Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Biocombustíveis vantagens e desvantagens

Há alguns anos, os biocombustíveis eram considerados como a solução para o aquecimento global. Atualmente, há quem diga que não são a solução, mas sim uma parte do problema.

Neste artigo apresentamos as principais vantagens e desvantagens no uso dos biocombustíveis em larga escala.

As economias e estilos de vida actuais baseiam-se no petróleo e no gás, dois recursos esgotáveis cada vez mais caros.

Quais as principais vantagens e desvantagens dos Biocombustíveis

Os biocombustíveis são combustíveis líquidos ou gasosos, produzidos a partir da biomassa.

Existem uma série de biocombustíveis líquidos com potencial de utilização, todos com origem em “culturas energéticas”, em que os mais comuns são o Biodiesel e o Bioetanol. O primeiro é obtido a partir de óleos orgânicos e o segundo é produzido a partir da fermentação de hidratos de carbono (açúcar, amido, celulose).

Os biocombustíveis gasosos têm origem nos efluentes agro-pecuários/industriais e urbanos (lamas das estações de tratamento dos efluentes domésticos) e ainda nos aterros. É constituído por uma mistura de gases, em que o metano é o gás predominante, sendo esta mistura denominada por biogás.

Saiba mais sobre os tipos de biocombustíveis.

O que são os biocombustíveis?

Os biocombustíveis são produzidos à base de plantas energéticas, como é o caso do milho, dos cereais, das beterrabas açucareiras e das plantas oleaginosas.

Os mais utilizados são o biodiesel, fabricado a partir de soja ou de colza, o bioetanol, produzido à base de milho ou de beterraba, e os óleos vegetais puros. Essencialmente utilizados no sector dos transportes, os biocombustíveis podem ser utilizados puros em motores adaptados para o efeito, ou misturados com diesel ou com gasolina.

As vantagens dos Biocombustíveis

Além de permitirem reduzir a dependência energética em relação aos combustíveis fósseis, os biocombustíveis são produzidos a partir de plantas que absorvem CO2 e permitem a produção de combustíveis que não emitem gases com efeito de estufa, os principais responsáveis pelo aquecimento global.

Vantagens do Biodiesel
Vantagens do Biodiesel

Esta característica dos biocombustíveis fez com que, em Março de 2007, os Estados-Membros da UE reunidos em Conselho adoptassem um objectivo vinculativo de utilização de, pelo menos, 10% de biocombustíveis, nos combustíveis utilizados no sector dos transportes, até 2020.

As desvantagens dos Biocombustíveis

Apesar das vantagens apontadas, a utilização de biocombustíveis é um tema controverso. Em primeiro lugar, porque a produção de biocombustíveis consome muita energia e baseia-se em culturas intensivas, que produzem um gás com efeito de estufa, o óxido de azoto, que também tem efeitos no aquecimento global.

Além disso, muitas das terras utilizadas para o cultivo das plantas eram anteriormente regiões com grande capacidade de absorção de CO2, como é o caso das florestas tropicais. Para ter uma ideia da extensão e do impacto dos efeitos perversos dos biocombustíveis, basta analisar a desflorestação da América Central e da Ásia.

Outras desvantagens apontadas dizem respeito à poluição provocada pelas culturas intensivas, ao elevado consumo de água e à perda da diversidade biológica e dos habitats alimentares.

Existe ainda o receio de que a utilização das culturas para produção de biocombustíveis venha a provocar a falta e o consequente aumento do preço dos produtos agro-alimentares.

O conteúdo Biocombustíveis vantagens e desvantagens aparece primeiro em Notícias e empregos sobre Energias Renováveis.



This post first appeared on Notícias E Empregos Sobre Energias Renováveis, please read the originial post: here

Share the post

Biocombustíveis vantagens e desvantagens

×

Subscribe to Notícias E Empregos Sobre Energias Renováveis

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×