Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

[Crítica] Assassin's Creed (Filme 2016)

No início do mês fui ao cinema para conferir mais uma adaptação de games no cinema, a bola da vez é Assassin's Creed. Quer saber o que achei? Então vamos lá!

Resultado de imagem para assassin's creed filmeAtravés de uma tecnologia revolucionária que desbloqueia as suas memórias genéticas, Callum Lynch revive as aventuras do seu ancestral, Aguilar, na Espanha no séc. XV. Callum descobre que é descendente de uma sociedade ancestral secreta, os Assassinos, e através da sua experiência nas memórias de Aguilar, adquire o conhecimento e a perícia necessária para entrar em confronto nos dias de hoje com os eternos inimigos dos Assassinos, os Templários, uma organização poderosa e opressiva. 



Assassin's Creed é uma franquia de jogos desenvolvido pela Ubisoft e famosa em todo o mundo. O filme se passa no mesmo universo dos jogos e possui uma história original que expande a mitologia da série. As filmagens começaram em agosto de 2015 e continuaram até janeiro do ano seguinte.
Eu joguei Assassin's Creed e estava ansiosa para ver como ficou o filme. Eu gostei bastante, apesar de terem deixado algumas pontas soltas na passagem de tempo, que ficou um pouca vaga, visto que foi de 30 anos. Durante a sessão ouvi diversos comentários de “Não to entendendo nada!” e “Quem é esse?” ou até “O que tá acontecendo?”, mas felizmente no decorrer do filme, a trama vai se desenvolvendo e ficando melhor de acompanhar.

Mas apesar disso o filme não agradou muito os fãs, visto que a história foi bastante alterada. Primeiro de tudo, esqueça Desmond Miles. Ao contrário do barman que em 2012, é “convocado” para voltar à época das Cruzadas (entre os séculos XI e XIII), o  filme é focado em Callum Lynch, um condenado à cadeira elétrica em 2016 que é recrutado pela cientista Sofia Rikkin. Ele então passa a revisitar as memórias genéticas de seu ancestral Aguilar de Nerha, dando vasão ao seu instinto de Assassino.

O filme gira em tono da “Maçã do Éden”, que conteria em seu interior o livre-arbítrio. Anos depois, os Assassinos, que tem a missão de proteger o artefato, se opõem aos Templários, que querem usa-lo para controlar a humanidade, num conflito que duraria séculos e mais séculos.

O filme deixa brecha para uma sequencia, o que é bastante bem vinda caso queiram explorar mais o personagem e até “consertar” as brechas da passagem de tempo que ficaram nesse. O filme pecou em criar algumas soluções “mágicas” e mal explicadas que enfraquecem a trama. Já o elenco dá um show de interpretação. Temos Michael Fassbender (de X-men Apocalispe) destruindo no papel principal. O filme trás algumas questões filosóficas, como livre-arbítrio, vida após a morte, regressão, crenças em valores superiores a sua própria vida,e outros, o que o torna ainda mais interessante de ver.

O filme ainda está em cartaz em diversos cinemas brasileiros, aproveite para assistir e tirar suas próprias conclusões. Já viu? qual sua opinião?



Resultado de imagem para assassin's creed filmeTítulo Original: Assassin's Creed
País de Origem: Estados Unidos/França
Gênero: Ação/Games
Classificação: 12 anos
Duração: 
Nota: ★★★☆☆  


This post first appeared on Entre Livros E Lentes, please read the originial post: here

Share the post

[Crítica] Assassin's Creed (Filme 2016)

×

Subscribe to Entre Livros E Lentes

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×