Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Invisible

Este Livro chegou cá a casa sem que eu soubesse do que trata.



Na verdade, a aquisição foi feita para o meu respectivo, que se encontra a aprender espanhol, em jeito de incentivo; vi este livro recomendado para o nível A2 num instituto de línguas, vi que tinha bastante reconhecimento por terras hispanohablantes, que é infanto-juvenil, e foi por aí o critério de decisão. Depois, partimos para a leitura conjunta.


Repito: não sabia nada sobre o enredo quando o livro cá chegou a casa - e a sinopse também não adianta quase nada, fala apenas no desejo de ser invisível. Assim sendo, irei revelar o menos possível, para não estragar a experiência a quem o possa vir a ler. As primeiras páginas, embora cheias de pistas para a narrativa, são algo caóticas e pouco reveladoras, envoltas em mistério. Sabemos que o narrador está no hospital, não sabemos o porquê. Não sabemos, também, quem é quem, embora vamos aprendendo mais acerca dos personagens à medida que vão sendo introduzidos e reintroduzidos na história, à medida que o narrador nos conta como se tornou invisível.


Todos os personagens são muito bons, estão muito bem construídos e desenvolvidos, e, à medida que o mistério se desfaz, o autor coloca-nos no papel de cada um deles, vendo as consequências das suas acções. É uma história fácil de sentir de perto. Pensei que seria um livro mais leve, mesmo com o início no hospital, mas acabou por ter um impacto mais pessoal, ser mais comovente e mais profundo - e apesar de dar para perceber relativamente rápido o ritmo que a narrativa vai tomar, consegue ser surpreendente pela abordagem.


Y llega el lunes sobre un chico que no tiene ganas de ir a clase. Mira a la ventana deseando que nieve tanto que no pueda salir a la calle, que llueva de tal forma que parezca que el mar está ahí mismo, que haga tanto frío que se le congelen hasta los miedos... pero no, hace sol.


A linguagem é simples e o ritmo da leitura é rápido. Não conhecia Eloy Moreno, mas este livro é muito realista (apesar das metáforas com monstros e dragões e superpoderes), é forte e gostei muito. Fala um pouco da importância da educação emocional, sobre o que nos impede de ver os outros (tornando-os invisíveis), sobre empatia. Recomendo a 100%.


Lido também para o #enabrilleemosenespanol da Ana Lopes.


5/5


Podem comprar na wook ou na Bertrand. Actualmente, não se encontra disponível em português.





This post first appeared on Bárbara Reviews Books, please read the originial post: here

Subscribe to Bárbara Reviews Books

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×