Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Ignorar atualizações para o Android e Apps pode levar a falhas de segurança: o pior cenário

Segurança também envolve proteção virtual. E, com dispositivos cada vez mais versáteis na palma da nossa mão, é preciso ter alguns cuidados. Por exemplo, evitar instalar Apps de fora da Google Play, fazer Root somente em caso de necessidade, usar uma VPN, etc.

Android Apps Segurança






Como a maioria dos aparelhos utiliza sistemas operacionais Android hoje em dia, com um market share que ultrapassa 75% do mercado de dispositivos móveis, algumas dicas importantes devem ser levadas em conta. Os sistemas operacionais Android possuem vários recursos e mecanismos importantes que ajudam a aprimorar a segurança do usuário, entretanto, é preciso que o próprio consumidor esteja atento para manter algumas dessas funcionalidades em ordem.

Algumas das principais ameaças para dispositivos Android


Hoje, um smartphone serve para muitas coisas além de realizar chamadas e se comunicar com os conhecidos, aliás, provavelmente a coisa que você mês faz com o seu Smartphone são as tradicionais ligações. Você pode resolver questões bancárias, enviar arquivos de trabalhos importantes, participar de videoconferências, ler seus e-mails e resolver várias pendências através do seu dispositivo móvel, o que é formidável e sem dúvida uma marca da nossa sociedade atual.

Ter tantas informações assim em um único aparelho pode ser muito mais problemático do que se imagina, caso esses dados sejam comprometidos de alguma forma.

Há vários tipos de malwares criados especialmente para atingir sistemas Android. Um malware é um programa, código ou arquivo, cuja finalidade é se infiltrar em um sistema de forma ilícita para permitir o roubo de dados, alterações na máquina, etc. 

Eles são a ameaça mais comum, não só ao Android, mas a todos os tipos de dispositivos, principalmente aqueles conectados à internet constantemente, ainda que por conta dos vários níveis de segurança, proporcionalmente falando, o Android sofra com "poucos" ataques.

Dentre os principais malwares utilizados para atacar dispositivos que usam sistemas Android, podemos citar alguns que são mais frequentes e que chamaram a atenção nos últimos anos, obrigando os desenvolvedores a gastarem um bom tempo para fechar certas brechas de segurança. 

Há o "Android.Geinimi", que possibilita ao hacker enviar comandos específicos para o aparelho infectado e, desse modo, controlar o dispositivo; também podemos listar o AndroidOS_Droisnake.A", que envia informações sobre a localização do dispositivo para terceiros. Não podemos nos esquecer do "AndroidOS_BGSERV.A", que abre um “backdoor” no dispositivo, ou seja, permite um canal de saída para a extração de dados, que são roubados do usuário e enviados para o invasor ou outro destinatário. Há várias ameaças além dessas  e realmente precisamos alertá-lo sobre o que pode acontecer de ruim caso você não tome certas precauções.

O que pode acontecer de pior?


Se você tem um comportamento sadio com o seu aparelho e evita expô-lo a riscos, a maior parte dessas ameças mais parece ficcional do que qualquer outra coisa, mas vamos fazer aquele belo exercícios de pessimismo. E se tudo desse errado?

Você sempre ouve falar sobre crackers (*hackers), vírus e perigos na internet, mas, quando pensa nessas coisas, logo imagina que os principais alvos são apenas instituições bancárias, como se o hacker só se importasse com espionagem industrial, corporativa e governamental, e não tivessem tempo para atacar pessoas comuns como você, um usuário “pequeno”. O que você tem a perder? Não tem nada para esconder, não é verdade?

Esse é um erro fatal. A maior parte dos ataques se dirige contra usuários comuns, pequenos e médios negócios, e não exclusivamente contra grandes corporações, justamente por conta dessa "inocência" atrelada ao usuário não profissional.

Meus dados!


Bancos e grandes corporações tem dados que valem Muitas Vezes bilhões de Reais, mas eles também são, geralmente, protegidos por profissionais, o que dificulta muito a vida de quem está tentando invadir, o que definitivamente não acontece quando alvo é alguém mais "comum", então, não importa seu saldo bancário, sua posição social ou quem você é: se você estiver conectado à internet, você é um alvo em potencial, até porquê, muitas vezes os ataques não são diretamente aplicados, eles funcionam na base do "phishing", ou seja, da "pesca", como e-mails que são disparados para inúmeras pessoas com páginas falsas que solicitam dados. Muitas das pessoas que recebem essas mensagens fakes provavelmente não morderão a isca, mas se você não for esperto, você pode ser "o peixe da rodada".

