Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Reajuste de combustíveis pode custar mais R$ 21 para o consumidor

Reajuste de combustíveis pode custar mais R$ 21 para o consumidor

RIO – Com vendas em queda este ano, na esteira da crise econômica, distribuidoras e postos de combustíveis foram rápidos no gatilho nesta sexta-feira no repasse para o consumidor final do aumento do PIS/Cofins que incide sobre a gasolina, o álcool e o diesel. De acordo com a Agência Nacional do Petróleo (ANP), antes do aumento, o preço médio do litro da gasolina no Rio era de R$ 3,846. Após percorrer 12 postos, a reportagem do GLOBO apurou que a média dos preços ficou em R$ 4,11. Aplicados esses valores, o dono de um Ford Ka deve desembolsar quase R$ 14 a mais para encher o tanque, diferença que chega a R$ 21 para o dono de uma Toyota SW4.

LEIA MAIS: Carioca já paga em impostos mais da metade do preço da gasolina

VEJA TAMBÉM: Dicas sobre como dirigir gastando menos gasolina

Ao fim da manhã desta sexta-feira, dia no qual a nova tributação passou a vigorar, o litro da gasolina chegava a custar R$ 4,44 em um posto da Gávea, Zona Sul do Rio, um aumento de 7,25% sobre os R$ 4,14 cobrados na véspera. A Tijuca, Zona Norte, foi o bairro com maior reajuste nas bombas: 9,12%.

Veja também

Isso porque o decreto mais que dobra o PIS/Cofins incidente sobre a gasolina, de R$ 0,38 para R$ 0,79 por litro. O litro da gasolina deverá ficar R$ 0,41 mais caro nos postos. Já o diesel pode subir R$ 0,21 por litro, o que pode impactar, futuramente, no aumento de tarifas do transporte público.

No Rio, degundo cálculos feitos a pedido do GLOBO por um especialista da área de distribuição de combustíveis, a medida faz com que o carioca pague em impostos mais da metade do preço da gasolina. Se somados os 15,9% dos impostos federais (PIS, Cofins e Cide), com 35,1% de ICMS, a carga de impostos totais nos preços da gasolina chega a 51%.

Antes do aumento na alíquota definido pelo governo, o PIS/Cofins representava 11% do preço final do litro da gasolina. Somados aos 31% médios de ICMS, o consumidor já pagava 42% em impostos quando abastecia. No caso do diesel, antes da nova alíquota, do preço total, 9% se referiam ao PIS/Cofins. Somado o ICMS, a carga tributária final no diesel já chega a 26%.

Confira o impacto em reais no tanque por carros (consumo de gasolina na cidade calculado pelo Inmetro)


O Chevrolet Onix Joy, modelo 2017, pode apresentar problema em pneus, alerta fabricante – Divulgação

Chevrolet Onix

Consumo de gasolina na cidade: 12,9km/l

Capacidade do tanque: 54 litros

Gasto para encher o tanque com gasolina antes do aumento de impostos: R$ 221,94

Para quanto deve subir: R$ 236,20 (R$ 14,26 a mais)


Hyundai HB20 1.6: modelo fabricado em 2012 está entre os veículos convocados para recall – Jason Vogel / Agência O Globo

Hyundai HB20

Consumo de gasolina na cidade: 12,5 km/l

Capacidade do tanque: 50 litros

Gasto para encher o tanque com gasolina antes do aumento de impostos: R$ 205,50

Para quanto deve subir: R$ 218,70 (R$ 13,20 a mais)


Ford Ka: lingueta do cinto pode não encaixar corretamente no fecho, não oferecendo a proteção adequada aos passageiros – Divulgação

Ford Ka

Consumo de gasolina na cidade: 13,5 km/l

Capacidade do tanque: 52 litros

Gasto para encher o tanque com gasolina antes do aumento de impostos: R$ 213,72

Para quanto deve subir: R$ 226,85 (R$ 13,73 a mais)


Sandero Vibe – Rodolfo Buhrer

Renault Sandero

Consumo de gasolina na cidade: 14,2 km/l

Capacidade do tanque: 50 litros

Gasto para encher o tanque com gasolina antes do aumento de impostos: R$ 205,50

Para quanto deve subir: R$ 218,70 (R$ 13,20 a mais)


Novo Gol, da Volkswagen – Marcelo Spatafora/Revista Autoesporte

Volkswagen Gol

Consumo de gasolina na cidade: 13,1 km/l

Capacidade do tanque: 55 litros

Gasto para encher o tanque com gasolina antes do aumento de impostos: R$ 226,05

Para quanto deve subir: R$ 240,57 (R$ 14,52 a mais)


Corolla: 223.518 unidades do modelo terão que voltar às oficinas para troca do insuflador dos airbags – Divulgação

Toyota Corolla

Consumo de gasolina na cidade: 11,4 km/l

Capacidade do tanque: 60 litros

Gasto para encher o tanque com gasolina antes do aumento de impostos: R$ 246,60

Para quanto deve subir: R$ 262,44 (R$ 15,84 a mais)


Honda HR-V – Divulgação

Honda HR-V

Consumo de gasolina na cidade: 11 km/l

Capacidade do tanque: 51 litros

Gasto para encher o tanque com gasolina antes do aumento de impostos: R$ 209,61

Para quanto deve subir: R$ 223 (R$ 13,46 a mais)


Recall atinge todas as versões do Renegade, ano/modelos 2015 a 2017 – Divulgação

Jeep Renegade

Consumo de gasolina na cidade: 10,6 km/l

Capacidade do tanque: 60 litros

Gasto para encher o tanque com gasolina antes do aumento de impostos: R$ 246,60

Para quanto deve subir: R$ 262,44 (R$ 15,84 a mais)


Hyundai Creta – Karina Craveiro

Hyundai Creta

Consumo de gasolina na cidade: 10,4 km/l

Capacidade do tanque: 55 litros

Gasto para encher o tanque com gasolina antes do aumento de impostos: R$ 226,05

Para quanto deve subir: R$ 240,57 (R$ 14,52 a mais)

Toyota SW4

Consumo de gasolina na cidade: 7,1 km/l

Capacidade do tanque: 80 litros

Gasto para encher o tanque com gasolina antes do aumento de impostos: R$ 328,80

Para quanto deve subir: R$ 340 (R$ 21,12 a mais)

Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail.

TROCAR IMAGEM

Quase pronto…

Acesse sua caixa de e-mail e confirme sua inscrição para começar a receber nossa newsletter.

Ocorreu um erro.
Tente novamente mais tarde.
Email inválido. {{mensagemErro}}

OGlobo



This post first appeared on Blog Amazônia, please read the originial post: here

Share the post

Reajuste de combustíveis pode custar mais R$ 21 para o consumidor

×

Subscribe to Blog Amazônia

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×