Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Dicas Fantasy Premier League - Jornada 9

Vamos lá a mais uma. A Premier League regressa para um fim-de-semana de emoções fortes, depois de no último termos assistido a pontos conquistados nos últimos minutos, penalties falhados (ou defendidos), enfim, o habitual em Inglaterra. Pouco habitual foi o nível de paixão colocada em campo no Liverpool-Manchester United - Mourinho quis estancar o carrossel ofensivo dos reds de Klopp, e o resultado foi um jogo para adormecer.
    Desta vez, a jornada 9 divide-se apenas entre Sábado e Domingo, mas oito dos dez jogos disputam-se dia 22. Os red devils de José Mourinho voltam a marcar presença no jogo cabeça-de-cartaz da ronda (deslocação do United a Stamford Bridge, um regresso especial para Mou), novamente com estatuto de visitante. O City de Guardiola - líder com os mesmos pontos do Arsenal - quererá retomar o trilho das vitórias depois de empatar com o Everton e perder em Barcelona; o Arsenal só quer dar sequência ao momento, com Alexis Sánchez, Walcott e Özil em alto nível, e o Tottenham tem pela frente um desafio e pêras, uma vez que o Bournemouth de Eddie Howe está mais motivado do que nunca depois de golear (6-1) o Hull City.
    O West Ham tudo fará para subir mais alguns lugares na tabela - Payet volta ao local do crime, o ambiente caseiro no qual marcou um dos melhores golos da sua carreira ao Middlesbrough -, podendo em caso de vitória afundar ainda mais o "lanterna vermelha" Sunderland.
    Com 8 jornadas decorridas, Stekelenburg, Koscielny, Walcott e Diego Costa são os jogadores mais pontuados por posição, servindo a classificação geral para perceber a brutal importância de ter um meio-campo forte - entre os 12 jogadores com maior pontuação, 10 são médios no Fantasy.
    Na ronda passada, ninguém brilhou mais do que Junior Stanislas (21 pontos, decorrentes de 2 golos e duas assistências), que igualou o máximo individual de época 16/ 17 de Nacer Chadli. Daniels e Cook, também dos cherries, marcaram presença no 11 da jornada, com Joe Allen, Walcott, Austin e Holebas a terem um contributo determinante nos jogos das suas equipas. Entre os postes, Stekelenburg conseguiu uns espectaculares 17 pontos - o guardião do Everton defendeu duas grandes penalidades, uma de De Bruyne e a outra de Agüero.
(Podem-se juntar à Liga Barba Por Fazer: Código - 2518758-588128)


As nossas apostas para a 9.ª jornada são:

Mesut Özil - Arsenal - 9.5
    Não nos enganemos: Alexis Sánchez e Theo Walcott continuam a ser os principais jogadores do Arsenal a ter no Fantasy. A confirmar isso mesmo está o facto de ambos integrarem o actual pódio de jogadores mais pontuados. É praticamente criminoso não ter 1 deles neste momento, e alguns serão os utilizadores com ambos.
    Özil surge, assim, como um diferencial. O alemão, que terminou 15/ 16 com 6 golos e 19 assistências, ainda não fez qualquer passe para golo (a sua média de 2,6 oportunidades claras de golo criadas não se afasta muito dos números dos líderes Payet, Tadic, Willian, De Bruyne e Silva) nesta Premier League, mas já leva três golos marcados. Três foram também os golos que marcou esta quarta-feira diante do Ludogorets na Champions.
    O estado de graça do Arsenal deve durar mais duas semanas (Middlesbrough em casa, e Sunderland fora) antes de surgirem no caminho dos gunners 2 jogos de peso contra Tottenham e Manchester United. Para Wenger neste momento não há que inventar, e o tridente Alexis, Walcott e Özil tem lugar cativo mediante os desempenhos recentes. A utilização de Sánchez como falso 9 tem modificado as dinâmicas da equipa, proporcionando a Özil menos situações de último passe, mas prevemos tarde inspirada para os londrinos quando o Middlesbrough visitar o Emirates às 15 horas de Sábado.


Joe Allen - Stoke City - 4.9
    Há quem lhe chame o Pirlo galês. Há quem diga que é Jesus a correr pelo Britannia. Mas é Joseph Michael Allen. Joe Allen, para os amigos.
    O pequeno médio-centro que passou pelo Swansea e pelo Liverpool, demonstrando neste Euro-2016 como só ele e Ashley Williams se aproximam do nível de Bale e Ramsey em Gales, está-se a tornar dono e senhor do Stoke City.
    Quando os potters resgataram Allen ao Liverpool, imaginávamos que a equipa rapidamente passasse a funcionar de acordo com a sua batuta. No entanto, não era expectável que um jogador avaliado em 4.9 conseguisse 4 golos em 3 jogos (sequência de 11-8-16 em termos de pontos).
    Com Capoue a voltar ao seu estado normal, e elementos como Arnautovic ou Shaqiri pouco entusiasmantes e regulares, Joe Allen começa a emergir como uma opção interessante para 5.º médio. Enquanto esperamos que Wilfried Bony renasça, Allen tem as próximas 6 jornadas (bom calendário) para continuar a evidenciar o bom momento de forma recente.


