Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Não Me Julgue Pela Capa- Matheus Rocha



 Olá Pessoas!!! Tudo bem com vocês? 

Hoje eu trago a resenha do Livro Não me julgue pela capa (Planeta de Livros, 2019, 256 p.) do Matheus Rocha. Esse é o segundo livro que eu leio do Matheus e o que mais conversou direta e francamente comigo. Este é um livro que fala abertamente sobre ansiedade, mas não de um jeito clínico, científico, distante como geralmente são os livros que falam sobre saúde mental. 


Matheus traz relatos tão íntimos sobre como ele lida (ou não) com a ansiedade, como se estivesse se despindo das próprias inseguranças para que outras pessoas possam se enxergar através dos seus relatos. Eu fui uma dessas pessoas e curiosamente estava no meio de uma crise de ansiedade quando li, mas ao invés de ver os textos como um gatilho, teve um efeito calmante. 

"É a segurança de saber que está tudo bem não ser querido por todo mundo, desde que se deite, à noite, a cabeça no travesseiro, e se tenha a certeza absoluta de que não deu passos para longe de si a fim de chegar perto de ninguém."

Refleti sobre todo o meu processo com a ansiedade, porque ele estimula o autoconhecimento, a autorreflexão ao falar sobre como se conhecer é importante para atravessar os momentos turbulentos de uma crise de ansiedade. Matheus vai além disso, ao falar abertamente sobre as suas inseguranças em relação à vida, sexualidade pois, querendo ou não são assuntos que estão interligados e de forma amigável. 


Não me Julgue Pela Capa é um livro forte, emocionado e que aborda um lado muito pessoal do autor, da importância da família e dos amigos em momentos cruciais, pessoas que estenderam a mão e o compreenderam. Nós, ansiosos, sabemos o quão difícil são as pessoas compreenderem e respeitarem os nossos momentos de crises. Nem sempre a pessoa com quem nos relacionamos tem a empatia necessária, para que a gente não se sinta mal em nossa própria pele. 

"E eu percebi que estava e ainda estou, o tempo todo, oferecendo a minha melhor versão, mesmo diante de dias não tão bons assim. Mesmo perante uma realidade que não é a que eu sempre quis ou sonhei ter. E que ainda estou amadurecendo." 

A escrita do Matheus é tão envolvente que a gente se sente conversando com um amigo próximo, que realmente nos compreende, nos coloca pra cima, recarrega as nossas energias através da boa luz que transmite, que nos lembra o quão incrível somos, apesar dos pesares. Esse é o meu tipo favorito de pessoa, porque me lembrou as amizades que eu conquistei ao longo da vida. 




O livro é dividido em três partes: Como eu me vejo, Como o mundo me vê e Como eu realmente sou. Além de ter quatro listas com coisas que podemos fazer enquanto ansiosos (essa parte me pareceu um lembrete para que o próprio Matheus sempre leia, quando as coisas saírem dos trilhos) e o prefácio escrito por Padre Fábio de Melo, que está a coisa mais linda. Eu amo muito os textos do padre, pra mim foi um casamento perfeito com as crônicas que lemos no decorrer do livro. 

Esse livro é pra você que gosta de ler sobre as dores e delícias de sentir, mas sentir com força, com verdade, fazer uma análise sobre como somos, como nos relacionamos com o mundo ao nosso redor. Nem sempre estamos bem e tudo bem!!! Antes que eu me esqueça, o trabalho da editora está divino, a diagramação, as ilustrações no interior do livro estão perfeitos, acolhedor demais. Enfim, nem preciso falar que eu mais que recomendo este livro né?!

















PhotobucketRSS/Feed - Receba automaticamente todos os artigos deste blog. Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.


This post first appeared on Menina Da Bahia, please read the originial post: here

Share the post

Não Me Julgue Pela Capa- Matheus Rocha

×

Subscribe to Menina Da Bahia

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×