Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Favoritos de verdade – Janeiro

Por favoritos, entendam: aquilo que nos fez felizes, que nos tirou da mesmice, que nos distraiu a cabeça durante estes tempos difíceis em que gostaríamos de estar rodeadas de pessoas e sair muito e não podemos… foi Gente ou foram coisinhas que tornaram nossa vida mais leve, ou mais fácil, ou mais prática. E aqui estão os favoritos do mês de Janeiro!

Comes e Bebes

Chás do Outback – O Outback vende chás pretos com sabor, nos sabores limão, pêssego e cranberry. Um dia pedimos no delivery 1L de cada sabor. Além da garrafinha ser uma graça e reutilizável – usamos para água, para outros sabores de chás – os chás são muito gostosos e fresquinhos. Bom pra quem quer beber algo gelado e refrescante, mas quer dar um tempo de bebidas alcoólicas. Eles são muito saborosos, a ponto de termos pedido mais de uma vez. Dicas: há garrafinhas de 500ml e de 1l, ambas ótimas para guardar água ou chá na geladeira.

Lanches do Dizzy – Dizzy é uma rede de lanches e pratos rápidos em São Paulo que descobrimos por acaso, apesar de ser uma das mais tradicionais, porque existe um restaurante deles perto de onde uma de nós moramos, na Vila Maria (bairro da zona norte de São Paulo). Depois que você pede o lanche de cebolas caramelizadas do Dizzy, você nunca mais consegue testar outro lanche. Maravilhoso demais! O lanche vem impecavelmente embalado e a maionese deles é de outro planeta.

Contas do Instagram

Tate – Depois que a pandemia começou e os museus precisaram fechar, quem não tinha uma conta no Instagram, agora passou a ter. Foi o caso do Tate Modern. O perfil do museu britânico tem publicado imagens artísticas – e Textos – que nos fazem de fato desligar um pouco da realidade. A beleza instiga os olhos e a alma. Não há uma ocasião sequer em que a gente encontre um post deles em nosso feed, sem que interrompamos tudo o que estamos fazendo para admirar a obra, como se estivéssemos presencialmente na frente dela. Minutos de leveza e nutrição. A arte nos transporta.

Debora Islas – Debora, uma das ilustradoras mais talentosas que conhecemos, com desenhos espalhados em várias publicações e um estilo muito particular, tem uma conta que nos faz sonhar, sem que ela faça nenhum esforço. Primeiro porque a decoração do seu apartamento é um charme à parte, e nos transporta para outras épocas, filmes e lugares (com destaque para a gata linda). E depois porque os destaques da sua conta são um show, especialmente o que se chama “Lá Fora”, onde ela registrou os mais variados insetos que rodeiam sua casa. É como ter acesso a uma coleção linda de curta metragens, gratuitamente.

Tecnologia

JBL Flip 5 – Essa caixinha é uma das coisas mais legais a que tivemos acesso! Na verdade foi um presente que uma de nós ganhou. A JBL Flip 5 é à prova d ‘água, portanto você pode pendurar tranquilamente em algum local do banheiro enquanto toma banho. Quem não gosta de tomar banho escutando música? Ela tem nos acompanhado a todos os lugares: exercícios, trabalhos, cozinha, rolês de carro. Está aí um investimento que vale a pena. Bluetooth com seu celular e pronto. E só escolher seu aplicativo de streaming preferido e mandar bala.

APPs

Medium – Medium é um investimento que vale muito a pena! Existem muitos textos por aí, mas o Medium tem a capacidade de reunir textos escritos por pessoas de várias profissões diferentes, o que dá ao texto uma credencial especial – autoridade – e fazem deles mais interessantes e POTENTES do que os que nós leríamos em uma revista, porque são profissionais falando das suas áreas, gente que manja do que está falando. Gente que tem algo a dizer, algo de especial pra compartilhar. Lemos os textos do Medium no aplicativo (e tem pra tablet, pra celular e desktop, Android e IOS) pela manhã ou durante os exercícios. Não tem um dia que um texto que a gente tenha lido no Medium não nos tenha feito parar para refletir antes de seguir com a vida. O aplicativo é muito user friendly, você consegue sublinhar os trechos que mais gostar (e ficam registrados), consegue salvar os textos que quiser ler depois ou seus favoritos e também compartilhar – tanto o texto inteiro, quanto só algum trecho dele. Você pode ler na língua que quiser. Pode ler em inglês, espanhol, francês e também em português. E além de tudo isso, pode escrever também, caso você também tenha algo a dizer .

Livro

Mulheres da minha alma – Isabel Allende – Livro que fizemos uma resenha aqui. O novo livro de memórias de Isabel Allende, destrincha o patriarcado e levanta o feminismo como a maior arma de uma sociedade que busca evolução e delicadeza. Livro bom é aquele que ao final, está todo sublinhado e marcado! Isabel identifica mulheres que admira e que observa. Seja porque façam um trabalho que lhe desperte admiração, seja porque em algum momento de sua própria vida elas foram “bruxas boas e importantes”, seja por pura influência e identificação. Entre elas, sua primeira agente literária. Sua mãe. Algumas escritoras essencialmente feministas. Ativistas, etc. Com um humor espontâneo e sofisticado, ri de si mesma enquanto se auto-analisa em frente a um espelho sincero e livre. Nos faz enxergar o tecido patriarcal com que o mundo está envolto, suas estruturas e, ao mesmo tempo que nos desanima com a crueza fulminante da realidade, também compartilha de sua própria esperança e de seu próprio otimismo, ao mostrar até onde chegamos e que, em vez de o copo estar meio vazio, ele está na verdade meio cheio.

Deixem um recado aqui embaixo se vocês gostam deste tipo de post! Quais foram as distrações favoritas de vocês este mês?

Filme

Um amor inesperado – para quem gosta de cinema latino e para as fãs de Ricardo Darín. O filme mostra a história de Marcos e Ana, casal 25 anos juntos, que entram em uma espécie de crise existencial depois que o único filho sai do país para estudar fora. O ninho vazio dá início a uma viagem de autoconhecimento, onde o ponto de partida é o questionamento do próprio casamento: nós estamos apaixonados? Pra saber mais sobre o filme, leia nossa resenha aqui. Destaque para atuação leve dos dois e a química que eles têm em cena. Um filme gostoso de assistir!

Série

Virgin River – a série especial da Netflix já tem duas temporadas no ar e acabou de ter a terceira renovada. A história é baseada no romance homônimo de Robyn Carr, dividido em dois livros (se a gente entendeu bem). Melinda, uma enfermeira de obstetrícia, se muda de Los Angeles para uma cidadezinha onde encontrou um emprego em um jornal – para tentar esquecer um passado doloroso. Quando ela resolve voltar à LA para enfrentar seus fantasmas do passado, percebe que fez mais laços com a nova vida e os novos amigos, do que tinha imaginado que faria. Uma série leve, com bons atores, texto divertido, interações interessantes, com seus toques de drama, humor, romance, disputas e muito suspense. Disponível na Netflix.



This post first appeared on Lady Busy Bee, please read the originial post: here

Share the post

Favoritos de verdade – Janeiro

×

Subscribe to Lady Busy Bee

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×