do tipo Singer. Era indecoroso usar uma calça com rasgões. Hoje, a mentalidade punk é diferente: as calças, as jeans, são compradas rasgadas e, aqui e acolá, com sinais intencionais de sujidade. Ou rasgamo-las. Ou sujamo-las. Calças e calções. Rasgão e sujidade são moda. Na internet há montes de portais a ensinar como rasgar calças ou calções. É a moda do descuidado, do à-vontade, do destroyed, do atractivo sexy no caso das jovens de calções (o rasgão é uma porta de entrada, uma chamada sexualizada para a possibilidade da nudez, uma fenda deliberada na defesa corporal). Cada tempo cada sentença. [imagem reproduzida com a devida vénia daqui]


This post first appeared on Diário De Um Sociólogo, please read the originial post: here

Share the post

Rasgões e sujidade

×

Subscribe to Diário De Um Sociólogo

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×