Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Lá Vem Resenha - Mais lindo que a lua

Autora: Julia Quinn
Páginas: 271
Editora: Arqueiro



SINOPSE: Mais lindo que a lua, primeiro livro da série Irmãs Lyndon, é uma história irresistível sobre reencontros e desafios, romantismo e perseverança.
Foi amor à primeira vista. Mas Victoria Lyndon era a filha do vigário, e Robert Kemble, o elegante conde de Macclesfield. Foi o que bastou para os pais dos dois serem contra a união. Assim, quando o plano de fuga dos jovens deu errado, todos acreditaram que foi melhor assim.
Sete anos depois, quando Robert encontra Victoria por acaso, não consegue acreditar no que acontece: a garota que um dia destruiu seus sonhos ainda o deixa sem fôlego. E Victoria logo vê que continua impossível resistir aos encantos dele. Mas como ela poderia dar uma segunda chance ao homem que lhe prometeu casamento e depois despedaçou suas esperanças?

Então, quando Robert lhe oferece um emprego um tanto quanto incomum - ser sua amante -, Victoria não aceita, incapaz de sacrificar a dignidade, mesmo por ele. Mas Robert promete que Victoria será dele, não importa o que tenha que fazer. Depois de tantas mágoas, será que esses dois corações maltratados algum dia serão capazes de perdoar e permitir que o amor cure suas feridas?
                                                                      



Oi, gente!
Como está sendo o feriado de vocês?!
 Espero que esteja sendo o máximo e bastante proveitoso!

Aproveitando esse feriadão eu trago a resenha do livro "Mais lindo que a lua", pois esse gênero de leitura com certeza me faz suspirar (risos).
Vamos conhecer e nos encantar por Robert e Victoria!




"Robert Kemble, conde de Mascclefield, nunca fora dado a reações impulsivas, mas, quando avistou a jovem junto ao lago, apaixonou-se no mesmo instante". (pág 9)

Robert e Victoria vivem em mundos totalmente distintos um do outro. Ele é um jovem e belo conde e Victoria é a filha mais velha do vigário da cidade. Os dois não poderiam ser mais diferentes do que isso, mas quando o amor surge entre Eles vem com uma força avassaladora e definitiva.

Após vê-la junto ao lago e cair de amores instantaneamente ele não resiste e se aproxima dela, mas teme ser rechaçado, já que a jovem parece estar sozinha e não convém a uma dama dirigir a palavra a um desconhecido, mesmo que ele seja um conde. Porém, para sua completa surpresa, Victoria foge às regras do que é considerado sensato a fazer em situações como essa, e começa a conversar com Robert logo que é abordada por ele.

Ele se apresenta a ela como o conde de Mascclefield, mas seu título não parece impressioná-la tanto assim. Já que riqueza e poder não é o que Victoria procura em um homem. O que ela quer é amar e ser amada, simples assim.

Ela é linda, encantadora, descontraída e cheia de energia e vivacidade! Robert está completamente apaixonado e entregue a esse sentimento. E, ao que parece, Victoria também sente o mesmo.

A partir desse primeiro "encontro"outros vão acontecendo e o jovem casal está cada vez mais envolvido e unido, só que a felicidade deles está ameaçada pelos pais de ambos, que não vê com bons olhos a aproximação de seus filhos.

O pai de Robert quer por que quer que o filho se case o quanto antes, mas com uma mulher que esteja a sua altura, e não com uma jovem simplória do povoado e filha do vigário.

O pai de Victoria é bem dominador e rígido, e trata suas duas filhas com bastante rigor. Um dia ele a intima a colocar um ponto final no que quer que esteja acontecendo entre ela e Robert. Percebendo que o relacionamento deles corre perigo os dois enamorados decidem que o melhor a fazer é fugir para o mais longe possível, pois só assim eles acreditam que poderão viver em paz o amor que os une. Mas o que eles nem imaginam é que seus pais resolveram estragar seus planos de fuga.


"Victoria deveria encontrá-lo naquele local, no final da estrada que dava em sua casa.
Mas, céus, onde ela estava"? (pág 39)


"Sua irmã decidiu me desobedecer - grunhiu ele. - Agora vai arcar com as consequências.
Ele a arrastou para o quarto e atirou-a na cama. Ellie seguiu os dois, assustada, e ficou no canto do quarto da irmã". (pág 40)


 "- Meu filho partiu para Londres. - O marquês fez uma pausa. - Para procurar uma esposa". (pág 44)

Tanto Robert quanto Victoria pensam ter sido apenas um passatempo e uma ilusão na vida um do outro, mas eles não têm como saber o quanto o engano e o mal entendido é capaz de ferir seus corações apaixonados. Diante dos últimos acontecimentos e da interferência extremamente prejudicial de seus pais  eles começam a nutrir um grande sentimento de mágoa, dor, sofrimento e rancor um pelo outro. Mas o tempo é capaz de consertar todo o passado. Ou será que não?

Eu já deixei explicitamente claro que Julia Quinn é a minha queridinha dos livros de Romance, pois ela sabe escrever de um modo todo próprio e particular as desventuras dos corações apaixonados. Eu sou despudoradamente sua fã e amo ler suas histórias!

Mais lindo que a lua é um livro delicioso de ler e eu caí de amores por Robert e Victoria! Eles são um casal muito fofurinha e divertidíssimo, diga-se de passagem. Me encantei por eles dois e ainda mais por seus gênios fortes e por sua maneira de agir. Em várias passagens do livro acontecem situações bastante engraçadas e eu, é claro, aproveitei o máximo que pude para rir a valer, já que eles foram grandes responsáveis por momentos assim.

Gostei muito de como todos os personagens foram construídos e apresentados ao decorrer do livro. Robert, Victoria, Ellie, os pais de ambos e os demais personagens foram fundamentais para a história se desenvolver da forma como foi.

Foi uma leitura leve, gostosa e muito descontraída, todavia eu não gostei de uma coisinha aqui, outra ali... mas num todo foi muito prazeroso o livro.

A Ellie, irmã mais nova de Victoria é uma figura - muito inteligente e esperta -, e eu não vejo a hora de seu livro ser lançado para que eu possa acompanhar suas aventuras.

Eu estou apaixonada pela capa do livro! Ela é muito linda e sonhadora, e o homem e a mulher que estão na frente e que se passam por Robert e Victoria são muito amorzinhos (risos). Sem contar que ele é um tremendo de um gato, né não?

As folhas são amareladas, bem ao estilo Arqueiro de ser e a diagramação está ótima, não vi nenhum erro realmente grave e que prejudicasse o andamento da leitura.

Julia Quinn mais uma vez mandou super bem como sempre, e mostra sem sombra de dúvida o poder que tem no universo dos romances de época e na literatura como um todo. Eu sou muitíssimo suspeita para falar, já que amo tudo o que ela escreve.

E vocês, já leram Mais lindo que a lua ou algum outro livro da Julia? O que acharam?


Onde Comprar: (é só clicar na imagem!)



This post first appeared on Entre Um Livro E Outo, please read the originial post: here

Share the post

Lá Vem Resenha - Mais lindo que a lua

×

Subscribe to Entre Um Livro E Outo

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×