Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Reino Unido – polícia interroga uma mãe por tuítes críticos a cirurgia de mudança de sexo



Instituto Cristão, 03 de abril de 2018. 



Uma mãe de quatro filhos foi interrogada em casa pela polícia por referir-se à cirurgia trans “masculina para feminina” como castração no Twitter. 

Kellie-Jay Keen-Minshull foi denunciada à polícia em julho de 2017 por Susie Green, a CEO da Mermaids, que levou seu filho para a Tailândia para fazer a cirurgia. 

No entanto, a polícia de West Yorkshire só entrou em ação em fevereiro [deste ano] após passar pelo treinamento da organização de Green. 

Abusivo

Em julho do ano passado, a mãe criticou uma campanha pró-trans da Magnum Ice Cream, que doou todos os lucros de uma loja pop-up em um evento LGBT em Londres para Mermaids UK. 

No perfil do Twitter da companhia, ela disse: “Caro @MagnumIceCream, você sabe que o CEO da Mermaids levou o seu filho para a Tailândia aos 16 anos para ser castrado, certo? Expor isso as crianças é abuso”. 

O tuíte foi um dos oito relatados à polícia de West Yorkshire por Green.

A lei do Reino Unido limita a cirurgia de mudança de sexo para maiores de 18 anos, e assim, em seu aniversário de 16 anos, Susie Green levou o seu filho para a grande cirurgia no exterior. 

Treinamento policial. 

Keen-Minshull acha ridículo que ela esteja sendo investigada pela polícia, dizendo: “Eu não faço parte de um grupo de gangues ou pedófilos, não magoei ninguém nem abusei de ninguém. Eu sou uma mulher com uma opinião”. 

A polícia de West Yorkshire passou por uma sessão de treinamento liderada pela Mermaids em janeiro deste ano sobre o transgenderismo. 

Então eles informaram Keen-Minshull sobre a queixa e disseram que se ela se recusasse a ser interrogada, seria presa. 

Seu caso foi encaminhado ao Serviço de Promotoria da Coroa, que ainda não determinou se seguirão as acusações contra ela. 

A verdade. 

Keen-Minshull disse: “Eu não vou me prostrar diante de uma ideologia que exige que eu não possa falar a verdade. Eu não serei obrigada a dizer que um homem é uma mulher, ou que crianças esterilizadas estão bem”. 

Mais tarde, ela acrescentou: “No que diz respeito à ideologia transgênero, acredito que seja uma submissão completa. Até aqueles que levantam questões sobre isso são silenciados com ameaças e acusações de fanatismo”. 

Todos temos a capacidade de ofender e se sentir ofendidos. Temos que decidir se queremos tornar isso um crime'”.


Artigos recomendados: 
  • "Lei da Palmada" escocesa poderá influenciar medidas semelhantes sobre todo o Reino Unido?
  • O Reino Unido pagará US $ 1,3 milhão para financiar abortos e contracepção ao redor do mundo
  • Reino Unido - uma trabalhadora cristã perdeu um apelo sobre liberdade de expressão para uma colega muçulmana sobre questões de fé
  • Reino Unido – a crianças menores de 11 anos estão sendo oferecidos tratamentos hormonais para mudança de gênero
  • As novas e horríveis drogas sintéticas que provocam sangramento nos olhos e nos ouvidos

Fonte:http://www.christian.org.uk/news/police-interrogate-mum-four-tweets-critical-trans-teen-surgery/ 


This post first appeared on Correio Paulista, please read the originial post: here

Share the post

Reino Unido – polícia interroga uma mãe por tuítes críticos a cirurgia de mudança de sexo

×

Subscribe to Correio Paulista

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×