Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Tarde de Campo em Áurea trata das culturas do pêssego, morango e figo


Orientações técnicas para implantação de pomares, manejo e ações de controle doenças e pragas e solo foram tratadas em Tarde de Campo em Fruticultura, realizada em Áurea, na última quinta-feira (25/08), visando qualificar a atividade para maior rendimento e produção com qualidade. O tema sucessão familiar também fez parte de uma das estações. A atividade reuniu produtores beneficiários da Chamada Pública Sustentabilidade executada pela Emater/RS-Ascar. 

As orientações foram repassadas por técnicos da Emater/RS-Ascar com foco no cultivo das culturas de morango, pêssego e figo produzidos na propriedade da família de Moacir Pietczak e Josiana Czichacheski, localizada na linha Lajeado Leão, que sediou o evento. Os técnicos destacaram que a fruticultura é uma alternativa rentável para a agricultura familiar.

O assistente técnico regional em Sistemas de Produção Vegetal da Emater/RS-Ascar de Erechim, agrônomo Paulo Trierveiler, e o técnico Samuel Sperandio repassaram orientações sobre o cultivo de morango em substrato. Na estação, eles destacaram as vantagens deste sistema de cultivo em comparação com o cultivo no solo, como melhor sanidade do fruto, melhor aproveitamento da área e facilidade na colheita. No local, também foram repassadas orientações sobre a Drosophila Suzuki, um mosquinha que pode atacar a produção, principalmente na fase em que o fruto está quase maduro. Os técnicos orientaram ainda como fazer armadilhas para atrair estas moscas de forma mais ecológica.

Em outra estação, o técnico Ernani Schneider falou sobre o manejo do figo. Entre as recomendações estão análise de solo, procedimentos com mudas e poda adequada. ?O figo é uma cultura que precisa de umidade, mas não em excesso, e pode ser cultivado em sistema de irrigação por gotejamento?, aconselhou. Também destacou o uso de caldas bordalesa no controle de insetos como forma mais sustentável. 

O técnico Leandro Kubiak orientou sobre os cuidados e condução do pomar de pêssego. Segundo ele, o primeiro passo para a implantação é a análise e, se necessário, a correção do solo. Outro fator observado é o espaçamento entre as plantas. ?Podem ser usadas de 400 a 800 plantas por hectare, dependendo do formato do pomar?. Kubiak também chamou atenção para a qualidade das mudas. ?As doenças e pragas se proliferam com rapidez?, observa, ao ressaltar que ?o tratamento de inverno elimina muito dos fungos?.

A extensionista técnica regional Social, Fernanda Tacca Angone, abordou temas como família, renda, lazer e a influência dos pais na permanência dos jovens no campo. Fernanda chamou atenção para a valorização do trabalho dos jovens na propriedade, acesso à tecnologia e políticas públicas, como o Pronaf Jovem. ?O jovem deve ser estimulado para uma decisão consciente?. Ela destacou o diálogo, renda e autonomia como fatores que podem influenciar na permanência do jovem no campo. ?As decisões devem ser tomadas em conjunto, para a gestão da propriedade?. Fernanda também expôs o Programa Estadual Gestão Sustentável, que vem sendo executado pela Emater/RS-Ascar. 

O casal anfitrião Moacir Pietzak, e a esposa Joseana Czichacheski relatou sua experiência nas atividades da propriedade e a opção de permanecer no campo. Moacir observou que já buscou emprego fora do município de Áurea, mas decidiu retornar. Também citaram a importância de uso de tecnologia, como a internet. ?Usamos computador para pesquisa e para expedir nota eletrônica do produtor?. Quanto ao lazer, eles dizem que optaram por viagens. 

As atividades da Tarde de Campo foram acompanhadas pela equipe do Escritório Municipal de Áurea, Ligia Wencelewski e Junior Tomazzoni e pela extensionista Laura Glaner, do Escritório Municipal de Carlos Gomes.

Abertura ? A Tarde de Campo em Fruticultura foi aberta pelo gerente regional da Emater/RS-Ascar de Erechim, Nilton Cipriano Dutra de Souza, e pelo secretário municipal de Agricultura Hermes Mustifaga. Nilton destacou a importância da fruticultura para a agricultura familiar e também observou que muitas propriedades da região do Alto Uruguai têm na fruticultura a principal atividade econômica. Nilton acompanhou o evento e agradeceu a parceria com a prefeitura e com a família que sediou a atividade. O secretário da Agricultura também agradeceu a parceria com a Emater/RS-Ascar e os produtores. ?É muito importante o conhecimento repassado?. 

Fonte: Emater - RS


This post first appeared on Blog Do Ibraf, please read the originial post: here

Share the post

Tarde de Campo em Áurea trata das culturas do pêssego, morango e figo

×

Subscribe to Blog Do Ibraf

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×