Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Segundo Dilma e Lula, Temer não era o “vice dos sonhos”. Artigo de Jasson de Oliveira Andrade


Alguns analistas dizem que o PT escolheu Temer como vice e, por este motivo, agora terá que aguentá-lo. Não é bem assim. Em primeiro lugar, quem o escolheu foi o PMDB, do qual era presidente, e não o PT. Segundo, para Dilma e Lula, Temer não era o “vice dos sonhos”. É o que afirma o marqueteiro João Santana em depoimento prestado à Justiça Eleitoral.

O Estadão (30/4) noticiou: “Segundo o ESTADO apurou, Santana afirmou em depoimento prestado na última segunda-feira que até mesmo Dilma Rousseff pediu para que ele colocasse Temer no programa porque o peemedebista “estava enchendo o saco”. (…) “Dilma e Temer nunca tiveram uma boa relação”, afirmou Santana, ressaltando que o então candidato da chapa não era o “vice dos sonhos” (sic) da petista e nem do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. (…) O marqueteiro ainda informou a Herman Benjamin e aos advogados presentes ao depoimento que é pouco comum o cabeça de chapa ser beneficiado com os votos conquistados pelo vice, que, segundo ele, tem pouca importância no sistema presidencialista”. Meu comentário: a chapa se beneficia com o tempo na televisão. O Estadão publicou uma foto de Temer, com essa legenda: “Problema. Temer teria “imagem negativa” no Sul e Sudeste” Em meu livro “Defensores da Ditadura Militar Estão na Contramão da História”, à página 191, no item “Surpresas nas eleições”, comentei: “Outra votação decepcionante: Michel Temer, presidente nacional do PMDB. Em 2002, ele foi o mais votado deste partido com 252.208 votos. Agora [2006], 99.046 votos, sendo o terceiro e último deputado federal do PMDB [de São Paulo]”. O que salvou Temer foi a sua escolha pelo partido para ser candidato a vice de Dilma, quando foi eleito e reeleito. Este fato, comprova o que o marqueteiro disse: Temer teria “imagem negativa” no Sudeste (São Paulo)!

Se antes a imagem dele não era boa, atualmente continua ruim. É o que constatou Josias de Souza ao comentar a última pesquisa, publicada pela Folha no dia 30 de abril: “Na série histórica das pesquisas da Datafolha, a menor taxa de aprovação desde a redemocratização do país pertence a Dilma. Foi alcançada em agosto de 2015, quando apenas 8% dos brasileiros avaliaram o seu governo como ótimo ou bom. Quando o índice ganhou manchetes, Temer, ainda na pele de vice, fez um vaticínio: “Ninguém vai resistir três anos e meio com esse índice baixo” de 7% ou 8% de popularidade. Agora, já investido no papel de verso, Temer soma 9% de ótimo e bom. (…) Com a imagem carbonizada, o substituto constitucional de Dilma talvez sinta a necessidade de interrogar o espelho: como resistir até 2018? E a imagem refletida responderá: Sua sorte é não ter um vice”. Sem comentário…

Jasson de Oliveira Andrade é jornalista em Mogi Guaçu

.

.


This post first appeared on O CORREIO DA ELITE, please read the originial post: here

Share the post

Segundo Dilma e Lula, Temer não era o “vice dos sonhos”. Artigo de Jasson de Oliveira Andrade

×

Subscribe to O Correio Da Elite

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×