Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Covid : Rússia enfrenta nova onda de casos

 A Rússia se esforça para conter um novo surto, já que a maioria de seu povo parece estar evitando a vacina Sputnik

covid mundo
covid mundo


MOSCOU - As autoridades russas lutaram no sábado para desacelerar a propagação de uma nova onda do coronavírus, ordenando aos trabalhadores em Moscou que tirassem folga na próxima semana e implorando à população que fizesse uso das vacinas amplamente disponíveis. 

O maior aumento parece ter ocorrido em Moscou, a capital russa, que registrou 6.701 novos casos no sábado - mais que o dobro do aumento de cinco dias atrás, e o maior total em um único dia desde dezembro. O prefeito Sergey S. Sobyanin Disse que a situação "piorou drasticamente" na semana passada, e que milhares de leitos hospitalares estão sendo reaproveitados para fornecer cuidados aos pacientes da Covid-19.

“De acordo com epidemiologistas, agora é necessário pelo menos diminuir a velocidade, se não parar, a propagação do vírus”, disse Sobyanin em seu blog. 

Bares e restaurantes serão obrigados a interromper o atendimento aos clientes às 23h, as praças de alimentação dos shoppings serão fechadas e os playgrounds públicos e as quadras de atletismo serão fechadas, disse Sobyanin. A maioria dos empregadores será obrigada a manter os trabalhadores em casa - com pagamento - na próxima semana. No entanto, Sobyanin não impôs novas restrições às refeições em ambientes fechados além do corte das 23h, refletindo a priorização da economia pelo Kremlin em suas políticas durante a pandemia. 

No geral, a Rússia registrou 13.510 novos casos no sábado, o maior número desde fevereiro e um aumento de 50 por cento em relação à semana anterior. Tão preocupante para os epidemiologistas é que a campanha de vacinação da Rússia parece estar paralisada. O presidente Vladimir V. Putin disse no sábado que 18 milhões de pessoas foram vacinadas no país, o que representa menos de 13% da população, embora as vacinas russas do Sputnik V estejam amplamente disponíveis há meses. 

“No momento, podemos vacinar todos na Rússia, dado o volume de vacina que está sendo produzida”, disse Putin em uma cerimônia anual de premiação estadual no Kremlin no sábado, de acordo com a Interfax. “A questão é que, como sempre - é um fenômeno típico aqui - as pessoas são cautelosas com todos esses procedimentos.” 

A vacina de duas doses do Sputnik V é 91,6 por cento eficaz contra o coronavírus, de acordo com uma pesquisa revisada por pares publicada no The Lancet em janeiro. Mas as pesquisas mostram que quase dois terços dos russos dizem que não planejam tomar a vacina. Os analistas atribuem a hesitação dos russos a uma mistura aparentemente contraditória de fatores: desconfiança generalizada das autoridades, por um lado, e frequentes reportagens da televisão estatal descrevendo o coronavírus como derrotado ou não muito perigoso, por outro. 

As autoridades russas freqüentemente afirmam que o país tem lidado com o coronavírus melhor do que o Ocidente. Não houve bloqueios em grande escala no país desde o verão passado. O número oficial de mortos é de 126.073, mas o número incomumente alto de mortes no ano passado sugere que o número real é várias vezes maior.

fonte nytimes.



This post first appeared on Alagoas Real |24h Notícias De Maceió,al, please read the originial post: here

Share the post

Covid : Rússia enfrenta nova onda de casos

×

Subscribe to Alagoas Real |24h Notícias De Maceió,al

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×