Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Madri

Vou descrever um pouco da nossa estadia na Espanha.
Para quem leu o post inicial, sabe que alugamos apartamentos, compramosalguns eventos antecipadamente, já levamos as passagens de trem entre cidades e tudo foi bem tranquilo.
Quem aluga apartamento pelo Airbnb sabe que o importante é ler as referências e avaliações, assim como manter o máximo possível da conversa dentro do aplicativo. Eu mantive a conversa com nosso anfitrião Leonard de Madri no aplicativo e no Whatsapp para coisas mais rápidas. Ele foi super receptivo e cordial e nos esperou com apartamento pronto às 9:00 da manhã, e o combinado era perto do meio-dia. Essa flexibilidade é muito importante para o hóspede. 

Dia 10.04.16
Chegamos por volta das 7:00am em Madri, Barajas. Esperamos um pouco até que clareasse porque pegaríamos o metrô até o local onde deveríamos ficar.
Aqui uma dica para metrôs em todas as cidades: baixe o aplicativo no seu smartphone porque é muito prático e normalmente vc coloca a estação de saída e onde pretende chegar ficando muito mais fácil se locomover. Fiz isso em todas as últimas cidades que visitei (e que tinham metrô).
Não vou dizer que é a melhor coisa do mundo arrastar uma mala pelos corredores do metrô mas naquele horário foi super tranquilo, ainda mais numa manhã de domingo. Acabamos nos divertindo vendo as criaturas da noite voltando para casa de metrô.
Metrô

Descemos na Calle de AtochaBarrio Las Letras bem na frente de um Dunkin Café, onde ficamos esperando o contato do dono do apartamento. Não demorou muito e ele nos chamou. Como sempre meu GPS pessoal estava equivocado e por culpa só minha andamos desnecessariamente alguns metros. 
O apartamento era bem bom, aconchegante e perfeito para duas pessoas. 
Depois de instalados aí pelas 11:00am saímos para almoçar e caminhar. 
Comemos no Restaurante El Rincon de Atocha. De cara um pratão de camarão. 
Depois de satisfeitos caminhamos em direção à Plaza Mayor, tiramos fotos, e saímos por uma das suas esquinas em arco.
Quando nos demos conta estávamos na Puerta del Sol, outro ponto turístico de Madri. Nesse ponto está a escultura famosa do urso na árvore, de Antônio Navarro.
Em seguida caminhamos por uma rua e chegamos à Puerta de Alcalá, um dos pontos turísticos chave de Madri.
Seguimos sem rumo e entramos sem saber no Parque do Retiro. Lindo, florido e bem cuidado. Paramos para ver os barquinhos no lago, depois seguimos caminhando e saímos atrás do Museu do Prado, onde visitamos a Igreja San Jeronimo El Real.
Aproveitamos o passe livre e entramos no Prado para ver as pinturas de Goya. 
Já noite, saímos e encontramos a Calle de Atocha, em seguida entrando na Costanilla de Los Desamparados, nossa rua. Sem sabermos, tínhamos feito um circuito inteiro de ponta a ponta.
Fizemos compras no supermercado Dia e rumamos para nosso apartamento.
Descanso.

Dia 11.04.16
Puerta de Alcala
Neste dia descemos para o outro lado da Calle de Atocha. Fomos conhecer o Museu Reina Sofia. Aproveitamos para ver o quadro Guernica de Picasso. Muito bonito, cheio de gente e alunos estudando e proibida a fotografia. Além desse havia muitas outras obras lindas. Bem gostoso o passeio. O Museu é lindo.
Ao sair, ficamos na praça em frente ao Reina Sofia e almoçamos no Restaurante El Sanabria, no mesmo esquema de menú do dia. Só que me dei mal, pedi um prato e veio três tiras enormes de bacon com batata. Nunca tinha comido tanta gordura junta.
Ao sair do almoço, caminhamos um pouco e fotografamos o prédio do Caixa Fórum, lindíssimo com uma parede vertical ajardinada. 
Para baixar as calorias saímos pelo Passeio do Prado e tentamos ir no Museu Thyssen, só que despencou o mundo. Compramos um guarda-chuva e o museu fechado. 
Caminhamos pela Calle de Cervantes e entramos na Basílica de Jesus de Medinaceli. Muito linda.
Em seguida rumamos para o mercado e depois casa.
Às 20:00 estávamos no Café Central, um bar de jazz muito legal na Plaza Santa Ana, pertinho do apartamento. Conseguimos assistir a banda Canal Street de Jazz antigo, clima de New Orleans. Muito legal. Dividimos a mesa com um casal americano.
Ao acabar o show, pagamos e fomos embora.

