Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Córdoba

Ponte Romana
Dando sequência à viagem de fevereiro, vou relatar um pouco da nossa rápida visita à Córdoba, na Andaluzia.
Chegamos em Córdoba perto do meio-dia. 
A Cidade é encantadora. Toda cheia de laranjeiras super bem cuidada. As laranjeiras dão frutos que não são muito apetitosos, a não ser que sejam transformados em doces. Demos sorte de estar bem na época das laranjas maduras, e isso dá um colorido todo especial naquela região.
Nos dirigimos imediatamente à ponte romana que data de dois séculos antes de
Cidade Histórica
Cristo. É uma construção lindíssima que passa sobre o rio Gualdaquivir (o mesmo rio de Sevilha). Perto dos nossos rios ele é pequeno mas para os espanhóis é um dos maiores e até hoje é navegável até alguns quilômetros acima da foz em Sevilha.
Córdoba é tão antiga quando Toledo e várias outras cidades espanholas. Passou pelos romanos, vândalos, visigodos, muçulmanos e cristãos.
Em 756 mais ou menos a cidade se tornou o emirado de Córdoba e nele foi dado inicio à Mesquita, que depois, em 1236 tornou-se Catedral. Por volta de 1400 tornou-se tribunal da Santa Inquisição (que de santa não tinha nada...)...
Em 1300 e pouco também foi erguida uma sinagoga onde hoje é o bairro da juderia. Mas os cristãos, um século depois, impuseram sua religião obrigando judeus e muçulmanos a fugirem ou se converterem.
Contam que há várias famílias judias em Israel que ainda guardam a chave da
Interior da Catedral-Mesquita
casa da Espanha quando foram expulsos, como relíquias.
Bom, ao chegarmos em Córdoba, fomos direto para a ponte romana e em seguida na cidade histórica. Pagamos as entradas mais reduzidas por meus pais serem jubilados (aposentados) e a Rafaela ter até 14 anos (tudo isso por causa do passaporte da comunidade europeia). Ficou bem em conta. eu paguei 10EUR e eles 5EUR cada um.
Entramos na Catedral-Mesquita. 
Sabe quando você entra num lugar e perde o fôlego? Foi isso que aconteceu conosco. O lugar é enorme e lindo!
As fotos não condizem com a beleza e magnitude do local. Várias vezes me peguei pensando que eu estava num local que tinha mais de mil anos. Simplesmente isso... e quanta coisa aconteceu ali dentro desde então, a
Patio de la Juderia
quantas intempéries e guerras sobreviveu e quanto ainda sobreviverá...
Por isso é que a cidade de Córdoba ganhou título de Patrimônio Histórico da Humanidade pela Unesco.
Depois da visita, saímos e fomos caminhar na juderia (bairro judeu). Almoçamos num local chamado Patio de la Juderia, muito típico. 
Pedimos uma caña (nada mais é que uma cerveja, mas é o jeito de se pedir em Córdoba) e eu me aventurei no salmorejo cordobês que é tipo uma sopa fria. É bom... mas não é o tipo de comida que eu curto. Como é típico valeu para conhecer. Meu segundo prato foram berinjelas fritas com mel... não dei sorte porque apesar de deliciosas, tinha muita gordura. Enfim...
Em seguida andamos pelas ruelinhas lindas e fofas da juderia e saímos da cidade pelo portão principal. Voltamos às 17:00 para o ônibus e seguimos para Sevilha.


Praça da Cidade Histórica - Ponte Romana ao fundo

Moinho abandonado - Rio Gualdaquivir - cheio de gatos dormind

Ponte Romana

Família - ♥

Interior Catedral-Mesquita

Interior Catedral-Mesquita

Interior Catedral-Mesquita

Interior Catedral-Mesquita

Interior Catedral-Mesquita

Interior Catedral-Mesquita

Interior Catedral-Mesquita

Juderia

Juderia

Ruelas e laranjeiras
Rio Gualdaquivir e Ponte Romana


Moinho

Patinhos no Gualdaquivir



This post first appeared on Vida Nada Perene, please read the originial post: here

Subscribe to Vida Nada Perene

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×