Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Meu amigo da Alemanha diz que a América não é o melhor lugar do mundo. Como consigo convencê-lo do contrário?




Por Kevin Dolgin, Empresário, escritor, músico, humanista.

Leia a postagem original AQUI.

Não tem problema, eu ajudo.

Eu não sou alemão, mas eu passo muito tempo lá ( eu estarei lá semana que vem, na verdade ). Eu acho que dá para dizer que a cultura alemã é razoavelmente racional. Para você ser bem sucedido, você terá que ser sistemático e fornecer alguns dados reais. Eu trouxe Alguns para você.

Primeiramente, nós temos que definir o que exatamente nós queremos dizer com “melhor”, de outra forma nós não saberemos qual dado fornecer. Da forma como vejo, nossa ideia como americanos tem são inclinadas no sentido de que nós somos os mais ricos, mais poderosos, a nação mais livre do mundo, o Melhor lugar do mundo para viver. Então, foquemos nisso.

Vamos direto ao assunto: nós somos os mais ricos. Os Estados Unidos tem o maior produto nacional bruto, de mais de $20 trilhões. China vem em segundo.

Entretanto, essa pode não ser a melhor forma de entender isso, porque é mais uma questão de produto interno bruto per capita. Infelizmente, os EUA é apenas o 20.o nessa escala. O país lider é Liechtenstein. [1]. Na verdade, até a Irlanda é maior.

Mas então, não é só sobre riqueza, é sobre a habilidade de melhorar sua situação. Os Estados Unidos sempre foi sobre “conto da Cinderela”, a capacidade de viver pelos próprios meios. Isso é conhecido como mobilidade social, e obviamente os Estados Unidos é o melhor nisso, certo?

Lamento. Na verdade, ele vem em 16.o lugar, depois da Argentina. A maioria da Europa, incluindo os países “socialistas” escandinavos propiciam ambientes melhores para “crescer a partir do nada”.[2].

Mas seguramente não é só isso, é também sobre não ser pobre. Então, vamos considerar o percentual da população vivendo na pobreza. Infelizmente, os EUA vem em 42.o [3], imediatamente após Marrocos.

Mas há liberdade. Os EUA são definitivamente o número um em liberdade! Não é. De acordo com o Instituto Cato, vem em 17.o lugar, que é quase o mesmo do que o melhor do que Albânia.[4]. Ah, mas tem a celebrada liberdade econômica dos Estados Unidos. Os EUA não regulam excessivamente as empresas como muitas outras nações. Bem, fato é que ele vem em 11.o, junto com Canadá e atrás da maioria das outras nações de língua inglesa (Reino Unido, Irlanda, Nova Zelândia).[5]

Mas nós somos ricos! Nós temos acesso à melhor saúde do mundo, certo? Na verdade, os EUA fica atrás em quase todos os indicadores de saúde, inclusive expectativa de vida (45.o lugar) onde, de novo, nós estamos à frente apenas da Albânia [6], em quem a gente simplesmente dá uma surra em termos de mortalidade infantil… embora a gente esteja apenas no 56.o.[7], bem atrás da maior parte da Europa ( e, lógico, Cuba, que vence os EUA na maioria dos indicadores de saúde ).

Mas nós logicamente podemos ser orgulhosos de nossa história. Os EUA fez o maior sacrifício no início do século XX e salvou o mundo da tirania na Segunda Grande Guerra. Morreram 420 mil americanos naquela guerra. Sua coragem jamais será esquecida. Entretanto, há que se colocar no devido contexto… a União Soviética perdeu entre 20 e 27 milhões de pessoas naquela guerra, e a China perdeu 15 a 20 milhões. De fato, entre as nações aliadas, os EUA vem em 12.o em perdas. Ambos Reino Unido e França perderam mais pessoas e, logicamente, uma proporção muito maior de suaspopulações. [8]

OK, mas felicidade. Felicidade realista: onde é o melhor lugar para viver? Parece que é a Finlândia. Os EUA vem em 18.o lugar.[9]

Mas há um único critério, em que os Estados Unidos decididamente lidera qualquer outra nação: armas por habitante. São 1,01 arma por habitante. O país número dois, a Sérvia, não chega nem perto, com apenas 0,58 arma por habitante. Então, se seu amigo alemão [10] gosta realmente de armas então isso vai mexer com ele.

Ou então você pode simplesmente achar que os Estados Unidos é um grande país para pessoas que gostam da cultura americana. Algumas pessoas se sentiriam em casa só lá, em nenhum outro lugar. A maior parte das pessoas que não foram criadas lá, entretanto, achariam muito poucas razões objetivas pelas quais o país é melhor que o deles, levando em conta que eles vêm do mundo desenvolvido, portanto, por definição não pode ser “o maior país” por nenhum critério objetivo.

Eu observaria que muito de cada um desses critérios mostra que os muito avacalhados, os países da Escandinávia “socialista superam os Estados Unidos. Curiosamente, a Irlanda também. Então, se por acaso você é descendente de irlandês ou de escandinavo quem sabe você se sinta aliviado por isso.

EDITADO (TL:DR)

Então, depois de doze horas no ar, esse texto recebeu muitos comentários e visualizações, e algumas observações foram feitas, então eu achei que deveria colocar um adendo.

Primeiramente, obrigada a todas as pessoas que parecem ter gostado da postagem. Eu recebi no passado alguns comentários devastadores em várias postagens e o apoio é sempre bem vindo.

