Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Lado B: Rush

Resultado de imagem para rush band



Oscar Niemeyer uma vez disse o seguinte sobre a cidade de Brasília: "Você pode gostar ou não da cidade, mas nunca poderá dizer que já viu algo igual". Assim também pode ser definida a música do Rush: Agradando ou não, não há nada igual ao som que o trio faz. Influenciadores e precursores do metal progressivo, a Banda vem deixando um catálogo imenso, com uma música melhor do que a outra. Mas, nem só de "Tom Sawyer", "Subdivisions" e "The Spirit Of Radio" que é composta carreira da banda, que conta com diversas faixas que muitas vezes passam despercebidas, mas que não por isso perdem o seu mérito. Aqui, listamos 5 delas:

Resultado de imagem para rush band prime mover1) Prime Mover

"Hold Your Fire" não é um álbum bem visto por alguns fãs da banda, seja por sua grande presença de teclados ou pelos arranjos excessivamente melódicos. Mas, o fato é que esse disco nos trouxe verdadeiras pérolas e canções muito subestimadas (Incluindo a odiada "Tai Shan", que até os membros da banda dizem se arrepender de ter feito). "Prime Mover" é um exemplo daquele tipo de música que literalmente não se consegue descrever, é necessário ouvi-la. Com sua melodia fantástica e bem trabalhada, a faixa leva o leitor por uma grande viagem sensorial pelos reinos do otimismo e da alegria (Bem presente na atmosfera geral da música), trazendo ainda uma letra motivacional. É impossível não se sentir bem ao ouvi-la e é uma pena que não seja uma faixa conhecida do público em geral.

Resultado de imagem para rush counterparts2) Cut To The Chase

Em contradição com o otimismo feliz de "Prime Mover", essa é uma faixa tensa e dinâmica, sem muitos teclados e totalmente sem ornamentos. Seguindo a proposta do álbum "Counterparts" de trazer volta as raízes, digamos, "pesadas" da banda, "Cut To The Chase" é uma faixa crua e que "vai direto ao assunto", com uma guitarra bem presente e uma linha baixo marcante. Era uma das favoritas para serem tocadas na R40 Tour, mas infelizmente não foi executada pela banda, apesar de Geddy Lee ter dito em uma entrevista que seria "legal tocar essa música". Apesar de ser bem conhecida pelos fãs devotos da banda, "Cut To The Chase" geralmente passa despercebida quando se fala na banda.

Resultado de imagem para rush 21123) Lessons

Divagações e reflexões acerca das lições aprendidas na vida da banda são o tema principal dessa canção do aclamado "2112", álbum responsável por alavancar a carreira da banda em 1976. Foi escrita inteiramente por Alex Lifeson, e os traços auto biográficos são evidentes. Aqui, o guitarrista analisa a sua escolha e a dos demais membros da banda de se dedicar totalmente á música, abandonando tudo para trás. É uma faixa simples, porém cativante que dá uma boa pausa após a intensidade que havia sido apresentada nas músicas anteriores do disco. No final, a lição que fica é: Siga seu coração e seus sonhos.

Resultado de imagem para rush debut here4) Here Again

O primeiro álbum da banda é uma obra de rock n' roll puro, com faixas aclamadas como "Working Man" e "Finding My Way". Porém, passando praticamente despercebida, está "Here Again", talvez a primeira música realmente progressiva do Rush. Com a letra escrita por Lifeson, a faixa traz elementos do Blues e alguns detalhes do jazz e é uma verdadeira obra prima dos primeiros anos da banda. Ela vai evoluindo progressivamente, até chegar em seu clímax aos 4 minutos e 10. Merece, com certeza ser mencionada como uma música representativa do início da banda, por já apresentar uma certa maturidade artística que, mais trade, resultaria em obras-primas como "Xanadu" e "La Villa Stragiato".

Resultado de imagem para rush chain lightning5) Chain Lightning

Famosa entre os fãs, desconhecida pelos outros, "Chain Lightning" faz parte do também subestimado "Presto", álbum de retorno da banda após a época dos teclados e sintetizadores. É uma faixa que se destaca pelas mudanças de ritmo e de atmosfera (Já conhecidas por quem está familiarizado com o som da banda) e pela melodia suave e encantadora que, aliada ao andamento variante, cria uma faixa que é ao mesmo tempo inspiradora e tensa em alguns momentos. É uma faixa complexa, com um andamento variado e que narra uma chuva de asteroides. Transita muito bem entre o técnico e o melódico, criando um tipo de música que só o Rush pode criar, afinal, é uma das poucas bandas que faz mudanças de ritmo parecerem naturais e previsíveis.

Também mercem ser citadas: How It Is, Out Of the Cradle, Red Lenses, In The End, Lakeside Park, Madrigal, Red Tide, War Paint, The Big Wheel e Spindrift.


This post first appeared on ROCK REVIEWS BRASIL, please read the originial post: here

Share the post

Lado B: Rush

×

Subscribe to Rock Reviews Brasil

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×