Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

“DOÇURA”

Tags: amor deus senhor

“O Amor é mais forte do que a Morte”. (Ct 8.6)

Este versículo tem um ensinamento tão profundo que consola qualquer alma: “O Amor é Eterno”, e vence qualquer morte. A força do Amor é como um “Selo Real”, propriedade exclusiva de Deus: “Nós amamos porque Ele nos amou primeiro”. (1 Jo 4.19) Este Selo está impresso dentro do coração do homem e de forma alguma pode ser violado. “O que de Deus é gerado, conserva-se a si mesmo, e o maligno não lhe toca”. (1 Jo 5.18) “Porque Deus é AMOR”. (1 Jo 4.8)

O verdadeiro homem de Deus, portanto, tem dentro de si, Aquele que é maior do que qualquer destruidor. O Senhor Jesus Cristo revela que para um valente tomar a casa, ele tem que ser mais valente do que o que já está na casa. (Lc 11.21,22) Quem está “cercado” por este tão grande Amor, o adversário não o toca, pois, esta casa é propriedade exclusiva de Deus. (1 Pe 2.9) Mas, afinal, o que significa uma Cerca Espiritual?

Pomares e vinhedos costumavam ser cercados por sebes, grossas fileiras de plantas espinhosas, para proteger a área contra ladrões e as depredações por animais”. (Is 5.5) As Escrituras usam a expressão “pôr uma sebe” em sentido figurado, para indicar que se provia proteção”. (Jó 1.10) “Sebe” é uma cerca, um muro feito de vegetação. A Bíblia relata diversas passagens com a palavra Sebe ou Cerca, como Substantivo, e não como verbo cercar, ou advérbio “cerca de”; A Sebe ou Cerca aqui mencionada é Proteção e Segurança Espiritual: “Pois Eu lhe Serei, diz o SENHOR, um Muro de Fogo em Redor e Eu Mesmo serei, no meio dela, a Sua Glória”. (Zc 2.5)

A Palavra Paraíso deriva da palavra em Hebraico Bíblico para um “Jardim Cercado”. Um Jardim não é uma terra não cultivada, um matagal, uma terra pública, nem tão pouco um deserto. Este Jardim Cercado tem uma Sebe ao redor; está encerrado ali. Os lírios e rosas mais raros, valiosos e finos devem florir no lugar. Dentre as definições encontradas para a palavra “Abstinência”, destaca-se aquela que a caracteriza como uma privação voluntária de algo. Assim, sendo, estar abstinente é estar “Limpo”. A grande chave da palavra abstinência está no “Domínio da Vontade”. Na etimologia, “Dominio” vem de dominus, que é ser senhor da sua própria vontade.

A Bíblia relata Segurança e Proteção quando Deus (Dominus) é o Proprietário e Soberano. Quando Deus está no domínio da vontade do homem, Ele está no controle de tudo, incluindo os seres espirituais da maldade.  A Sua Autoridade dentro deste território é inquestionável e inviolável. A Sebe, o Cercado mostra que o caminho está Selado. Dentro deste território, o homem produzirá o Fruto do Espírito Santo: Amor, Alegria, Paz, Longanimidade, Benignidade, Bondade, Fidelidade, Mansidão e Domínio Próprio.  “Boaz acabara de voltar de Belém, e disse aos segadores: O SENHOR esteja convosco! Ao que eles responderam: O SENHOR te abençoe!” (Rute 2.4) Boaz deu segurança à viúva Noemi e a viúva Rute. Ele deixava cair as espigas de milho para que elas não passassem fome. Um homem abençoador só pode ser abençoado. Boaz foi bisavô do rei Davi.

Todo Amor sai da individualidade e passa a ser coletivo. A grande chave do Amor é a multiplicação com o propósito de comunhão sem qualquer interrupção. Na Genealogia do Senhor Jesus em Mt 1.5,6 aparece o nome de Rute como bisavó de Davi. Ela foi resgatada por Boaz, mas, antes, Rute, por consideração e fidelidade à sua sogra Noemi, não se assujeito em seguir a sua carne, resistiu para fazer a vontade de Deus, porque abster-se é entrar em intimidade para ser “limpo”. Quando a carne entra em sujeição do SENHOR ela entra em disciplina. “O cristão é guiado pelo Espírito”. (Rm 8.16)

A Cana-de-açúcar é uma planta de estrutura frágil, mas suporta ventania, temporais, a fúria das foices, a impiedade da trituração e da moenda sem perder sua Essência: “Doçura”. O Amor é representado por essa doçura. São pessoas que passam pelo sofrimento, pela dor e fazem delas degraus para o seu crescimento. Cana que se transformam em Açúcar e transmite essa doçura a outros. Este é o Jardim do verdadeiro Amor. “Jardim fechado és tu, noiva minha, manancial recluso, fonte selada. És fonte dos jardins, poços das águas vivas, torrentes que correm do Líbano! Ah! Venha o Meu Amado para o Seu Jardim e coma os Seus Frutos Excelentes!” (Ct 4.12,16) O Amor é Eterno, é a Sebe, é a Cerca, é a Força com que o SENHOR venceu porque tanto Amou”. “Eu sou do Meu Amado e Meu Amado é meu”. (Ct 6.3)

“MÔNICA DRUZIAN”



This post first appeared on Jonas Goes's Blog | Igreja Do Evangelho Quadrangul, please read the originial post: here

Share the post

“DOÇURA”

×

Subscribe to Jonas Goes's Blog | Igreja Do Evangelho Quadrangul

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×