Para aqueles que afirmaram que eu fiz uma escolha seletiva, tudo o que eu posso dizer é que como pesquisador eu tento duramente não fazer isso. Eu conhecia muitas dessas estatísticas antes de procurá-las, mas eu fiz o melhor possível para encontrar fontes irrepreensiveis (a CIA uma das muitas) e eu sempre posto a primeira, a melhor fonte, não importa se está alinhada com minhas ideias pré-estabelecidas. Talvez a estatística mais controversa foi a de pessoas abaixo da linha da pobreza porque, sim, é relativo, mas francamente, eu já viajei para mais de sessenta países e é fato que você pode viver muitíssimo bem com dez dólares por dia nos Camarões do que na Suiça, por isso é que eu adotei aquela medida. Se, portanto, você quer olhar para o percentual da população vivendo com menos do que $5,50 dólares por dia, então os EUA ainda aparece em 20.o lugar, atrás da maior parteda Europa ocidental, Austrália, etc.[11].

Algumas pessoas apontaram que eu não disse nada sobre segurança, e que isso foi uma omissão. Os EUA tem taxa de encarceramento maior do que qualquer outro país, exceto as Seychelles. Os EUA possuem 666 pessoas por 100.000 habitantes na cadeia, o segundo país da lista, El Salvador, possui 586.[12] No caso das Seychelles, não é exatamente que o país é bom em atirar seus cidadãos na prisão, apenas que é um país minúsculo com um monte de piratas somali na cadeia, uma vez que é o país mais próximo de onde eles tendem a ser capturados, então os EUA seguem bem sozinhos em suaincrível vontade de enjaular seus cidadãos (normalmente por crimes de pequeno tráfico) [13].Comparativamente, a França, onde eu vivo, possui cerca de 100 prisioneiros por 100.000 habitantes.

Em termos de segurança, os EUA é de longe mais violento do que muitas outras nações. As taxas de homicídio intencional nos EUA o coloca em 99.o lugar em 194, mais uma vez atrás da Albânia! E, claro, todos os países da Europa ocidental possuem taxas muito mais baixas de homicídio. [14].

Para aqueles que apontaram que apesar de tudo, ainda é um grande país, porque “não há longas filas de pessoas tentando entrar na Alemanha”… bem, não. Na verdade, há sim. É difícil conseguir dados sobre imigração, mas os requerentes de asilo são aceitos. A Alemanha atualmente possui maispessoas pedindo por asilo do que os EUA, muito mais, acima de 722.000 comparado a 262.000. Na verdade, se você ajustar pela população, os EUA vem em 12.o como destino mais procurado (isto é, requerentes de asilo em relação à população) após Alemanha, Áustria, Grécia, Suiça, Hungria, Suécia, Itália, França, Austrália, Holanda e Turquia, e apenas adiante do Canada [15]. Caso você esteja tentado a afirmar que é por causa das restrições de Trump, eu acho que não, são dados de 2016, antes de ele se tornar presidente.

Finalmente, por favor entenda que eu não estou dizendo que os EUA são um lugar ruim. Eu amo minha pátria, mas esse fundamentalismo de precisar achar que ele é superior a qualquer outro lugar, até para alguém que não é dos EUA (como ficou implícito pelo OP) é singular para os EUA. Verdade, eu passei minha vida viajando, eu estive em mais de 60 países (acho que perdi a conta) e trabalhei em muitos… cheguei a criar empresas nos últimos seis ou sete – os cidadãos dos EUA são especiais nessanecessidade que têm de considerar seu país objetivamente superior. As únicas coisas objetivas que você pode dizer que é “superior”, entretanto, é que possui o maior PIB absoluto e é o mais poderoso militarmente. Entretanto, tenho certeza que você não diria que a pessoa mais decente na escola é a mais forte e mais rica do pedaço. Se você, pessoalmente, acha que ele é o melhor para você, então beleza, eu não tenho nenhum problema com isso, mas não pense que é alguma espécie de nirvana real que todos os outros países devem reproduzir. Os fatos não estão ao seu favor.

Referências 

( Nota da tradutora: não vou traduzí-las. A consulta a elas se dará por conta e risco do leitor que as consulta )

[1] Central Intelligence Agency

[2] https://inequality.stanford.edu/…

[3] List of countries by percentage of population living in poverty – Wikipedia

[4] Human Freedom Index

[5] https://www.fraserinstitute.org/…

[6] http://worldpopulationreview.com…

[7] Central Intelligence Agency

[8] World War II casualties – Wikipedia

[9] Overview

[10] Estimated number of guns per capita by country – Wikipedia

[11] List of countries by percentage of population living in poverty – Wikipedia

[12] Ranking: most prisoners per capita by country 2017 | Statistic

[13] The Somali pirates ‘jailed in paradise’

[14] All countries compared for Crime > Violent crime > Murder rate per million people

[15] Infographic: The Countries Receiving the Most Asylum Applications

.
PUBLICADO NO BLOG O MUNDO TRADUZIDO

.

.




This post first appeared on O CORREIO DA ELITE, please read the originial post: here

Share the post

Meu amigo da Alemanha diz que a América não é o melhor lugar do mundo. Como consigo convencê-lo do contrário?

×

Subscribe to O Correio Da Elite

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×