Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

A corrupção petista me anestesiou

Temer prevaricou, isto é um fato, tão grave que pode sim fazer parte de um pedido de Impeachment, afinal é um crime! Porém existe um problema nesta crise política que foi o show midiático que vendeu um Michel Temer comprando o Eduardo Cunha por meio de um empresário e entregou um presidente que escutou todo aquele absurdo numero de crimes e ficou calado, só.

Infelizmente digo isso, só. Foi essa a sensação que fiquei após escutar todo aquele áudio pela primeira vez. Após escutar novamente, reler as notícias e analisar o que foi divulgado até o momento me deparo com um crime na gravação, sim, gravíssimo e cometido por um presidente no exercício do poder, mas chego a conclusão que o problema não é a prova em si e sim minha expectativa demasiada criada pelo histórico recente.

Escândalo de um político tradicional do PMDB, nada de bilhões assaltados da Petrobras, corrupção no BNDES, dinheiro para a CUT, UNE, MST e MTST, nada de financiamento à ditaduras esquerdistas como Cuba, Venezuela e Angola. ‘Apenas’ um crime comum que o brasileiro já havia se acostumado vindo do PMDB, antes do Partido Dos Trabalhadores multiplicar o nível das cifras e do desrespeito à nação. É triste chegar nessa conclusão, mas é uma fato. O nível foi tão alto, que o atual presidente da república caí numa gravação e o conteúdo parece mais do que leve. Quase comum.

Os absurdos megalomaníacos cometidos pelo Partido Dos Trabalhadores nos últimos anos foram tantos, que fiquei insatisfeito com a gravação, em primeiro momento achei normal um presidente da república concordar e conversar passivamente com um empresário corrupto falando que comprou A, B e C. Pensei, mas só? Estamos descobrindo o maior escândalo de corrupção da história da humanidade, criado no governo de Luis Inácio Lula da Silva, que elevou o patamar da corrupção tornando um meio de financiamento não só com a finalidade de um PT hegemônico no Brasil como também de uma esquerda poderosíssima em toda América do Sul.

Na última quarta falam em bomba, fim dos tempos e dizer que um presidente da república tem que cair por prevaricar conversando com um empresário? O PT me anestesiou! Dilma Rousseff e Lula fizeram muito pior e noticiado sem nenhum Jornal Nacional que mais parecia novela com tantas caras e bocas.

Escutando o áudio em seu fim pela primeira vez, fiquei perplexo ao não ouvir nada “bombástico”, “que vai ruir a república”, “vai exorcizar o Michel Temer” a ponto de quando o Joesley voltou a ligar a Rádio CBN em seu carro, seguindo seu caminho de volta fiquei sem reação, esperando talvez um “entrega o termo de posse”, “vou mandar o Bessias”, “Eles que enfiem as panelas no c*”, “Se torne ministro e fuja de Curitiba”, “juízeco de primeira instância”, enfim… Confesso à vocês, caro leitores que a corrupção petista me anestesiou a tal ponto que achei um exagero a repercussão do caso. E fico triste por ter chegado a este ponto, pois em qualquer país minimamente civilizado, Temer já teria renunciado por este flagra, mas que neste atual Brasil isto é pouco.

O mesmo Joesley que fez de Temer um padre e “se confessou”, revelou que pagou R$ 300 milhões em propina para o Partido dos Trabalhadores. Isso sim, o que estamos acostumados, algo grande, gigantesco, grotesco e sujo à nível Brasil. Esse dinheiro serviu para comprar partidos e apoio para a suja campanha de 2014.

Não estou afirmando nem aliviando a barra do Temer, ele tem que renunciar, ser cassado ou Impeachment, em última ocasião. O presidente da república tentou obstruir a Operação Lava-Jato, assim como fez sua antecessora e parceira de chapa Dilma Rousseff e isso não pode ficar impune como aconteceu no caso da ex-presidente. Porém, o jornalismo brasileiro parece aceitar de maneira mais passiva quando a corrupção é do Partido dos Trabalhadores.

Finalizo este post comparado o que Joesley revelou sobre Aécio Neves, que torna Michel Temer praticamente um santo se comparado. O senador tucano, com um linguajar digno de um traficante de drogas, revelou coisas como:

  • A lei de abuso de autoridade foi feita especificamente para atacar a Lava Jato e não há mais como escapar dessa constatação;
  • A anistia ao caixa 2 era uma armação na surdina para políticos que estavam enrolados (como o próprio Aécio);
  • Renan era considerado muito mais “eficiente” para barrar a Lava Jato através da lei de abuso de autoridade;
  • Como um dado positivo (*), Michel Temer, Rodrigo Maia e Eunício Oliveira pareciam reagir às pressões das ruas em favor da Lava Jato, o faziam a contragosto de Aécio e de uma boa parte do PMDB, PSDB e PT;
  • A luta para aprovar essas leis era uma ação conjunta de gente do PT, PSDB e PMDB;
  • E, a maior das ironias, é o fato de que o PT vive com o discurso dizendo “é golpista, é golpista”, mas se junta a uma tropa do PMDB e do PSDB para… barrar a Lava Jato, ou seja, dar um golpe.

(Trecho acima muito bem observado pelo Luciano Ayan, do ótimo site Ceticismo Político)



This post first appeared on Blog Do Celino Neto, please read the originial post: here

Share the post

A corrupção petista me anestesiou

×

Subscribe to Blog Do Celino Neto

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×