Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

VAI SER CHAMADO POR RAQUEL DODGE, LEVAR MIJADA E PERDER EMPREGO - Dallagnol: “Temer está conseguindo uma saída para todo mundo”


Dallagnol: “Temer está conseguindo uma saída para todo mundo”

Deltan Dallagnol, em entrevista à CBN, afirmou que é preciso analisar o decreto do Indulto natalino dentro “do contexto da realidade”.

“A grande verdade é que o presidente [Michel] Temer foi acusado por corrupção, a grande verdade é que as pessoas ao redor do presidente Temer foram acusadas ou estão presas por corrupção, como Romero Jucá, Geddel Vieira Lima, Henrique Eduardo Alves, Moreira Franco, Eliseu Padilha, Rocha Louras, todas pessoas muito próximas ao presidente Temer, todos na berlinda.”

O procurador continuou:

“A grande verdade é que grandes líderes partidários estão na mesma berlinda e que as investigações estão em expansão e que o que ele [Michel Temer] está conseguindo é uma saída para todo mundo.”

The post Dallagnol: “Temer está conseguindo uma saída para todo mundo” appeared first on O Antagonista.

SÃO PAULO - O procurador da República Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Operação Lava-Jato, usou sua conta no Twitter para criticar o indulto natalino — que facilita o perdão total da pena a condenados por crimes cometidos sem violência ou ameaça, como corrupção e lavagem de dinheiro — concedido pelo presidente Michel Temer e publicado no Diário Oficial nesta sexta-feira. Em mais de uma dezena de posts na rede social, Dallagnol atacou a iniciativa que chamou de "feirão de natal para corruptos".

O procurador citou como exemplo de possíveis beneficiados pelo decreto presidencial o ex-deputado federal Luiz Argôlo, condenado em novembro de 2015 a 11 anos e 11 meses de cadeia em regime fechado e preso no Complexo Médico Penal (CMP), em Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba. Há um ano, Argôlo teve a pena ampliada para 12 anos e 8 meses pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

Na norma anterior do indulto, só poderiam ser beneficiados os sentenciados a no máximo 12 anos que tivessem cumprido um quarto da pena, se não reincidentes. Agora, o tempo de cumprimento diminuiu para um quinto, independentemente do total da punição estabelecida na condenação.

No Twitter, Dallagnol ironizou a possibilidade de Argôlo ser beneficiado e disse que o ex-parlamentar "agradece a Temer o indulto de Natal" e "já pode sair da cadeia". "Se você acha que é piada ou notícia do Sensacionalista, é só o começo se não escolher bem deputados e senadores em 2018", completou.

Em outro post, o procurador da Lava-Jato comparou Temer ao ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes (STF), criticado por decisões como a que concedeu liberdade ao ex-governador do Rio, Antony Garotinho.

"Dupla dinâmica. O que Gilmar faz com as prisões preventivas, Temer faz com as prisões definitivas”, escreveu, atribuindo a frase ao colega Carlos Fernando Lima, também procurador da Lava-Jato.

Editado anualmente, o novo decreto presidencial de indulto natalino também beneficia o bolso de condenados que, além da pena de prisão, têm que pagar multas. O texto prevê que o indulto tem efeito sobre as sanções pecuniárias, contrariando uma definição expressa da norma anterior, publicada em 2016, segundo a qual a pena de multa aplicada "não é alcançada pelo indulto". O benefício é voltado a sentenciados que cumprem a pena em regime aberto ou estejam em livramento condicional.

Dallagnol lembrou que houve pressão do órgão que assessora o governo na elaboração do documento para incluir expressamente a corrupção no rol de crimes não passíveis de indulto, sugestão que não foi atendida.

"O próprio Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária, que assessora o MJ nesse assunto, foi contra o indulto a corruptos", disse. O procurador lembrou que havia feito outro post no dia 17 de novembro, em sua conta no Facebook, comentando o resultado expressivo de 20 votos contra 3, vedando o perdão para crimes de corrupção. "O pior surdo é o que não quer ouvir", criticou, se dirigindo ao presidente Temer e ao ministro da Justiça, Torquato Jardim, que também assina o decreto.

A Lava-Jato e seus desdobramentos já resultaram nas prisões de quatro ex-deputados: André Vargas, Luiz Argôlo, Eduardo Cunha e Henrique Eduardo Alves. Após perderem seus mandatos, eles foram condenados por juízes de primeira instância.

Leia mais: https://oglobo.globo.com/brasil/indulto-natalino-feirao-de-natal-para-corruptos-diz-dallagnol-22224536#ixzz527sItiY7 
stest 


This post first appeared on Ataque Aberto, please read the originial post: here

Share the post

VAI SER CHAMADO POR RAQUEL DODGE, LEVAR MIJADA E PERDER EMPREGO - Dallagnol: “Temer está conseguindo uma saída para todo mundo”

×

Subscribe to Ataque Aberto

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×