Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Jeitinho brasileiro? Não obrigado, prefiro o correto !!


Há alguns anos um professor me disse que eu vivia em uma caixa.

Sou sincero em falar que na época eu não entendi ao certo o que ele queria dizer com Isso, mas depois de passar por muitos anos de aprendizado, e principalmente depois de morar em outro país eu pude entender o que ele tinha dito sobre tal caixa e sobre as algemas que nos prendem nessa caixa. 

Pois é, depois de comparar culturas e formas distintas de lidar com as mesmas situações, acabei por me incomodar muito com algumas coisas, mas há uma que realmente me causa irritação diária: o tal do Jeitinho Brasileiro, uma forma de lidar com as coisas do jeito errado.

Tudo começou quanto eu comecei a perceber com mais atenção a forma com as pessoas eram tratadas aqui, em praticamente todos os locais, públicos ou privados. Do que eu estou falando: Experimenta conhecer um vendedor em uma loja ou um atendente em alguma repartição pública. No mínimo isso vai te fazer ganhar alguns minutos a menos em uma fila ou um tratamento um pouco menos desrespeitoso mais respeitoso.

Isso tudo começou a me incomodar quando eu vi uma notícia sobre uma e-mail recebido por alguns alunos do programa Ciências Sem Fronteiras, que pedia para que os alunos utilizassem o jeitinho brasileiro, como se isso fosse algo bom.

O "jeitinho brasileiro" é nada mais do que uma forma cafajeste bonitinha de burlar alguma regra. Mas usar esse jeitinho brasileiro nada mais é do que uma forma de fazer algo errado, pra não dizer ilegal. Alguém vai ser prejudicado com isso, mas aí vem a máxima de muitas pessoas que eu conheço, inclusive da minha família, que diz que não há problema se você não está sendo prejudicado. 


Ahhhh, que se dane. Bando de falsos moralistas que pregam o certo mas que na primeira oportunidade estão por ai fazendo coisa errada e que só se preocupa quando é pego.

Se você leu até aqui, esse é a hora em que provavelmente está pensando: Ah, esse idiota (me xingando por ter se reconhecido em algum ponto, e ficou com raivinha) tá falando isso mas aposto que já fez algo errado, e falando do erro dos outros. Pois é, já fiz uso disso e agora não me orgulho. Mas agora me respeito ao ponto de saber e assumir o que foi feito de errado e buscar não repetir. Agora você . . . ainda dá pra mudar, sempre há tempo para mudar. 


Pare de fazer aquilo que te incomoda quando te prejudica, mas que você acha legal se dá um pouco de lucro.


This post first appeared on Hugo Com H, please read the originial post: here

Share the post

Jeitinho brasileiro? Não obrigado, prefiro o correto !!

×

Subscribe to Hugo Com H

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×