Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

“SUSTENTO”

“Como é precioso o teu amor, ó Deus! Os homens encontram refúgio à sombra das Tuas Asas”. (Sl 36.7)

“Debaixo das Tuas Asas Estarás Seguro”. (Sl 91.4) Quem já teve oportunidade de ver o comportamento de uma galinha, no cuidado que ela tem para alimentar e proteger seus filhotinhos, os pintainhos, já presenciou a cena da dignidade de uma mãe disciplinando seus filhos. A galinha, sempre que descobre algum alimento ou outra situação que chama atenção, dá uns pios característicos de alerta para chamar os pintainhos. E eles, sempre em busca de proteção da mãe, correm todos para perto dela. Cada avezinha, única no mundo, crescerá com seu grau de perfeição, aprendendo o verdadeiro significado de sua existência.

Humano é uma palavra com origem no latim “humanus” e designa o que é relativo ao Homem como espécie. Ser Humano( Homo sapiens) é o termo utilizado nas Ciências para caracterizar a “espécie viva evolutiva que se difere das demais, por possuir inteligência e razão. Pergunta-se: ” O que poderia fazer uma pessoa tornar-se tão sombria e perder todo o sentido de sua existência?A violência sofrida é o gatilho que justifica sua amargura. A desumanidade não é perpetrada unicamente pelos atos rancorosos dos maus. Muitos jovens que estavam cheios de amor, por escolherem a proteção errada, não sabem mais o caminho de volta ao lar. O amor de uma mãe é tão grande que a conduz às alturas majestosas, onde se dá o encontro da força física com a força de sua alma.

Do ponto de vista filosófico, o ser humano é caracterizado como um ser vivo racional, capaz de ser uma unidade e uma totalidade ao mesmo tempo, enquanto matéria. Mas, como não escolher provocar sofrimento em novas vítimas, ou superar a violência que viveu? Essência é existência. Um galinha quando ela é, tem sua essência. O pintainho precisa de um intermediário para saber o caminho. Existir então é buscar o bem como posto a alcançar. Para a galinha, a existente, é o seu maior interesse, ensinar seus filhotinhos a existirem. Parte Construtiva, os pais são existentes, cujo maior interesse, é ensinar seus filhos a existirem. Assim, no futuro, eles ousarão pensarem com a própria cabeça.

Muitos jovens caminham com Suas Asas cortadas. Culpas dos pais? Não, peregrinaram por encruzilhadas, e invadiram territórios errados em busca da felicidade. Além de perderem suas asas físicas, perderam as asas simbólicas da dignidade. Estão jogados nas sarjetas da vida, como uma analogia à história de anjo caído, sem asas, um ser mau que é inicialmente bom. Existem pessoas com ato de bondade com a finalidade egoísta e má. Essa faculdade é diferente do sentimento, da experiência e da vontade. O intelecto, a potência que constitui a alma humana em seu grau de perfeição, não tem mais movimento. Perderam a força e não voam mais.

A procura do homem pela transcendência espiritual é a constante busca de sua existência. Nunca bastou ao homem a vida que vive. Então, ele sempre procura por mais, por explicações que deem um sentido aos percalços da sua existência. Com isso, a sua rota de fuga faz com que ele saia em busca por transcender a sua origem. Sua vida não lhe basta, e ele não aceita o seu limite biológico da sua existência. Sempre quer mais, quer ir além. Nunca se estrutura para receber o Amor de Deus quando chegar o momento: e o momento é agora. Não basta entender a vida como um ciclo finito, não basta ir adiante, mas, ele quer ir além do seu entendimento, então, espatifa-se entre as rochas das promessas ilusórias.

Nem sempre é fácil saber ser forte. Essa dificuldade, muitas vezes, decorre da dualidade, fortes ou frágeis, de deparar com situações grandiosas onde se consegue enfrentar de forma destemida, ao mesmo tempo que se sucumbe a medos e dores que se considera desproporcional. Uma criança nasce frágil e inocente, por isso, precisa de alguém que a conduza ao mundo dos fortes. “Mãe” não teme novidade. Ao contrário, se sente confortável em ousar e desbravar situações desconhecidas, suas asas são tão fortes que há competência suficiente para lidar com o possível fracasso. “Mãe” luta bravamente pelos seus filhos, porém não gasta energia tentando mudar o imutável. Serenamente, coloca-se debaixo das Asas Daquele que, com docilidade, sejam nos dias ensolarados ou chuvosos, vem para socorrê-la. Ela reconhece sua Força Naquele que a Fortalece.

À Sombra do Onipotente a “Mãe” descansará.  Porque Ele a livrará do laço do passarinheiro, e da peste perniciosa. Debaixo das Suas Asas ela se desloca pelas estradas da vida, com buracos e atoleiros. Mas, não terás medo do terror de noite nem da seta que voa de dia. Sua atenção está no Condutor. Ela se refugia no interior das Asas, porque no Altíssimo fizeste a sua habitação. “DEUS É”. Ele tem o Ato intimo para fazer a “Família”existir. Quando seu filho estiver na “vulnerabilidade”, quando as ondas se levantarem e nublarem sua visão, O SENHOR conhece o Caminho, até sobre o Mar. “Porque aos Seus Anjos dará ordem a teu respeito, para te guardarem em todos os teus caminhos. (Sl 91.11) “Deus te “Sustentará”.

“MÔNICA DRUZIAN”



This post first appeared on Jonas Goes's Blog | Igreja Do Evangelho Quadrangul, please read the originial post: here

Share the post

“SUSTENTO”

×

Subscribe to Jonas Goes's Blog | Igreja Do Evangelho Quadrangul

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×