Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Os 10 benefícios de brincar

          Os 10  benefícios de brincar

O ato de brincar desperta a criança para o mundo ao seu redor, por isso o papel dos brinquedos é fundamental quando pensamos no desenvolvimento da criança, nas suas relações sociais e na formação da sua personalidade. Conheça os 10 benefícios de brincar e veja como isso ajuda a criança a crescer.

Estímulo às competências

O simples fato de brincar trabalha aspectos fundamentais e transversais que valem para toda a vida da criança. Comunicação verbal e não verbal, gestão, negociação e resolução de conflitos, trabalho em equipe e cooperação são algumas das competências estimuladas pelas Brincadeiras. Aceitar a decisão da maioria abrindo mão das próprias convicções é outra competência que a criança desenvolve ao brincar com seus amigos.

Os benefícios de brincar para a atenção e concentração

Brincar pode se tornar uma maneira de a criança dar vazão à sua energia, para depois se concentrar em tarefas que exigem atenção, como estudar e assistir à aula. Outra maneira de prender a atenção das crianças é fazer coisas que elas gostam. Logo, apresentar conteúdos escolares de forma divertida faz parecer brincadeira, mas na realidade a criança está aprendendo.

Expressões verbal e corporal

Brincar é uma forma de comunicação. Muitas vezes, as crianças projetam nas suas brincadeiras os seus medos, as suas dúvidas, as suas ansiedades. Essa projeção permite a eles não apenas uma visão “de fora” para os seus problemas, que poderão dar a eles uma ajuda para a resolução, mas também dar sinais aos pais onde e como poderão ajudar as crianças a obterem um desenvolvimento pleno. Sem brincadeiras, muitos pais nunca teriam acesso a esse tipo de expressão emocional.

Criatividade

Ao usar brinquedos em que é preciso criar figuras, a criatividade da criança é posta à prova e costuma dar excelentes resultados. Massinha de modelar, peças de Lego e blocos de construção de brinquedo fazem da criança a inventora das próprias brincadeiras e isso abre um leque de possibilidades na imaginação delas.
Brinquedos com funções preestabelecidas também são excelentes, desde que a criança tenha liberdade para usar a sua criatividade na hora de brincar.

Ensina sobre respeitar regras

Brincar sempre tem regras, sendo elas de segurança, pontuação ou convívio dentro da brincadeira. Quando a criança aprende que quem ficar em pé perde, ela associa que quem respeitar a regra tem mais chances de vencer. Isso se chama disciplina e é fundamental para o desenvolvimento da criança. Estabelecer limites e consequências em caso de descumprimento ensina à criança que respeitar as regras evita pagar prendas (que são uma forma infantil de punição).

Afetividade

Ter e fazer amigos são as características principais das brincadeiras. Mesmo naquelas crianças mais tímidas é possível desenvolver laços de amizade, pois as crianças mais despachadas tratam de inserir as tímidas na brincadeira. Nessas primeiras relações de amizade é que aprendemos a lidar com o outro e com os nossos próprios sentimentos.

Brincar traz felicidade

Não existe criança triste quando está brincando e isso é tão real que, quando está entediada e sem nada para fazer, a criança dá um jeito de brincar e se divertir. Basta observar as traquinagens que uma criança que está proibida de brincar é capaz de fazer. Por isso, não use a ausência de brincadeira como forma de punir a criança, pois você estará retirando dela um dos grandes motivos (senão o único) da sua felicidade.

Desenvolve a criança como um todo

A diversidade de brincadeiras existente no mundo infantil estimula diferentes áreas do desenvolvimento humano: do cognitivo ao emocional, passando pelo psicomotor e pela linguagem. Correr, adivinhar, raciocinar, associar, obedecer, mandar, agrupar-se e também se separar são exigências presentes nas brincadeiras que trazem o desenvolvimento global da criança em todos os seus aspectos físicos e emocionais.

Autoconhecimento

Brincar permite que a criança conheça não apenas o próprio corpo e como ele pode ser utilizado para obter vantagens nas brincadeiras, como também permite conhecer gostos, afinidades e preferências por determinadas atividades. Saber que gosta mais de correr do que jogar xadrez, por exemplo, permite que a criança cresça, se aceitando como ela realmente é, o que gera autoconfiança na vida adulta.

Superação e resignação

Quando brinca, nem sempre a criança ganha as competições ou suas ideias são aceitas pela maioria. A frustração gerada pela perda de pontos em uma brincadeira ou por ter que aceitar as regras dessa brincadeira faz com que a criança aprenda a se resignar quando não pode mudar uma situação e ainda estimula essa mesma criança a se sair melhor de uma próxima vez, superando os próprios limites.
Esses benefícios de brincar precisam ser acompanhados de estímulos positivos dados pelos pais para que reforcem a autoconfiança dos filhos.

Desconheço autoria

Leia também: Brincadeiras antigas. 


This post first appeared on CRIANÇA GENIAL, please read the originial post: here

Share the post

Os 10 benefícios de brincar

×

Subscribe to CrianÇa Genial

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×