Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

La Pastronería - um restaurente cheio de amor em pleno Palermo

Aqui em Buenos Aires é bastante comum você se habituar a frequentar as chamadas "ferias" que acontecem na cidade, elas são equivalentes as nossas feiras.
Eles fazem feira de tudo: trabalho, gastronomia, roupa, etc. Inclusive para saber as datas das feiras é só entrar no site do gobierno de la ciudad clicando na foto.
E foi justamente em uma feira de gastronomia dessas que uma amiga comeu um prato de nome estranho chamado pastrame e pirou!
Sempre marcávamos de ir comer o tal prato e eu sempre relutava em ir.
Até que fui pesquisar o que era de fato o chamado pastrame e fiquei curioso.
Primeiramente, o prato é uma carne. #amo
O prato é originario das regiões das Bálcas (região sudeste da Europa) e foi feito para conservação da carne pois na época em que foi inventado não havia métodos de refrigeração.
Para ser preparada a carne antes passar por um processo de cura liquida com sal e outras especiarias que leva de 5 á 10 dias. Depois disso ela ainda passar pela defumação e cozimento que dura horas até que a carne saia extremamente macia.
Fomos para o restaurante que fica em Palermo na rua El Salvador 6026, o lugar é pequeno e com ares aconchegantes.
As paredes são sem pintura, o que da um ar meio pitoresco apesar da modernidade dos lustres suspenso.
O restaurante ainda mantém um balcão de doces com os bolos mais lindos vistos naquela semana.
Logo que chegamos fomos recepcionados pela caixa que nos perguntou se havíamos feito reserva (e nesse momento eu me dei conta de que era um restaurante bem frequentado e que por amadorismo quase perdemos a comilança), como não havíamos feito porém ainda era cedo (os argentinos costumam chegar nos restaurantes para jantar entre as 19:30 e 20:00) ela nos deixou escolher uma mesa.
Logo avistei uma área de fumantes toda cheia de plantas e ao ar livre e era lá mesmo que eu queria comer.
A garçonete que nos atendeu alem de maravilhosa foi super gentil.
O pastrame pode ser feito em dois tamanhos: 150g ou de 300g.
Pedi o menor com medo de não gostar.
O prato chegou e meu primeiro espanto foi: eu achei que seria uma especia de hambúrguer, mas o prato veio desmontado para que montássemos ou comêssemos da forma que quiséssemos (quantos "semos" hahaha) e ainda veio com uma batata cozida com queijo crema (eles adoram) e salada.
O preço é bastante amigável para os níveis portenhos.
Adorei ter conhecido o lugar, com certeza não só indico como voltarei.




This post first appeared on Blog Do Pedro H., please read the originial post: here

Share the post

La Pastronería - um restaurente cheio de amor em pleno Palermo

×

Subscribe to Blog Do Pedro H.

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×