Dia 12.04.16
Vista
Neste dia saímos para o Passeio de Ônibus Turístico. Começamos pela Linha 1, que apesar da chuva, passou por lugares que posteriormente visitamos. Saiu do lado do Museu do Prado, Passou Pela Puerta de Alcalá, entrou no bairro Salamanca, Passou Pela Plaza de Colón. Em seguida passou pela Plaza de Cibeles, andou pela Gran Via, passou pela Plaza España e rapidinho pelo tempo de Debod (aquele presente dos egípcios). Passou pela frente do Teatro Real (ali havia mendigos) e depois Catedral La Almuneda e o Palácio Real. Passamos pela Plaza Mayor, Puerta del Sol e descemos no círculo de belas artes. Ali entramos na Calle Cervantes e comemos um cozido madrileño por conselho de um cliente do local onde almoçamos, o El Rábano.
Fomos ao Museu Thyssen-Bornemisza, visitamos quase tudo. Museu lindo de morrer! Muitos pintores famosos.
Depois entramos no passeio de ônibus Turístico, mas a linha 2. Ele faz o trajeto Plaza del Neptuno, plaza de Cibeles, plaza de Colom, Museus de Escultura e de Ciências Naturais, Nuevos Ministérios, estádio Santiago Bernabéu (nesse dia tinha jogo), CSIC, Museus Lázaro Galdiano e Arqueológico, Puerta de Alcalá e Puerta del Sol onde descemos. 
Fomos visitar o Mercado San Miguel, que é na Calle Mayor perto da Puerta del Sol e Plaza Mayor. 
Na volta para casa caminhamos pela Calle Atocha e fomos ver o que eram os banhos árabes de Hamman Al Ándalus. Mas não tínhamos roupas de banho.
Fomos para casa, descansamos e em seguida, às 20:30 fomos para o Cardamomo ver um show de flamenco que eu já tinha pago.
Bem bacana, mas é o tipo de coisa para se ver uma vez. Depois enjoa.
Mercado San Miguel
Ufa! Que dia!


Dia 13.04.16
Neste dia descemos a Calle Atocha e entramos na Calle Mayor. 
Paramos na Igreja Catedral das Forças Armadas que é bem bonita e tinha um ensaio de coro muito bonito naquele momento. 
Seguimos caminhando, tomamos café e depois entramos na Catedral de Santa Maria de La Almuneda, que é magnífica. Vale o passeio. Existe a possibilidade de visitar a cúpula que dá a vista para a cidade e o Parque do Oeste mas optamos por visitar o Palácio Real que ao lado. Valeu muito a visita. De cair o queixo tanta imponência.
Atravessamos a Plaza de Oriente e chegamos no Teatro Real.
Eu e meu GPS torto nos perdemos naquelas cercanias porém logo achamos o rumo do La Bola, um restaurante datado do século 19. Ele é bem famoso pelo seu cozido madrilenho, mas nesse dia em vista de uma virose que o Paulo estava, optamos pela sopa que é feita com o cozido. Muito boa.
Depois fizemos um passeio na Gran Via, que nada mais é que uma avenida cheia de lojas. Nem preciso dizer que compramos algumas coisinhas e caminhamos de volta até a altura do Passeio do Prado. 
Ali entramos na Cerveceria Cervantes, para uma cerveja e petiscos porque ninguém é de ferro.


Dia 14.04.16
Saímos cedinho para a estação Puerta de Atocha rumo à Toledo. São 40 minutos de trem. Barbada! Aqui você encontra detalhes deste dia.
Voltamos pelas 17:00 e fomos nos aprontar para irmos ao Teatro RTVE onde assistimos Orquestra Teatro Monumental. Maravilhoso e super perto de casa.
No dia seguinte (15.04) viajamos para Barcelona de trem.

Dia 22.04.16
Tulipas
Chegamos em Madri por volta das 12:00 am. Deixamos nossa bagagem num locker que custou 5 euros e coube as duas malas, lá na Puerta Atocha mesmo. 
Saímos dali e fomos almoçar no El Sanabria, em frente ao Reina Sofia de novo. Muito bom nosso último almoço.
Depois aproveitamos para visitar o Jardim Botânico Real, que é lindo, cheio de tulipas que eu amo. Imperdível a coleção de bonsais também. A entrada custa 4 euros e é ao lado do Museu do Prado. 
Depois do Jardim, tinhamos muito tempo. Fizemos um passeio a pé até a Puerta del Sol e voltamos.
Sentamos numa sorveteria e curtimos nossos últimos momentos turistando.
Para irmos ao aeroporto aproveitamos o Bus Shuttle da estação Puerta Atocha a 5 euros e descemos no terminal 4, de onde saiu nosso vôo de volta.

Algumas fotos e vídeo:
Lago do Parque do Retiro
Bonsai lindo do jardim botãnico
La Almuneda

Ruas lindas


Um dos jardins do Parque do Retiro

Palácio Real


Santiago Bernabéu
Puerta del Sol
Jardim Botânico
Caixa Fórum
Leão de óculos no dia do Livro
Reina Sofia
Plaza Mayor

Cúpula
Igreja San Jeronimo Real




This post first appeared on Vida Nada Perene, please read the originial post: here

Subscribe to Vida Nada Perene

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×