Entendidos os riscos mais comuns, vamos precisar deixar bastante claro qual pode ser o pior (ou um dos piores) cenários possíveis:

Seus dados pessoais, suas informações de conta bancária, arquivos e informações do trabalho e praticamente tudo o que você tem de pessoal e confidencial estará nas mãos de um completo desconhecido (ou até mesmo de alguém do seu convívio), que vai usar essas informações e esse acesso do modo que quiser.

Você já parou para pensar na quantidade de informação sobre você presente dentro do seu Smartphone?

Você pode perder dinheiro, informações, recordações importantes e, claro, ter muita dor de cabeça. Além disso, suas redes sociais podem ser invadidas e, pode acreditar, o mal-estar vai ser muito grande. Mesmo que você consiga recuperar suas senhas, redes sociais e outras informações, muitas vezes os danos podem ser irreversíveis.

Definitivamente, você não quer isso. Então, vamos dar algumas dicas simples, eficientes e muito práticas para melhorar a sua segurança.

6 dicas que podem ajudá-lo (e muito!)


1 - Tenha cuidado com suas senhas pessoais, criando senhas fortes (com caracteres especiais, como #, $, %, &, *, alternando letras maiúsculas e minúsculas e usando números, por exemplo) sem compartilhá-las é o primeiro passo e o primeiro degrau pra se manter mais seguro. Se estive meio sem criatividade, acesse esse site e gere alguma senha aleatória.

* Muitas vezes usar um aplicativo de confiança para gerenciar senhas pode ser uma boa também, vale uma pesquisa sobre o tópico.

2 - Também há vários aplicativos que ajudam a bloquear o aparelho e que exigem senhas de acesso. Eles podem ajudar a evitar invasões no seu dispositivo, mas claro, se não quiser ir tão longe, o seu Android tem várias opções por padrão para bloqueio do dispositivo, tenha certeza de que você tem ao menos uma delas configurada.

3 - Mantenha todos os seus aplicativos, principalmente os de segurança, atualizados. Ative as atualizações automáticas do seu Android se você for do tipo de pessoa que sempre esquece de fazer os upgrades dos Apps. Além disso, antes de baixar qualquer coisa pelo computador, celular, smartphone, tablet ou qualquer dispositivo com conexão à internet, procure se informar se o programa é seguro. O mundo Linux essa segurança tem geralmente um nível muito alto, quando você baixa aplicativos da loja do seu sistema, com o Android não seria diferente.

* No Android em específico, verifique as permissões que o aplicativo que você está instalando está requisitando.

Procure por depoimentos de outros usuários. Isso vai ajudá-lo a conhecer mais sobre eventuais problemas, vulnerabilidades e a confiabilidade desses recursos. Há aplicativos criados especialmente para facilitar o acesso de hackers ao seu dispositivo, então todo cuidado é pouco.

4 - Só faça ROOT em caso de necessidade:




5 - Outra dica importante é usar um provedor VPN para Android que permita proteger mais sua conexão, evitar roubo de dados e intrusões. 

Além disso, um provedor VPN para Android melhora a sua velocidade de conexão, permite alterar seu IP e o deixa menos vulnerável em conexões Wi-Fi menos protegidas, como aquelas conexões públicas. Esses provedores “mascaram” seu tráfego de dados e aumentam muito a sua segurança.

Vale a pena manter essas e outras formas de melhorar sua segurança e, principalmente, procurar por um aplicativo VPN para Android seguro e que não use seus dados indevidamente. Quando você usa uma VPN você obriga o seu tráfego a passar por um servidor específico, por isso é importante pesquisar antes e ter uma real noção do quanto é confiável, afinal, você estará passando absolutamente todas as suas informações de rede pelas máquinas de alguma empresa.

6 - Evite baixar aplicativos de fora da loja oficial (Play Store), isso reduz muito a possibilidade de você instalar algum App que foi adulterado. Ainda que ao longo da história tenhamos visto aplicativos nocivos dentro da Google Play Store, certamente ali ainda é o local mais seguro para encontrar aplicações, muito mais do que baixar qualquer APK em um site de downloads que você não conhece a procedência, sobretudo aplicativos pirateados que seriam pagos em suas versões tradicionais e jogos com algum tipo de trapaça.

O mais curioso é que se fossemos traçar uma linha de "comodidade vs segurança", certamente cada um estaria em um dos extremos. Tomar precauções e ser cuidado é algo que exige raciocínio e reflexão muitas vezes, e nem sempre é simples ou prático, mas você abrir mão de se proteger em nome da praticidade é tudo o que um invasor procura.

Você tem mais dicas de segurança? Compartilhe as suas ideias nos comentários!

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




This post first appeared on Diolinux - Open Source, Ubuntu, Android E Tecnologia, please read the originial post: here

Share the post

Ignorar atualizações para o Android e Apps pode levar a falhas de segurança: o pior cenário

×

Subscribe to Diolinux - Open Source, Ubuntu, Android E Tecnologia

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×