Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

EDITORIAL DE "O GLOBO" - A prisão depois da segunda instância é o embate decisivo contra o velho patrimonialismo brasileiro.


“A prisão depois da segunda instância é o embate decisivo contra o velho patrimonialismo brasileiro”:

Resista, Cármen Lúcia.

É o que pede O Globo, em editorial:

“A condenação de Lula, em Porto Alegre, é o ponto mais alto de uma curva de fortalecimento das instituições republicanas, que começa a subir em 2010, na aprovação da Lei da Ficha pelo Congresso. Chega ao Supremo em 2012, no início do julgamento dos mensaleiros, segue rumo a 2014, quando vários foram condenados, e atinge hoje o píncaro, com a condenação a 12 anos de prisão, por corrupção e lavagem de dinheiro, de um ex-presidente da República. A característica comum a cada um desses momentos é envolver assunto contra os interesses de poderosos na política.

Condenado Lula, com a possibilidade real de ele começar a cumprir a pena de prisão por 12 anos e um mês, deflagra-se o que já aconteceu em outros momentos semelhantes: toda vez que poderosos são ameaçados por algum dispositivo legal, movem-se forças para, também por ações legais, atenuar o cerco das instituições ao criminoso de colarinho branco (…).

A condenação de Lula reaviva os interesses de, por meio de julgamento no Supremo, mudar o entendimento da própria Corte de que sentença pode começar a ser cumprida na confirmação do veredicto em segunda instância, situação de Lula.

A presidente do Supremo, ministra Cármen Lúcia, pautaria o assunto. Que a possibilidade de penas começarem a ser cumpridas depois da segunda instância seja mantida. Para que o Estado não perca terreno neste embate decisivo contra o velho patrimonialismo brasileiro, que, como se vê, é praticado também pela esquerda. Trata-se de algo vital para a regeneração da democracia representativa.”

The post “A prisão depois da segunda instância é o embate decisivo contra o velho patrimonialismo brasileiro” appeared first on O Antagonista.



This post first appeared on Ataque Aberto, please read the originial post: here

Share the post

EDITORIAL DE "O GLOBO" - A prisão depois da segunda instância é o embate decisivo contra o velho patrimonialismo brasileiro.

×

Subscribe to Ataque Aberto

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×