Gylfi Sigurdsson - Swansea - 7.2
    Acreditem: novo treinador significa, normalmente, vida nova para qualquer plantel e motivação extra para quem vinha a perder gás. O islandês Sigurdsson, indiscutivelmente a figura-maior do Swansea, subiu bastante de rendimento quando Guidolin assumiu a equipa na temporada passada, e logo no 1.º jogo de Bob Bradley, mostrou ao norte-americano em pleno Emirates que está pronto para comandar a equipa a partir da frente.
    Depois de actuar como falso 9 em casa do Arsenal, supomos que Gylfi regresse à casa de partida, actuando nas costas de Borja ou Llorente (este último, se em condições).
    O esquema táctico do Watford pode ser um desafio e tanto para os swans, mas a vontade de mostrar trabalho no primeiro jogo do novo técnico em casa pode equilibrar os pratos da balança. Uma coisa é praticamente certa: a maioria dos lances de perigo do Swansea vão passar pelos pés deste homem.


Nathaniel Clyne - Liverpool - 5.5
    Quando Jürgen Klopp visitou cheio de humor e amigavelmente (há outra maneira, com ele?) o Monday Night Football da Sky Sports, uma das análises estatísticas que saltou à vista foi o elevadíssimo envolvimento dos laterais (Clyne e Milner, actualmente) no processo ofensivo deste Liverpool, comparativamente com jogadores das mesmas posições nos rivais.
    É certo que quando verificamos os pontos de James Milner saltam à vista os golos (penalties), mas a tendência deste Liverpool será de começar a garantir clean sheets com alguma regularidade, o que pode jogar mais a favor de Clyne do que qualquer outro defesa.
    Com Karius (boa opção para a baliza, dado o seu preço) envolvido no nosso raciocínio, o calendário tranquilo do Liverpool - os grandes jogos já passaram, e os reds estão 100% focados no campeonato - e a boa preparação da equipa para cada fim-de-semana pode ajudar a que o acto isolado contra o United (0 golos sofridos) comece a acontecer com frequência. E se por um lado achamos que aquele crónico e único golo sofrido irritante pode começar a desaparecer, as assistências de Clyne podem começar a aparecer em breve.


Dimitri Payet - West Ham - 9.4

    De volta ao estádio no qual destruiu meia equipa do Middlesbrough.
    Ninguém tem dúvidas de que, mesmo com bons reforços e um arranque incrível de Antonio em termos de números, este West Ham é praticamente uma one-man-team e esse homem é Dimitri Payet.
    Avaliado em 9.4, o francês - vilão sem maldade na final do Euro - está bem fisicamente, determinado em colocar a equipa no patamar a que pertence, nem que para isso tenha que ultrapassar todos os adversários um por um.
    Uma deslocação do Sunderland ao estádio Olímpico de Londres parece ser nesta fase a presa perfeita para que os hammers continuem a sua recuperação. Moyes tudo fará para "prender" Payet, mas é nele que se espera que comece a resposta personalizada da equipa de Bilic. Caso o treinador croata mantenha o 3-5-2 (jogaram Antonio e Cresswell como alas), Antonio volta a recuar em termos de potencial de pontos, numa estrutura que beneficia sobretudo Payet e Lanzini.



Outras Opções:
- Guarda-Redes: Na baliza, emergem alguns nomes como opções mais seguras. O alemão Loris Karius (4.9) parece ter agarrado o lugar e recebe um WBA que promete ser um osso duro de roer, embora raramente marque mais do que 1 golo. No jogo que nos parece poder ser mais desequilibrado, o Arsenal terá em Petr Cech (5.5) um porto seguro. O checo descansou durante a semana, vendo Ospina na baliza dos gunners diante do Ludogorets, e tudo fará para manter o Middlesbrough a zeros.
    Adrián (5.0) recebe o último classificado, Stekelenburg, Fabianski e Schmeichel não são opções de todo descabidas, e no Bournemouth-Tottenham serão determinantes os desempenhos de Boruc e Lloris.
    Altas expectativas, claro, para Courtois e De Gea no jogo grande da jornada.

