Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Brasil: Contagem atualizada de casos COVID-19, Risco para os povos indígenas e Distanciamento social

O Brasil, em geral, está na fase de epidemias localizadas. A duração e a gravidade de cada fase da pandemia Podem Variar Dependendo da resposta da saúde pública local.

Brasil: Contagem atualizada de casos COVID-19, Risco para os povos indígenas e Distanciamento social
Brasil: Contagem atualizada de casos COVID-19, Risco para os povos indígenas e Distanciamento social

O número de casos confirmados de coronavírus no Brasil aumentou para 12.345, incluindo 581 mortes.

São Paulo registrou a maioria dos casos e mortes de todos os estados brasileiros. Apenas os estados do Acre e Tocantins não têm mortes confirmadas pelo COVID-19.

Territórios indígenas

A BBC relata que agora as infecções se espalharam por todo o país, inclusive para territórios indígenas na bacia amazônica do tamanho de França e Espanha combinados. O primeiro caso entre os povos indígenas foi registrado no estado do Amazonas.

"Existe um risco incrível de o vírus se espalhar pelas comunidades nativas e eliminá-los", diz Sofia Mendonça, pesquisadora da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Critérios de distanciamento social

Na segunda-feira, 13 de abril, os municípios e estados do país que não excederam a porcentagem de 50% de ocupação dos serviços de saúde, após a pandemia de coronavírus, podem iniciar a transição para um formato em que apenas alguns grupos permanecem isolados. A medida é recomendada desde que haja oferta de leitos e respiradores, equipamento de proteção individual (EPI) para o trabalho dos profissionais de saúde e testes de diagnóstico.

A recomendação está no Boletim Epidemiológico Especial sobre Coronavírus , publicado na segunda-feira, 6 de abril pelo Ministério da Saúde.

O documento orienta a adoção de ações diferenciadas em relação ao distanciamento social por estados e municípios, com base em diferentes cenários de circulação de vírus. O objetivo é promover um retorno gradual à movimentação de pessoas, incluindo atividades laborais, com segurança, evitando uma possível explosão de casos sem que o sistema de saúde local tenha tempo para absorvê-los e garantir assistência adequada à população.

Entretanto, em locais que apresentam um coeficiente de incidência 50% maior que a estimativa nacional, essas medidas de distância social de todos os setores da sociedade devem ser mantidas até que os materiais e suprimentos de saúde sejam suficientes, considerando a possibilidade de aumentar a transmissão do vírus. A iniciativa considera a diversidade do território brasileiro, de norte a sul, na perspectiva de 5.570 municípios.

O secretário executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo, explica que as medidas devem ser proporcionais à realidade apresentada em cada município, região e capital. “Discutimos melhor com os estados e municípios para que medidas idênticas não sejam tomadas para situações completamente diferentes”, apontou João Gabbardo.

“Criamos parâmetros de circulação de vírus e parâmetros de uso do leito que podem permitir que o gerente tome essas medidas de quarentena com mais segurança. Para adotar essa atitude, precisamos estar seguros do ponto de vista de EPI, camas traseiras, UTI e recursos humanos ”, destacou o secretário executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo.

Até o momento, apenas os estados de São Paulo (10,5), Rio de Janeiro (8,4), Ceará (11,0), Amazonas (12,6) e Distrito Federal (15,5) têm um coeficiente de incidência superior à média nacional, que é de 5,7 por cento. 100 mil habitantes. O Brasil, em geral, está na fase de epidemias localizadas. A duração e a gravidade de cada fase da Pandemia Podem Variar dependendo da resposta da saúde pública local.



This post first appeared on Alagoas Real |24h Notícias De Maceió,al, please read the originial post: here

Share the post

Brasil: Contagem atualizada de casos COVID-19, Risco para os povos indígenas e Distanciamento social

×

Subscribe to Alagoas Real |24h Notícias De Maceió,al

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×