Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Resenha: A Mansão do Diabo

Olá, Gnomos de Jardim!
Hoje viemos falar do filme (e também do livro) "Mansão do Diabo".
Confesso que já vi este filme um montão
de vezes. Não, Francisca, não faço só isso com as músicas.
Apesar do protagonista perceber que há algo de errado com o preço da casa, pois entende do assunto, compra-a mesmo assim. Sim, porque até nos chamados filmes de terror tem de haver romance.
Gosto do filme, mas não acho assim tão além. Prefiro mil vezes o livro.
O livro é muito mais desenvolvido. Sim, Francisca, eu sei que isso é mesmo assim nos livros.
No livro, há um porco em vez de um urso. Mania de usarem as coisas das crianças. Não usem as coisas das crianças nos filmes de terror. Obrigada. Eu sei que ninguém vai ligar a minha espécie de apelo, Francisca. Obrigada também. Os vinte e oito dias são mais intensos e arrepiantes. Imagina-se o que "assusta" mais. Imaginar dá uma expectativa maior, o que pode decepcionar ao ver o filme.
Até os mais cépticos são afectados, todos são "obrigados" a acreditar, pois a casa assim o exige. A casa quer mostrar o seu poder. A casa tem 28 dias para fazê-lo.
O final faz lembrar "O Iluminado", pois apesar de tudo e tudo mais, acaba tudo em bem. Apesar de ninguém querer saber como ficou a ama.
Sangue ao início e depois é muito suspense e mais suspense. Nada mais do que isso.
Este remake diz-se ser baseado em factos reais. Sim, Francisca, tu não mereces.
Sim, podes mandar os teus beijinhos. Beijinhos das duas!



This post first appeared on Gnomo Da Estante | O Melhor Do Mundo POP E NERD N, please read the originial post: here

Share the post

Resenha: A Mansão do Diabo

×

Subscribe to Gnomo Da Estante | O Melhor Do Mundo Pop E Nerd N

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×