- Defesas: Na defesa, junta-se ao já mencionado Nathaniel Clyne, outro lateral-direito - Héctor Bellerín (6.5). A locomotiva espanhola do Arsenal continua, em conjunto com Alderweireld, a ser o defesa mais caro deste universo Fantasy, mas pela forma como incorpora o ataque, verificar que leva duas assistências até parece pouco.
    A pouca chama do Burnley - pior ataque do campeonato, a par do Sunderland, com 6 golos marcados - faz entrar neste raciocínio um terceiro lateral-direito com sistemática e significativa propensão ofensiva. Falamos de Seamus Coleman (5.5). O jogador irlandês promete dar muito trabalho à equipa adversária, embora o Burnley-Everton até aparente ser o típico jogo em que Ashley Williams pode ser um íman de pontos e Bónus.
     Entre defesas, a suspensão do regressado Cresswell faz-nos virar para Winston Reid (5.0) na defesa do West Ham, Kyle Walker (6.0) foi poupado diante do Leverkusen, e parece um escolha interessante, embora vá defrontar um Bournemouth motivadíssimo que marcou 6 golos há uma semana, e veremos como se comportam as linhas defensivas do Leicester e do Swansea com avançados do outro lado que prometem dar muito trabalho.
   
- Médios: Entre médios e extremos, falámos de Özil mas o momento diz que Alexis Sánchez (11.3) e Theo Walcott (7.9) são os jogadores a ter em consideração. Um jogo caseiro diante do Middlesbrough, a dinâmica ofensiva actual do Arsenal e os números regulares de ambos ultimamente fazem destes 2 craques uma dor de cabeça não só para o Middlesbrough mas também para quem não os tiver no Fantasy.
    Como sempre, continuamos sem certezas na lotaria que é identificar o médio do Liverpool com mais potencial - nesta jornada específica, o feeling está com Roberto Firmino (8.5), embora Mané seja apetecível jornada após jornada. Falámos de Sigurdsson, Joe Allen e, claro, de Dimitri Payet, mas a estes poderíamos juntar Riyad Mahrez (9.2), agora senhor de noites europeias, Snodgrass, Chadli, Antonio e caso o Tottenham tenha sucesso na sua visita ao Dean Court, provavelmente esse sucesso passará pelo sul-coreano Son Heung-Min (7.7).
    Por fim, as estatísticas dizem que o City está obrigado a conter Dusan Tadic, enquanto que nos citizens De Bruyne e Sterling são as principais armas de Guardiola, juntamente com Agüero, para voltar aos bons resultados.

- Avançados: Na frente, mesmo depois de ter sido suplente e ter entrado para dar pontos negativos a dobrar para quem o colocou a capitão, Kun Agüero (13.0) permanece como opção número 1. O registo defensivo recente do Southampton impressiona - apenas 1 golo sofrido nos últimos 4 jogos da Premier League - mas o City há-de estar sedento de corrigir o seu rumo e apagar a má imagem dos últimos jogos. Se houver vendaval ofensivo, nem van Dijk valerá aos saints.
    Para além de Agüero, Romelu Lukaku (9.5) leva ligeira vantagem sobre Diego Costa (10.2) quando tidos em linha de conta os adversários. O belga marcou 6 golos nos últimos 5 jogos, enquanto que Costa em 8 jornadas, só por duas vezes não fez o gosto ao pé.
    Islam Slimani (8.5), Deeney e quiçá Callum Wilson e Benteke fecham o lote de jogadores para os quais temos algumas expectativas ou curiosidade de acompanhar. E atenção: com um City tremido, Charlie Austin pode continuar o bom momento.



------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

11 (3-5-2): Karius; Clyne, Coleman, Bellerín; Sánchez, Walcott, Allen, Sigurdsson, Payet; Agüero, Lukaku

Atenção a (Clássico; Diferencial):
Bournemouth v Tottenham - Son Heung-Min; Callum Wilson
Arsenal v Middlesbrough - Alexis Sánchez; Theo Walcott
Burnley v Everton - Romelu Lukaku; Seamus Coleman
Hull City v Stoke - Joe Allen; Robert Snodgrass
Leicester City v Crystal Palace - Riyad Mahrez; Jamie Vardy
Swansea v Watford - Troy Deeney; Gylfi Sigurdsson
West Ham v Sunderland - Dimitri Payet; Winston Reid
Liverpool v West Brom - Roberto Firmino; Nathaniel Clyne
Manchester City v Southampton - Kun Agüero; Kevin De Bruyne
Chelsea v Manchester United - Diego Costa; Zlatan Ibrahimovic



This post first appeared on Barba Por Fazer, please read the originial post: here

Share the post

Dicas Fantasy Premier League - Jornada 9

×

Subscribe to Barba Por Fazer

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×