Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Uma Amarok com 700 mil km rodados na Alemanha e não foi a primeira

vw-amarok-bild Uma Amarok com 700 mil km rodados na Alemanha e não foi a primeira

Hans Renger tem um trabalho árduo na Alemanha. Morador de Wassertrüdingen, sua profissão é transportador de veículos, de acordo com a revista alemã Auto Bild. Mas nada de caminhão-cegonha ou plataforma, ele utiliza apenas um reboque simples para levar os carros. E não é qualquer automóvel que ele reboca de um canto a outro do país, mas carros clássicos e esportivos de alta performance.

Para rebocar esses carros de coleção, Renger comprou uma Volkswagen Amarok Canyon em 2014. Ela foi a segunda picape da VW que comprou, pois já havia adquirido uma anteriormente. O veículo atual tem uma peculiaridade, já conta com mais de 700 mil km rodados. Por conta das longas distâncias percorridas diariamente, em torno de 500 km, Hans acumula uma longa quilometragem mensalmente e apenas dois anos e meio após a compra, a picape já acumulava 580 mil km!

vw-amarok-bild-b Uma Amarok com 700 mil km rodados na Alemanha e não foi a primeira

No entanto, Renger poderia ter quebrado o recorde de quilômetros rodados com a Amarok bem antes. O primeiro exemplar, no entanto, não cumpriu totalmente com sua missão. Aos 295 mil km, o motor EA189 2.0 TDI simplesmente “abriu o bico”. Cuidadoso, Renger colocou um novo motor e este permaneceu com a primeira picape até esta completar 750 mil km, quando também quebrou! Aí ele vendeu o veículo e comprou um novo exemplar.

Ou seja, se não fosse pelas quebras, Renger teria conseguido ultrapassar a marca de um milhão de km rodados há bastante tempo. Mas, pelos números da segunda, provavelmente ele estaria hoje se preparando para comemorar dois milhões de km rodados. No entanto, poderíamos pensar que ele fez algo errado para que a primeira não durasse tanto, não é mesmo? Porém, Hans Renger é extremamente cuidadoso com sua Amarok Canyon.

vw-amarok-bild-d Uma Amarok com 700 mil km rodados na Alemanha e não foi a primeira

A receita dele para andar tanto sem ficar na estrada é o uso constante de controle de cruzeiro e manutenção sempre em dia. Renger não roda além de 100 km/h e não força o veículo em situações desnecessárias. Além disso, o alemão sempre anda prevenido e nunca passa de 2.000 km acima do momento de trocar o óleo do motor, mas isso não ocorre a cada 20.000 km não. Hans é muito econômico e sabendo usar a picape, ele consegue realiza a troca uma vez a cada seis meses, o que significa rodar 100 mil km com o mesmo óleo!

Nas mãos desse alemão, a Volkswagen Amarok 2014 teve um jogo de pneus trocado apenas depois de 245 mil km! Já o filtro de partículas, que é caro, ele troca a cada 200 mil km. Nos quase 700 mil percorridos, ele trocou os discos de freio apenas duas vezes. De manutenção corretiva, Renger apenas menciona uma avaria no câmbio automático aos 371 mil km, que foi trocado na garantia. Fora isso, ele relata que o veículo dificilmente quebra, sendo a manutenção apenas para substituição de componentes desgastados naturalmente.

vw-amarok-bild-c Uma Amarok com 700 mil km rodados na Alemanha e não foi a primeira

No geral, a Amarok de Renger está inteira e apenas alguns itens denotam a alta quilometragem, como a exposição excessiva ao sol e o uso no caso dos bancos em couro. Hans nunca enche o tanque, exceto se o diesel for barato no posto. Caso contrário, ele sempre roda com uma quantidade mínima, o que reduz também o peso, lembrando que ele ainda reboca outro veículo com a base rodante.

Ele relata um consumo médio de pouco mais de 11 km/litro e ao volante, sempre antecipa as ações, reduzindo assim consumo e desgaste de peças. Sem não houver problemas, provavelmente o alemão alcançará finalmente um milhão de km, e isso não deve demorar. Por ora, ele se contenta em ter dado teoricamente mais de 16 voltas em torno da Terra.

Volkswagen Amarok Canyon 2014 – Galeria de fotos

volkswagen-amarok-canyon-8 Uma Amarok com 700 mil km rodados na Alemanha e não foi a primeiravolkswagen-amarok-canyon-7 Uma Amarok com 700 mil km rodados na Alemanha e não foi a primeiravolkswagen-amarok-canyon-6 Uma Amarok com 700 mil km rodados na Alemanha e não foi a primeiravolkswagen-amarok-canyon-5 Uma Amarok com 700 mil km rodados na Alemanha e não foi a primeiravolkswagen-amarok-canyon-4 Uma Amarok com 700 mil km rodados na Alemanha e não foi a primeiravolkswagen-amarok-canyon-3 Uma Amarok com 700 mil km rodados na Alemanha e não foi a primeiravolkswagen-amarok-canyon-2 Uma Amarok com 700 mil km rodados na Alemanha e não foi a primeiraVolkswagen-Amarok-Canyon Uma Amarok com 700 mil km rodados na Alemanha e não foi a primeiravolkswagen-amarok-canyon-1 Uma Amarok com 700 mil km rodados na Alemanha e não foi a primeiraVolkswagen-Amarok-Canyon-2 Uma Amarok com 700 mil km rodados na Alemanha e não foi a primeiraVolkswagen-Amarok-Canyon-3 Uma Amarok com 700 mil km rodados na Alemanha e não foi a primeiravw-amarok-canyon-4 Uma Amarok com 700 mil km rodados na Alemanha e não foi a primeira

[Fonte: Auto Bild]

© Noticias Automotivas. A notícia Uma Amarok com 700 mil km rodados na Alemanha e não foi a primeira é um conteúdo original do site Notícias Automotivas.



This post first appeared on Notícias Automotivas - Noticias De Carros, please read the originial post: here

Share the post

Uma Amarok com 700 mil km rodados na Alemanha e não foi a primeira

×

Subscribe to Notícias Automotivas - Noticias De Carros

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×