Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

CRISTO: A VERDADEIRA REALIDADE


CRISTO: A VERDADEIRA REALIDADE
Sermão VIII
Texto : João  14:6
Cristo declara ser: Caminho, Verdade e Vida
(GREGO: Caminho é Ados, Verdade é Aletheia e vida é Zoe)
No texto encontramos:
2)      A Exclusividade de Cristo: é uma declaração exclusivista
3)      A base da declaração de Cristo: Caminho, Verdade e Vida,  é vinculado a Ele como pessoa. Ele não diz que tem, Ele diz que é.

Quando Cristo declara ser a Verdade,  é usada a palavra grega “Aletheia” e essa palavra no grego denota uma expressão muito profunda: também significa : realidade. No grego, seria o oposto a ilusão e ao engano, e podemos entender a declaração de Cristo dessa maneira: Cristo é a verdadeira realidade ou a realidade verdadeira é Cristo. A palavra “aletheia”  simplesmente quer dizer isso. A declaração de Cristo em João 14:6 tem esse significado revolucionário, bem como as outras passagens que trazem no original a palavra “aletheia” e que são traduzidas por verdade no Novo Testamento
Essa compreensão muda radicalmente o nosso modo de ver as coisas concernentes a fé cristã. Cristo é a realidade verdadeira. Não há engano nem equívocos na sua pessoa e na sua missão singular.
1-      Nossa fé tem um fundamento real e verdadeiro, o próprio Cristo, ninguém pode por outro fundamento ( I Coríntios 3:11) justamente porque não há outro que possa sustentar a verdade e a realidade na sua pureza santa e na sua durabilidade eterna, a não ser Cristo, porque Ele é o Verbo que se fez carne e Deus bendito para sempre (Romanos 9:5)
2-      A historia da fé cristã é verídica, ela é a expressão de um mistério que se revela (I Timóteo 3:16) o Filho de  Deus que se faz carne, habitou entre os homens, morreu pelos nossos pecados efetuando uma obra redentora consumada e perfeita na cruz do calvário, depois é sepultado e ao terceiro dia ressuscita, ascende aos céus, é entronizado a destra de Deus Pai,  é por isso que pode ser nosso único mediador, é um erro pensar de forma diferente, só Cristo pode exercer um papel supremo de mediação e ser nosso real advogado, na atual dispensação, porque Ele morreu e ressuscitou, triunfou sobre a morte, o pecado e o império da morte, e por isso mesmo retornará triunfante.
3-      Seu retorno será real, e trará consigo todas as realidades do seu triunfo, os redimidos que foram comprados com seu próprio sangue, o estabelecimento de um tribunal para provar as obras dos santos, a entronização para reinar num milênio literal, tudo isso é real, porque Cristo é Ele mesmo essa realidade verdadeira, que se expressa de modo mais sublime nas paginas do Novo Testamento.
Sendo Cristo a verdadeira realidade, o evangelho torna-se digno de aceitação, e jamais pode ser adulterado, a Palavra de Deus por si só é a realidade, pois Cristo declara:  Santifica-os na verdade (aletheia) a tua palavra é a Verdade (aletheia) ou seja, a palavra inspirada é a realidade declarada, não há outro evangelho, mas o evangelho de Cristo (João 17:17 e João 16:15) este é o único evangelho verdadeiro (Galatas 1:8)  Segue os fatos verdadeiros que
1-      O Espírito da Verdade guia o cristão a toda à Verdade. (João 16:13)  Espírito Santo é o Espírito da Realidade, é Um com Cristo da mesma essência eterna, porque está no princípio com o Verbo (Genesis 1:1 e 2 com João 1:1 a 3)
2-      Libertação verdadeira vem pelo conhecimento da realidade verdadeira, Cristo ensinou: “conhecereis a verdade (aletheia) e a verdade (Aletheia) vos libertará”(João 8:32). Não há como ficar preso ao engano quando se conhece o verdadeiro Cristo conforme a revelação das Escrituras. A libertação do poder da servidão do pecado, a libertação do poder do pecado, a libertação do poder das trevas, vem por meio do conhecimento e do relacionamento com Cristo como a realidade verdadeira da salvação e da libertação do poder da condenação do pecado. Ele como pessoa, pois ele é a verdadeira realidade, e todos os que têm Cristo como Senhor e Salvador, esses possuem a verdadeira libertação, a verdadeira salvação e possuem a verdade absoluta em questões espirituais.
3-      Note que Cristo durante seu ministério terreno muito advertiu sobre o aparecimento de falsos Cristos, esses não seriam verdadeiros, por causa da questão de identidade divina e real. Seriam enganadores, pseudo cristos, não pode ser aplicado o termo Aletheia sobre tais falsos Cristos. Há muitos deles por ai, assim como também há falsos evangelhos, pois que tais falsos evangelhos não anunciam a Cristo como a realidade suprema.  O Senhor Jesus Cristo de acordo com as realidades das Escrituras, não somente é perdoador, é vencedor sobre o pecado e sobre a morte, é juiz (João 5:22) Único Salvador (Atos 4:12) é tudo em todos(Colossenses 3:11)
4-      Essa é a esfera da verdadeira adoração, em espírito e em realidade, (João 4:23 e 24) sem ilusões, sem engano, sem equívocos. Puramente bíblica e totalmente cristocentrica.
Como realidade, não existe experiência de verdadeira felicidade a parte dele, não há sentido de vida fora dele, não há luz espiritual fora dele, não há expressão de verdadeira religião cristã a parte dele, porque todas as coisas verdadeiras em si mesmas estão em Cristo. Os homens podem procurar uma verdade a parte, mas isso será engano. O mundo jaz na ilusão do diabo, ele cega o entendimento (II Corintios 4:4)  mas essa cegueira é relativa a Cristo e ao evangelho que revela o mesmo Senhor como a imagem de Deus. Toda a cegueira espiritual satânica implica em não possibilitar que o homem caído enxergue a realidade que é o próprio Salvador, porque isso conduz a libertação espiritual. Implica em seu êxodo da tirania do diabo para o Senhorio de Cristo, da condenação do pecado para a salvação em Cristo. Toda a obra da redenção efetuada por Cristo revela a condição do engano em que o pobre pecador se encontra, na maioria das vezes é um engano apaziguado pelos méritos próprios ou através do efeito psicológico produzidos por falsos evangelhos. As pessoas são iludidas quando confiam em suas próprias obras ou em suas próprias religiões, é impressionada por sentimentos do coração, essa é uma grande armadilha. A parte, satanás inventa um sincretismo a fim de despistar qualquer desconfiança de suas vitimas, e então pode usar o nome de Cristo e tomar emprestado muitas crenças do evangelho, e então adaptá-las ao seu modo de exibir e promover o engano. Mas é apenas uma ilusão.  O falso evangelho pode apresentar Cristo na fachada e introduzir as criaturas no palco

Clavio J. Jacinto



This post first appeared on Pr C. J. Jacinto, please read the originial post: here

Share the post

CRISTO: A VERDADEIRA REALIDADE

×

Subscribe to Pr C. J. Jacinto

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×