Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Variegada ou não variegada, eis a questão...

Este texto é consequência de uma das muitas tarefas que tenho a meu cargo no jardim produtivo do Cantinho das Aromáticas.

Remover constantemente os rebentos verdes do pelargónio 'Lady Plymouth', de forma a perpetuar a sua variegação quimérica!
 
Variegada ou não variegada, eis a questão... é necessária uma enorme disciplina para que o seja! Vamos aprender porquê?!
 
As Plantas de folhagem variegada são muito apreciadas, pela invulgaridade das suas cores, o que lhes pode conferir grande interesse ornamental.
 
A variegação ocorre habitualmente Nas Folhas e por vezes nos caules das plantas, verificando-se a presença de áreas com duas ou mais cores. 
 
Várias espécies de plantas aromáticas, como salvas, hortelãs e tomilhos, apresentam variegação foliar, o que permitiu o seu registo internacional, como variedades distintas.
 
Quanto ao tipo de variegação, esta pode ser:
 
Variegação quimérica
A falta de clorofila nalguns tecidos provoca variegação, com zonas esbranquiçadas ou amareladas nas folhas, em contraste com o normal tecido verde.
 
A grande maioria das plantas variegadas resulta da variegação quimérica. Este tipo de variegação pode encontrar-se aleatoriamente espalhado sobre a planta ou pode surgir de forma simétrica e consistente.
 
Nalgumas espécies esta variegação é bastante estável, mas em tantas outras parece travar-se uma batalha interna, em que a forma verde está constantemente a lutar para prevalecer sobre a variegada. 
 
É por isso frequente em muitos jardins, cuidados pelos mais distraídos, que em pouco tempo plantas variegadas se transformem em… plantas verdes! Para evitar que isto aconteça, os rebentos verdes, mais vigorosos, tem que ser cortados regularmente.

Variação devida a efeitos de reflexão
Acontece com frequência em plantas que tem uma camada de ar logo abaixo da epiderme, ou plantas que possuem pêlos nas folhas, o que poderá resultar numa aparência de coloração distinta.
 
Variegação causada por outros pigmentos
A presença de certos pigmentos nas folhas, como as antocianinas, conferem um aspeto avermelhado às plantas. Estas variegações são permanentes nas plantas onde ocorrem, embora possam variar dentro da mesma população.
 
Variegação viral
Certas infecções virais são responsáveis pela variegação de algumas plantas. Conseguem viver com o vírus, que lhes confere interesse ornamental. São as que ocorrem com menor frequência.
 
Agora que sabe um pouco mais sobre variegação, que plantas variegadas é que cultiva lá em casa?
 

 


This post first appeared on Plantas Aromáticas, Medicinais E Condimentares, please read the originial post: here

Share the post

Variegada ou não variegada, eis a questão...

×

Subscribe to Plantas Aromáticas, Medicinais E Condimentares

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×