Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Resenha #11 – Koldbrann (Parte 1) Rebeldes – Mantém o sangue vermelho

Olá pessoal! Hoje quero apresentar para vocês um super Livro de ficção, confesso que esse não era o meu estilo literário favorito, mas ultimamente ele vem ganhando espaço na minha estante e no meu coração (risos).

Rebeldes é o primeiro livro da serie Koldbrann, na sequencia foi publicado a Parte 2 – Desleais e a Parte 3 – Imprudentes será lançada no dia 13 de Maio (aguardamos ansiosos). Todos os livros da serie são publicações da editora Chiado, que está presente no Brasil, Portugal, Angola e Cabo Verde.

A autora dessa fantástica aventura é a talentosa Ana Cláudia Dâmaso, que nasceu em Lisboa, no ano de 1992 se formou em Línguas, Literaturas e Culturas pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e desde muito jovem sentia necessidade de passar para o papel as ideias de sua mente criativa. Seguindo o seu sonho de ser uma escritora publicada, Ana mudou-se para a cidade do Porto (Portugal) para concluir esta sua primeira obra (e que sorte a nossa!).

O livro tem 452 páginas, sua primeira edição foi publica em Julho de 2016 em Lisboa, Portugal.

IMG_20180326_172011836

Sinopse:

Num mundo apocalíptico, a população saudável vive em cidades bunker, chamadas de fortaleza, que os protege dos perigos do mundo exterior, onde é melhor morrer, que deixar de ter o sangue vermelho. A limitação da liberdade alheia cria estruturas sociais muito restritas que todos são obrigados a comprimir.
Esta é a historia de diana Salvatore, uma jovem que se revolta contra o destino que lhe foi imposto.


Nesse primeiro livro, conhecemos a história da Diana Salvatore, o primeiro capitulo já é de tirar o folego, pois conta como a Diana foi encontrada e o conflito com os Kolds. Sim! Logo de cara já passamos a conhecer os temidos e mortais kolds, essas são as criaturas que vivem além das fronteiras da fortaleza e estão por todo lado no mundo exterior. A pequena Diana consegue sobreviver a esse ataque, e é levada para a fortaleza Scallabis onde ela cresce com sua família adotiva e ao completar 15 anos precisa cumprir o destino que lhe é imposto.

“(…) segundo a alínea quatorze do artigo quarto do tratado de Mônaco de 2037 >

Nesse mundo ou você é fértil e tem que se casar e ter filhos ou você é guerreira (o) e tem que defender a fortaleza dos ataques kolds. Nossa protagonista sempre teve o sonho de lutar contra esses monstros que mataram a família biológica dela, porem com um teste de fertilidade positivo, o governo não lhe permite direito de escolha, ela se tornará princesa e jamais poderá ser guerreira.

Mas a teimosa Diana Salvatore não aceita facilmente esse destino e vai lutar contra as leis rígidas desse governo.

Some sun andvitamin sea

Acima de tudo, vemos na Diana muita força e persistência em defender suas ideias, em um mundo que todos aceitaram seu destino, Diana se rebela contra ele. É inspirador e um exemplo para todos nós, temos que correr atrás dos nossos sonhos mesmo quando ninguém acreditar que pode dar certo.

Apesar do livro ser grande, a leitura é leve, não fica cansativa em nenhum momento, sempre tem muitas coisas acontecendo e confesso que nunca li tão rápido um livro desse tamanho. Fiquei encantada com a forma que a Ana Cláudia escreve, ela consegue nos envolver na história, os personagens são bem construídos, conhecemos os seus defeitos e qualidades, o que torna eles reais. Bom, virei fã.

nota 4



This post first appeared on Inspira Livro, please read the originial post: here

Share the post

Resenha #11 – Koldbrann (Parte 1) Rebeldes – Mantém o sangue vermelho

×

Subscribe to Inspira Livro

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×