Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Planejando o Casamento: 5 regras de ouro

Boa noite, cuties!


Faltam Quinze Dias... quinze dias... 
MEU DEUS! QUINZE DIAS PRA FESTA!

Eu, percebendo agora o negócio ficou sério!

Bom, não adianta surtar agora: ainda falta resolver muita coisa, mas estamos caminhando. A fase do planejamento já ficou para trás e estamos realizando as contratação. Assim, com base na nossa larga experiência de duas semanas (breve, porém intensa), criamos uma Lista com as 5 regras de ouro para planejar o casório, baseado nos nossos erros e acertos. Mais erros, que acertos, até o momento, mas tudo bem- segue o baile (literalmente)!


1. Entre no Pinterest e não tenha medo de sonhar

Meu professor de faculdade já dizia: "quem paga mal, paga duas vezes". Quando nos casamos, como eu disse nesse post aqui, não tínhamos dinheiro, nem maturidade para entender que os sonhos podem sim, virar realidade. Pegamos o caminho mais simples: fizemos uma cerimônia tradicional, que não tinha nossa cara, ficando com aquela vontade reprimida de fazer algo realmente nosso. Resultado: bora gastar mais um bocadinho de dinheiro para viver um sonho. Enfim, não acho legal alguém se meter em dívidas para satisfazer algumas vontades não essenciais. Aí o peso das contas, supera a alegria do momento. Mas saiba que tudo pode ser adaptado para se ajustar a sua realidade, de maneira a chegar o mais próximo possível do que você deseja. Lembre-se apenas do tripé: tempo, esforço e dinheiro. Se você tem pouco dinheiro, poderá precisar de mais esforço e tempo para chegar a um resultado satisfatório. E assim, sucessivamente. O importante é não deixar de acreditar, tuudo que tiver de ser, seeeerá (afff... baixou a Xuxa agora). 

Nossa experiência

Veja nosso painel Casamento Vintage no Pinterest, inspirado no tema "O Grande Gatsby e os loucos anos 20". Puro glamour!


2. Contrate um(a) assessor(a)

Pode parecer um luxo, mas a economia financeira (e de cabelos brancos) que eles proporcionam é incrível. Além  do auxílio na hora de buscar bons preços, estes profissionais estão atentos para pequenos detalhes, imperceptíveis para quem não tem experiência no assunto, minimizando muito a chance de Algo Dar Errado no grande dia. Por fim, os cerimonialistas conhecem os bons profissionais no mercado (independentemente de preço) e alertam para possíveis picaretas. 

Nossa Experiência

Estou trabalhando com a chiquérrima Selene Oliveira Silva, da I Do Eventos. Além de ter muita experiência no assunto, ela tem uma disponibilidade (leia-se paciência) absurda, tirando todas nossas dúvidas, alertando para "crimes contra o bom gosto" e auxiliando com inúmeros orçamentos. Tudo rapidinho pelo What´s up. Pechinchamos muito e conseguimos juntas descontos extraordinários. Sem contar a simpatia! Super recomendo.

3. Defina um orçamento (e não tenha medo de pechinchar)

Casar é uma loucura (ou fazer bodas, o que é quase a mesma coisa). Você começa pensando em um valor e termina com ele multiplicado por três. Desta forma, busque os primeiros fornecedores, defina seus limites financeiros, quais itens você não abre mão e quais são superficiais, e, a partir deste teto máximo, trabalhe para reduzir seus custos. 

Quando perguntarem quanto você pretende gastar, não apresente seu orçamento! Em técnicas de negociação aprendemos que nunca devemos estabelecer o primeiro valor (jogar a âncora, como se diz). Você poderá ficar preso a uma quantia que poderia ser infinitamente menor. Assim, controle a ansiedade e espere. Deixe o preço vir, compare com outros fornecedores (sempre no mínimo três de qualidade semelhante, para ter poder de barganha) e somente então comece a discutir valores.

Nossa Experiência

Mais uma vez, fica a recomendação para o site do Casamentos.com.br. Fora isso, usamos uma tabelinha de itens da festa (decoração, buffet, drinks, etc.) com os diversos fornecedores para comparativos. Funciona se você tiver disciplina e não abandonar no meio do caminho (com a pressa, a gente acaba fazendo isso! rsrsrs)



4. Defina a lista de convidados. Revise. Ajuste. E não a modifique mais!

Nossa festinha começou humilde com 40 pessoinhas queridas. Mas percebemos que minha mãe, que é querida, também conhecia outras pessoas queridas. Notamos ainda, que muitas pessoas queridas disseram que não viriam, mas depois mudaram de ideia (quando já tínhamos chamados outras, que querida!!! kkkkk)  e por aí vai. 

De repente, todos os orçamentos que você tinha calculado para 40 pessoas não cabiam mais para esta nova festa para quase 100 amiguinhos, todos felizes, com suas criancinhas, avó, empregada, o guru espiritual e etc. Portanto, concentre-se no início do processo em criar uma lista bem realista, com espaço para 10% de cortes. Revise várias vezes para verificar se não está esquecendo de alguém. E feche a lista. Teve alguma alteração: modifique imediatamente na planilha e cheque novamente a contagem. De convidado em convidado, a lista acaba ficando enorme e a gente nem percebe.

Nossa Experiência

Utilize a lista de casamento disponibilizada no site do Casamentos.com.br. É simples e extremamente útil, pois oferece ferramentas para confirmação de convidados, faz os cálculos das quantidades de confirmados, cancelados, homens, mulheres, crianças, convidado do noivo, noiva e até posição dos mesmos nas mesas da festa. E o melhor, grátis!


5. Não se estresse!

Você sabia que a profissão de organizador de eventos é uma das mais estressantes do mundo? Sabe por que? Porque sempre existe chance de algo dar errado! Sabendo disso, não adianta entrar em pânico. Com calma e foco, você consegue manter sua mente tranquila para tomar decisões, diminui as chances de erro e mantém a criatividade a mil. Dia ruim? Aborte a missão e recomece no dia seguinte. O importante é não desperdiçar energia, nem acabar com a magia do romance, com estas pequenas coisas, que depois ninguém se lembra mais.


Mentira! Eu já casei, é que eu sempre quis dizer isso!

Bom meninas, isso é tudo por hoje!
Volto logo menos com mais algumas dicas sobre o casório (digo, bodas, kkkkk!!)

Beijos











This post first appeared on Cult & Cutie, please read the originial post: here

Share the post

Planejando o Casamento: 5 regras de ouro

×

Subscribe to Cult & Cutie

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×