Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Eu li - O Gato Preto

Tags: gato pelo homem
Título: O Gato Preto
Original: The Black Cat
Autor: Edgar Allan Poe
Número de páginas: 6
Ano: 1843
Tradução: Willian Leite

Conto disponibilizado pelo desafio literário #12mesesdepoe (criado pelo blog Anna Costa) para o mês de maio.

O Gato Preto é a narrativa de um homem que está angustiado com sua sentença de morte, que se realizará no dia seguinte, e revelando o porquê de estar em tal situação.

O homem, assim como na maioria dos contos de Poe, inicia o fato comentando sobre a questão da loucura, e o que lhe ocorreu pode ser entendido por esse termo.

Pois bem, ele relata que desde a infância era apaixonado por animais. Quando cresceu, esse amor perpetuou ao longo dos anos e, por sorte do destino, acabara casando com uma mulher que tinha os mesmos gostos dele. Tanto que a casa do casal era repleta de animais de estimação.

Ele gostava de todos os bichos que possuíam, mas havia um gato de pelo todo negro que era seu xodó, o seguia para todo lado e era bastante mimado pelo dono. Pluto era o nome do bichano.

Aconteceu, porém, que em uma determinada época, o homem começou a detestar tudo e a todos. Ele maltratava todos os animais, menos o Pluto.

O gato ainda conseguia manter a estima dele, pelo menos até o dia em que o homem, tomado por um sentimento impulsivo, resolveu arrancar um dos olhos do bicho. Após passar os sofrimentos do animal, o dono ainda se sente irritado e resolve enforcar o gato. Segundo seus comentários, ele havia feito tais coisas porque foi tomado por uma vontade inexplicável de fazer algo errado.


No outro dia a casa é tomada pelo fogo. O incêndio inexplicável resulta em uma única parede em pé, e nela havia uma figura estranha, como se fosse o desenho de um gato enforcado.

Após esse pesadelo parecer nãos sair da mente dele, os dias passaram e, durante uma noite, o homem encontra um gato em um bar, parecido com seu falecido Pluto (aquele que ele havia enforcado), e o leva para o seu novo lar. Esse gato, porém, parecia irritá-lo ainda mais. E quanto mais ele se sentia irritado com o animal, mais o felino se enroscava em suas pernas e o seguia para todos os lugares.

A partir daí, a mente do homem vai ficando ainda mais transtornada, o gato e sua insistência em segui-lo pode trazer mais atitudes impensadas. A raiva vai tomando conta de sua existência, a ponto de não mais governar suas ações, e estas podem ser ainda piores do que matar um simples animal indefeso. Sim, a maldade cresce tanto que vai muito além disso.







This post first appeared on Vícios E Literatura, please read the originial post: here

Share the post

Eu li - O Gato Preto

×

Subscribe to Vícios E Literatura

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×