Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Farol

Eu acho que já nasci apaixonada. Desde pequena, desde o primeiro momento, Sinto essa devoção contida pulsar dentro de mim. Expressar um começo é difícil, pois você sempre foi como sol para mim: vital e inegavelmente presente, sem que eu procurasse. Expressar o tempo juntos é mais fácil, não é? Dois amigos, dois amantes, dois rivais, dois parceiros de guerra, dois colegas de crime. Eu me sinto moldada por você, tudo que sou hoje, tudo mesmo, é graças a você, a cada palavra sua. Eu tenho uma imensa gratidão por aquele dia de sol na feira em que eu te vi e você soube que eu precisava de você. Como a lua, que somente é iluminada pela luz do sol. Eu agradeço pelos dias no campinho, pelos beijos tímidos e mãos tremendo, pelos medos revelados, pela calma em crescer, por não termos nos apressado em nada enquanto o tempo passava desleixado. Hoje, são quatro invernos juntos, conectados e fluindo no mesmo ritmo, pulsando no universo como luzes que se atraem, se precisam. Um tempo que para nós correu, mas no transformou em pessoas melhores, nos fez crescer, descobrir e amar, acima de tudo. Eu sinto meu coração transbordar de nós e, mesmo hoje, navegando sozinha com sua ausência, eu sinto você como um farol me orientando e tenho plena certeza que o amanhecer trará seu calor inesquecível do qual eu sinto tanta necessidade.


Para João, pelos nossos 4 anos ♥



This post first appeared on Rabiscos Ao Acaso, please read the originial post: here

Share the post

Farol

×

Subscribe to Rabiscos Ao Acaso

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×