Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Originalidade


  “Todos nós nascemos Originais e morremos cópias.”
   [Jung]

 
  O teste de DNA comprova cientificamente que cada um de nós é um ser único.
  
  Entretanto, entendo a provocação de Carl Gustav Jung

  Nascemos originais, mas nos esforçamos para ser cópias.

  


  Esse nosso caminhar para cópias se intensificou nas ultimas décadas, atribuo isso a patrulha xiita do “politicamente correto”, mais um fruto do Freudianismo buscando uma padronização comportamental.

  Cada um de nós é um ser único com um equilíbrio único, mas não olhamos para nós mesmos, olhamos para os outros, criamos ídolos, nos submetemos a análise de mentes externas, nos moldamos dentro do que se espera de nós e vamos perdendo a identidade, a ORIGINALIDADE.

  Outros linearmente correm na direção oposta querendo chocar, “mudar tudo isso que esta aí” com protestos infantiloides, sem muita razão de ser.
  Caras que passaram longe das aulas de História se dizendo neonazistas, por exemplo.
  Vi uma jovem dizendo que o nazismo foi o auge do capitalismo!!
  A principio pensei que ela queria dizer militarismo, mas infelizmente percebi que ela não sabe o que é uma coisa e nem outra. 

  O que dizer daquela cantora que se vestiu com pedaços de carne? 
  Hoje chamam isso de originalidade...

  Se me perguntarem qual o maior escritor de todos os tempos eu...não saberia dizer.
  Cada um dos que gosto tem sua característica, seu "DNA artístico".

  Quem foi mais ator Paulo Gracindo ou Paulo Autran?
  Você pode ser mais simpático a maneira de um dos dois atuar, mas não dá para dizer quem é o melhor porque são talentos originais, tinham seus DNA de atuação.

  Gosto muito do meu jeito de escrever, as vezes visualizando arquivos me emociono comigo mesmo. 
  O que eu escrevo não é cópia de nenhum pensador que já li, do presente ou do passado.
  Sempre me auto analisei muito. 
  Meu encanto pela Psicanálise ou pelo Ateísmo duraram bem pouco porque se apresentaram muito ineficientes para responder enigmas. 
  Observei que as religiões e o Marxismo mais complicam que explicam. 
  Flutuando tão a margem de todas estas correntes minha diferenciação com outros pensadores só fez aumentar.
  Sou eu mesmo, não sou cópia de ninguém, não quero escrever igual a nenhum escritor que eu conheça ou venha a conhecer. 
  Tentar ser cópia me exigiria um esforço extra ... dá preguiça até de imaginar.

    Gosto quando as pessoas me dizem o que querem dizer e não o que elas pensam que eu quero ouvir.

  Certa vez minha mãe disse que eu surpreendi negativamente minha família e muitas pessoas.
  [Depois que me desfiz de um pequeno restaurante fiquei bastante apático.]

  Minha mãe do seu jeito tentou recuperar meu ânimo, disse para eu ter fé em Deus, que eu "tinha nascido para cabeça e não rabo."

   As pessoas esperavam que eu fosse um grande pastor/missionário, um rico empresário ... "cabeça e não rabo".

  Sobre ser pastor ou um palestrante religioso isso fez por muito tempo parte dos meus planos.
  Acontece que pelas religiões que passei (Catolicismo, Protestantismo e Espiritismo) teria que mentir para a platéia a respeito das coisas que penso.
  Ao analisar as doutrinas observo incongruências na sequência lógica ou nos resultados. 
  Como posso afirmar que o deus apresentado na Bíblia é justo e bom!?
  Eu teria que buscar ser cópia de algum palestrante/pastor que admirasse.
  Deixar de lado meus próprios pensamentos para me adequar a uma doutrina.
  
  Sobre ser um rico empresário, bem que tentei, mas fui incompetente ou interferências não permitiram que eu fosse, de qualquer maneira foi um sonho que apodreceu, não vou passar o resto de minha vida correndo atrás de dinheiro, tenho o que me basta então...basta.

  Não precisamos nos esforçar para sermos originais o esforço ocorre de tentarmos sermos cópias, ouvir o que todo mundo ouve, vestir o que todo mundo veste, pensar o que todo mundo pensa.

  As pessoas se abrem muito comigo porque logo entendem que eu só espero que sejam elas mesmas, com seu medos e prazeres, erros e acertos, esperanças e decepções.
  Você nasceu um ser único.
  Ser civilizado não nos obriga a sermos cópias do que alguém pensou por nós que seria o politicamente correto.
  Ser civilizado é respeitar as leis, ser ético, responsável ... cumprido essas exigências básicas ... viva a diferença!
  
  O que me encanta nas pessoas são suas características únicas, o que torna cada um uma belíssima obra de arte.

  Este é mais um grande paradoxo, se as pessoas são tão lindas sendo originais porque se esforçam tanto para serem cópias?

  Decifra-me ou te Devoro!






Comentários


.



This post first appeared on Terapia Da Lógica, please read the originial post: here

Share the post

Originalidade

×

Subscribe to Terapia Da Lógica

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×